Lição 153: A Declaração Oficial 1 e o desenvolvimento contínuo do trabalho do templo
    Notas de rodapé

    Lição 153

    A Declaração Oficial 1 e o desenvolvimento contínuo do trabalho do templo

    Introdução

    Depois que o profeta Joseph Smith recebeu a revelação que o instruía a ensinar o princípio do casamento plural, alguns membros da Igreja começaram a praticar o casamento plural sob sua direção no início da década de 1840. Nas décadas subsequentes, a Igreja sofreu oposição pública por causa dessa prática. “Após receber revelação, o presidente Wilford Woodruff publicou o (…) Manifesto [Declaração Oficial 1], que foi aceito pela Igreja como provido de autoridade e validade, em 6 de outubro de 1890. Isso resultou no fim da prática do casamento plural na Igreja” (Declaração Oficial 1, introdução). Mesmo enquanto sofriam oposição, os santos trabalharam diligentemente para construir templos, onde receberam ordenanças de salvação para si mesmos e para os mortos. Eles construíram e dedicaram cinco templos entre 1846 e 1893.

    Sugestões didáticas

    O Senhor revela que os santos dos últimos dias devem cessar de praticar o casamento plural

    Peça aos alunos que digam o nome de pessoas justas das escrituras que foram presas por fazer o que o Senhor lhes ordenou que fizessem (As respostas podem incluir Daniel, Abinádi, Pedro, Joseph Smith e o Salvador).

    Explique aos alunos que muitos santos dos últimos dias foram presos por continuarem a obedecer ao mandamento de praticar o casamento plural depois que o governo dos Estados Unidos promulgou leis que tornavam essa prática ilegal. Algumas mulheres foram presas também, normalmente porque não revelavam a localização de seu marido, que havia se escondido para evitar ser preso.

    Peça aos alunos que resumam como a prática do casamento plural começou entre os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. [O profeta Joseph Smith recebeu a revelação sobre o princípio do casamento plural, e a prática do casamento plural foi instituída entre os membros da Igreja no início da década de 1840 em resposta ao mandamento do Senhor (ver D&C 132).]

    Peça a um aluno que leia o seguinte parágrafo em voz alta. Peça à classe que procure ouvir algumas dificuldades enfrentadas pelos membros da Igreja ao obedecerem ao mandamento do Senhor de praticar o casamento plural.

    Em agosto de 1852, como parte de uma conferência em Salt Lake City, o élder Orson Pratt anunciou que, em obediência a um mandamento de Deus, alguns membros da Igreja estavam praticando o casamento plural. O élder Pratt fez esse anúncio sob a direção do presidente Brigham Young. Muitos líderes religiosos e políticos nos Estados Unidos se opuseram a esse sistema de casamento, que consideravam imoral e não civilizado. Os santos dos últimos dias foram ridicularizados em discursos públicos, livros, revistas e jornais. O Congresso dos Estados Unidos promulgou leis que limitavam a liberdade dos membros da Igreja e atingiram a Igreja economicamente ao restringir a quantidade de propriedades que a Igreja poderia ter. Essas leis, por fim, levaram à prisão e ao encarceramento de homens que tinham mais do que uma mulher, negando-lhes o direito de voto, o direito à privacidade em seu lar e outras liberdades civis” (Nosso Legado: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, 1996, p. 97). Em 1890, centenas de santos dos últimos dias fiéis haviam cumprido pena na prisão. Outros se exilaram para evitar a prisão e o encarceramento. Devido a esses acontecimentos, muitas famílias enfrentaram estresse, dor, pobreza e fome.

    Depois do anúncio de 1852, o casamento plural se tornou muito mais difundido, e milhares de homens e mulheres foram selados em casamentos plurais sob a direção dos líderes do sacerdócio. Embora o mundo os ridicularizasse pela prática do casamento plural, muitos santos dos últimos dias fiéis defenderam a prática e prestaram testemunho de que sabiam que ela havia sido revelada por Deus por intermédio do profeta Joseph Smith.

    • Como você resumiria as dificuldades enfrentadas pelos primeiros santos dos últimos dias por obedecerem ao mandamento do Senhor de praticar o casamento plural?

