Guias e chamados
Criar uma Atmosfera Propícia ao Aprendizado
anterior seguinte

Lição 7

Criar uma Atmosfera Propícia ao Aprendizado

Parte 2

Objetivo

Ajudar os participantes do curso a aplicar os princípios que aprenderam na lição 6.

Nota para o Professor

No fim da lição 6, você pediu aos participantes do curso que se preparassem para falar sobre formas de evitar distrações e resolver problemas disciplinares. (Ver a página 218.) Uma vez que os professores desejam aprender maneiras práticas e específicas de lidar com seus problemas, planeje esta lição de modo a passar a maior parte do tempo nessa atividade de aplicação.

Ao realizar as discussões desta lição, ajude os alunos a adquirirem mais confiança em sua capacidade de criar uma atmosfera propícia ao aprendizado.

Preparação

  1. Em espírito de oração, estude Doutrina e Convênios 12:8 e procure aplicar essa passagem ao objetivo proposto.

  2. Prepare-se para falar sobre formas de evitar ou resolver determinada interrupção ou problema disciplinar. Certifique-se de que a solução seja prática.

  3. Assegure-se também de que os alunos estejam preparados para enumerar maneiras de evitar distrações e solucionar problemas disciplinares. (Ver a designação da página 218.) Ressalte que as soluções devem ser específicas e práticas.

  4. Continue a estudar a seção deste livro intitulada “Criar uma Atmosfera Propícia ao Aprendizado” (páginas 75–87).

Sugestões para o Desenvolvimento da Lição

Nosso êxito em influenciar as pessoas depende de nossa humildade e amor.

Apresentação do Professor e Discussão das Escrituras

Lembre aos alunos que, na lição 2, discutimos a importância de amarmos as pessoas a quem ensinamos. Esse princípio deve guiar todos os passos que dermos na criação de uma atmosfera propícia ao aprendizado, principalmente ao trabalharmos individualmente com os alunos.

Peça a alguém que leia Doutrina e Convênios 12:8.

• Por que a humildade e o amor são importantes para influenciar as pessoas para o bem?

Diga aos alunos que, ao falarem sobre a forma de evitar distrações e resolver problemas disciplinares, devem ter em mente a importância desse princípio.

Citação

Use a seguinte declaração do Presidente Howard W. Hunter:

“Deus age principalmente pela persuasão, paciência e longanimidade, nunca pela coação ou confronto direto. Ele opera por meio de súplicas serenas e influxos suaves. Age sempre com infinito respeito por nossa liberdade e independência. Deseja auxiliar-nos e busca incessantemente oportunidades para fazê-lo, mas se absterá caso isso implique a violação de nosso arbítrio. Ele ama-nos demais para proceder assim.” (Conference Report, outubro de 1989, p. 21; ou Ensign, novembro de 1989, p. 18)

Podemos ajudar as pessoas a compreenderem e cumprirem sua responsabilidade de contribuir para a criação de uma atmosfera propícia ao aprendizado.

Apresentação do Professor

Relembre à designação da semana anterior. Diga que você também se empenhou para cumpri-la. Em seguida, informe qual foi o problema que você estudou e a solução encontrada. Indique quais dos três elementos de uma atmosfera propícia ao aprendizado seria fortalecido por sua solução. (Você pode recapitular esses elementos na página 214.) Depois de falar sobre sua solução, faça as perguntas a seguir:

  • Em que aspectos essa solução é eficaz?

  • Que cuidados se deve ter no uso dessa solução?

  • Quais são algumas outras soluções possíveis que lhe ocorrem?

Apresentação do Aluno

Peça aos alunos, um a um, que falem sobre os problemas que examinaram e as soluções que propõem. Faça questão de ouvir cada pessoa. Se houver tempo, faça as três perguntas acima após cada apresentação.

Apresentação do Professor

Explique-lhes que para evitar distrações e resolver problemas disciplinares, em geral é preciso trabalhar com os alunos individualmente. No entanto, também podemos ensinar-lhes suas responsabilidades quando estiverem reunidos. Uma boa forma de fazer isso é começar expressando nossos próprios sentimentos sobre nosso chamado e responsabilidades de professores. Em seguida, podemos resumir os deveres dos alunos, ensinando sobre os três elementos de uma atmosfera propícia ao aprendizado abordados na lição anterior. (Ver a página 214.) Por fim, podemos ressaltar que precisamos da ajuda deles porque uma classe só pode ter êxito quando professor e alunos trabalharem em conjunto. (Um exemplo desse tipo de apresentação está na história da página 78. Você pode lê-la com a classe.)

Devemos buscar maneiras de reduzir as distrações.

Atividade com Objetos

Convide um aluno para vir à frente. Mande-o esticar os braços e então coloque um livro ou outro objeto pesado em cada mão. Peça-lhe que fale sobre a Primeira Visão sem soltar o objeto nem mudar de posição. Quando os braços dele começarem a pender, lembre-lhe de que deve mantê-los erguidos. Depois de cerca de 30 segundos, diga-lhe que largue os objetos e volte para seu lugar.

Ressalte que enquanto essa pessoa estava tentando ensinar, os alunos não se concentraram totalmente no que ela dizia. A atenção da turma voltava-se, isto sim, para o esforço que ela estava fazendo para suportar o peso dos livros.

Apresentação do Professor

Saliente que, além dos problemas já citados, o ambiente físico também pode comprometer o ensino e aprendizado. Quando entram em uma sala de aula ou outro local desorganizado ou desagradável, é menos provável que os alunos consigam concentrar-se totalmente na aula.

Se cuidarmos bem da preparação física do local, poderemos ajudar a reduzir as distrações. Devemos, por exemplo, dispor as cadeiras de modo que os alunos consigam ver o professor, o quadro-negro e os demais colegas. Uma sala de aula arrumada dessa forma ajuda a aumentar o potencial didático do professor e a capacidade de participação e aprendizado dos alunos. Controlar a temperatura da sala, quando possível, contribui para o bem-estar da turma. Há mais sugestões sobre a preparação da sala em “Preparar a Sala de Aula”, na página 76 deste livro.

Podemos evitar e resolver problemas seguindo os princípios básicos de ensino do evangelho.

Apresentação do Professor

Ressalte que quando criamos e conservamos uma atmosfera propícia ao aprendizado, ajudamos a prevenir interrupções e a resolver problemas disciplinares. A coisa mais importante que podemos fazer para conseguir isso é pôr em prática os princípios do evangelho ensinados neste curso, que são:

  1. Amar os alunos;

  2. Ensinar pelo Espírito;

  3. Ensinar a doutrina;

  4. Incentivar a diligência no aprendizado;

  5. Preparar todas as coisas necessárias;

  6. Utilizar métodos eficazes.

Como professores, devemos regularmente avaliar a nós mesmos e nosso ensino para certificarmo-nos de estar aplicando cada um desses princípios.

Conclusão

Testemunho

Preste testemunho conforme a orientação do Espírito.

Designações

Incentive os participantes do curso a:

  1. Continuar a estudar a seção deste livro intitulada “Criar uma Atmosfera Propícia ao Aprendizado” (páginas 75–87). Avaliar seu próprio ensino, identificando coisas que podem fazer para ajudar a criar uma atmosfera propícia ao aprendizado;

  2. Examinar a lista da página 210 sobre o incentivo ao aprendizado diligente. Escolher um item da lista e aplicá-lo em uma futura oportunidade de ensino. Registrar a experiência no caderno.