    Presidente Wilford Woodruff

    Explique aos alunos que essas circunstâncias difíceis levaram o presidente Wilford Woodruff a buscar o Senhor em espírito de oração no tocante à prática do casamento plural pelos santos. Em 1889, o presidente Woodruff instruiu os líderes da Igreja a descontinuar o ensino do princípio do casamento plural. Em 1890, bem poucos casamentos plurais foram realizados, e estes aconteceram contrariando o conselho do presidente Woodruff. No entanto, algumas pessoas publicaram relatos de que a Igreja ainda estava promovendo a prática do casamento plural. Esses relatos trouxeram mais oposição à Igreja. Em setembro de 1890, o presidente Woodruff publicou um Manifesto, que hoje é conhecido como a Declaração Oficial 1 em Doutrina e Convênios.

    Resuma os três primeiros parágrafos da Declaração Oficial 1 e explique-lhes que o presidente Woodruff declarou que os relatos de que a Igreja ainda realizava casamentos plurais não eram verdadeiros. Depois, peça a três alunos que se revezem na leitura em voz alta do quarto e do quinto parágrafos da Declaração Oficial 1 (começando por “Sendo que o congresso”) e a subsequente declaração do presidente Lorenzo Snow, que na época era presidente do Quórum dos Doze Apóstolos. Peça à classe que acompanhe e procure o que presidente Woodruff instruiu os santos a fazerem.

    • O que os santos foram instruídos a fazer? (Abster-se de realizar ou de formar qualquer tipo de casamento plural.)

    • De acordo com a declaração do presidente Lorenzo Snow, por que foi importante que o mandamento de deixarmos de realizar casamentos plurais tivesse vindo por intermédio do presidente da Igreja? [Porque ele era a única pessoa da Terra que possuía as chaves do poder de selamento. Você pode lembrar aos alunos que o casamento plural somente pode ser autorizado por meio das chaves do sacerdócio concedidas ao presidente da Igreja (ver D&C 132:7, 48).]

    Peça a um aluno que leia em voz alta o primeiro parágrafo de “Trechos de Três Discursos do presidente Wilford Woodruff a respeito do Manifesto”, que vem após o texto do Manifesto. Peça à classe que acompanhe e procure um princípio que o presidente Woodruff ensinou aos santos.

    • O que o presidente Woodruff ensinou aos santos? (À medida que os alunos responderem, escreva a seguinte doutrina no quadro: O Senhor jamais permitirá que o presidente da Igreja desvie a Igreja do caminho correto. Você pode pedir aos alunos que marquem em suas escrituras palavras e frases que ensinem essa doutrina.)

    • Como esse princípio nos ajuda hoje?

    Explique aos alunos que alguns membros da Igreja se questionaram por que foram instruídos a viver o princípio do casamento plural, mas depois foram instruídos a deixar de fazê-lo. O Senhor instruiu o presidente Woodruff a fazer uma pergunta aos santos. Peça a três alunos que se revezem na leitura em voz alta do terceiro, quarto e quinto parágrafos de “Trechos de Três Discursos do Presidente Wilford Woodruff a Respeito do Manifesto” (começando por “Ultimamente tenho recebido”). Peça à classe que acompanhe e procure a pergunta que o presidente Woodruff fez aos santos.

    • Como você resumiria a pergunta que o presidente Woodruff foi inspirado a fazer aos santos?

    Explique aos alunos que os santos estavam em perigo de perder o Templo de St. George Utah, o Templo de Logan Utah, o Templo de Manti Utah e o quase concluído Templo de Salt Lake. (Se possível, você pode mostrar gravuras desses templos.)

    • Que trabalho importante deixaria de acontecer se os templos fossem confiscados?

    Peça a um aluno que leia o sétimo parágrafo de “Trechos de Três Discursos do Presidente Wilford Woodruff a Respeito do Manifesto” (começando por “Vi exatamente”). Peça à classe que acompanhe e procure o que o presidente Woodruff teria feito se Deus não tivesse ordenado a ele que instruísse os líderes da Igreja a descontinuarem a prática da realização de casamentos plurais.

    • O que o presidente Woodruff teria feito?

    • O que podemos aprender com a declaração do presidente Woodruff: “Escrevi o que Ele ordenou que eu escrevesse”? (Depois que os alunos responderem, você pode escrever a seguinte doutrina no quadro: O Senhor dirige Sua Igreja por meio de revelação ao presidente da Igreja.)

    • Que influência essa doutrina teve sobre você?

    Peça aos alunos que prestem testemunho das verdades que você escreveu no quadro. Você pode prestar seu testemunho.

    Presidente Joseph F. Smith

    Explique aos alunos que um pequeno número de santos dos últimos dias continuou a contrair novos casamentos plurais depois que o Manifesto foi promulgado. Em 1904, o presidente Joseph F. Smith anunciou “que todos os casamentos [plurais] estão proibidos e, se algum líder ou membro da Igreja admitir que solenizou ou contraiu um casamento assim, ele será (…) excomungado” (Conference Report, abril de 1904, p. 75). Essa norma continua em vigor em nossos dias.

    • Com base no que vocês aprenderam, como responderiam se alguém perguntasse se os santos dos últimos dias praticam o casamento plural? [Ajude os alunos a entender que os membros da Igreja praticaram o casamento plural por um tempo, em obediência ao mandamento do Senhor, mas essa prática foi encerrada há muito tempo, também de acordo com o mandamento do Senhor. O casamento entre um homem e uma mulher é o padrão de casamento de Deus a menos que Ele declare algo em contrário (ver Jacó 2:27, 30).]

    O Senhor revela que os santos dos últimos dias devem ser selados a seus familiares

    Explique aos alunos que, depois que o Manifesto foi publicado, a ameaça do governo de confiscar os templos e as propriedades da Igreja terminou. Sem essa distração, os santos puderam dar mais ênfase ao trabalho do templo. No dia 6 de abril de 1893, 40 anos depois que as pedras de esquina do Templo de Salt Lake foram colocadas, o presidente Wilford Woodruff dedicou aquele templo, elevando o número total de templos em funcionamento para quatro.

    Em abril de 1894, um ano após a dedicação do Templo de Salt Lake, o presidente Woodruff anunciou que havia recebido uma revelação. Antes dessa revelação, os membros da Igreja, agindo de acordo com o conhecimento que possuíam, com frequência eram selados (ou eram “adotados”) a líderes da Igreja, como Joseph Smith ou Brigham Young, em vez de a seus próprios pais. Mas o presidente Woodruff ficou sabendo por revelação que deveria orientar os santos a “fazer sua genealogia até onde conseguirem e a ser selados a seu pai e sua mãe. Que os filhos sejam selados a seus pais e perpetuem essa corrente no máximo de gerações possível. (…) Essa é a vontade do Senhor para Seu povo” (James R. Clark, comp., Messages of the First Presidency of The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints [Mensagens da Primeira Presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias], 6 vols., 1965–1975, vol. 3, pp. 256–257; ver também Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Wilford Woodruff, 2004, pp. xxxiii–xxxv).

    • A quem podemos ser selados pela ordenança do selamento? (Depois que os alunos responderem, escreva a seguinte verdade no quadro: Podemos ser selados a nossos familiares, inclusive aqueles que já faleceram e os que ainda estão por nascer, por meio do poder de selamento.)

    • Como você se sente em saber que pode ser selado a seus familiares?

    Encerre prestando testemunho do poder selador e da importância de nos vincular às gerações de nossa família por meio das ordenanças do templo.

    Comentários e informações históricas

    Declaração Oficial 1. Informações históricas incluídas na edição de 2013 das escrituras

    ícone de folha
    A seguinte declaração, que constitui a introdução da Declaração Oficial 1 na edição de 2013 das escrituras, pode ajudar os alunos a responder perguntas sobre a prática do casamento plural seguida pelos santos dos últimos dias na década de 1880. Você pode imprimir cópias desta declaração e distribuí-las aos alunos que não tiverem a edição de 2013 das escrituras.

    “A Bíblia e o Livro de Mórmon ensinam que a monogamia é o padrão de Deus para o casamento a menos que Ele declare algo diferente (ver 2 Samuel 12:7–8 e Jacó 2:27, 30). Seguindo uma revelação dada a Joseph Smith, a prática do casamento plural foi instituída entre os membros da Igreja no início da década de 1840 (ver seção 132). Da década de 1860 à década de 1880, o governo dos Estados Unidos promulgou leis que tornavam ilegal essa prática. Essas leis acabaram sendo sustentadas pela Suprema Corte dos EUA. Depois de receber a revelação, o presidente Wilford Woodruff emitiu o Manifesto, que foi aceito e autorizado pela Igreja. Ele entrou em vigor no dia 6 de outubro de 1890. Isso levou ao fim da prática do casamento plural na Igreja.”

    Declaração Oficial 1. A prática do casamento plural foi repentinamente interrompida após o Manifesto?

    Alguns membros da Igreja continuaram a contrair casamentos plurais após o Manifesto ser publicado em 1890. O élder Dallin H. Oaks, do Quórum dos Doze Apóstolos, explicou:

    Élder Dallin H. Oaks

    “A poligamia não chegou subitamente ao fim após o Manifesto de 1890. Os relacionamentos polígamos selados antes que essa revelação fosse anunciada continuaram por uma geração. A realização de casamentos polígamos também continuou por um tempo fora dos Estados Unidos, onde a aplicação do Manifesto ficou incerta por algum tempo. Aparentemente esses casamentos polígamos também continuaram por cerca de uma década em algumas regiões entre líderes e membros que se aproveitaram dessa ambiguidade e pressão geradas por esse grande conflito entre as leis detestadas e as doutrinas reverenciadas. (…)

    Parte-me o coração ler as terríveis circunstâncias impostas a esposas e filhos que tiveram que decidir entre mentir a respeito do paradeiro ou da existência do marido ou pai, ou, por outro lado, contar a verdade e vê-lo ir para a prisão. (…) Um pai na prisão significava falta de comida na mesa e de lenha na lareira. Essas difíceis escolhas envolviam um conflito entre emoções e necessidades fundamentais, como o comprometimento com a verdade por um lado e por outro lado a necessidade de um companheiro amoroso e do alívio do frio e da fome.

    Sinto o coração tocado pelos líderes da Igreja que se viram pressionados entre sua devoção à verdade e sua devoção às esposas e aos filhos e de uns pelos outros. Contar a verdade significaria trair a confiança ou a causa ou enviar um irmão à prisão. (…)

    Não sei o que pensar de tudo isso, exceto que estou feliz por não ter de enfrentar a pressão que aquelas boas pessoas enfrentaram. Sinto o coração tocado por sua coragem e seu sacrifício, dos quais sou beneficiário direto. Não vou julgá-los. Esse juízo pertence ao Senhor, que conhece todas as circunstâncias e o coração dos envolvidos, um nível de compreensão e sabedoria do qual nem os mais eruditos historiadores sequer chegam aos pés” (“Gospel Teachings about Lying” [Ensinamentos do Evangelho sobre Mentir], Clark Memorandum, Brigham Young University J. Reuben Clark Law School periodical, primavera de 1994, pp. 16–17).

    Desde 1904, a Igreja tem excomungado todos os seus membros que realizaram ou contraíram casamentos plurais (ver Conference Report, abril de 1904, p. 75). Em 1998, o presidente Gordon B. Hinckley declarou a posição da Igreja em relação à prática do casamento plural:

    Presidente Gordon B. Hinckley

    “Esta Igreja nada tem a ver com os que estão praticando a poligamia. (…) Se algum de nossos membros for descoberto praticando o casamento plural, ele será excomungado, a punição mais severa que a Igreja pode impor. Quem estiver envolvido nessa prática estará violando frontalmente não só a lei civil, mas também a lei desta Igreja” (“O que as pessoas estão perguntando a nosso respeito?”, A Liahona, janeiro de 1999, p. 82).

    Discursos do presidente Wilford Woodruff. O Senhor nunca permitirá que o presidente da Igreja nos conduza de maneira errada

    O presidente Marion G. Romney, da Primeira Presidência, contou uma experiência que teve com o presidente Heber J. Grant, que era o presidente da Igreja na época:

    Presidente Marion G. Romney

    “Em pé, ao meu lado, ele colocou o braço em volta de meus ombros e disse: ‘Meu rapaz, mantenha sempre seus olhos no presidente da Igreja e, se ele algum dia lhe pedir que faça algo que seja errado e você o fizer, o Senhor o abençoará por isso’. Então, com um brilho nos olhos, acrescentou: ‘Mas não precisa se preocupar. O Senhor nunca permitirá que Seu porta-voz desencaminhe o Seu povo’” (Conference Report, outubro de 1960, p. 78).

    Declaração Oficial 1. Para mais informações

    Para mais informações sobre a Declaração Oficial 1, acesse Tópicos do evangelho em LDS.org e pesquise “casamento plural” ou “poligamia”.