Guias e chamados
Escolher métodos eficazes
anterior seguinte

27

Escolher métodos eficazes

O Élder Boyd K. Packer ensinou: “Quando ensinamos valores morais e espirituais, estamos ensinando coisas intangíveis. Talvez não exista ensino mais difícil que esse, nem tão compensador quando realizado com êxito. Ele exige o emprego de técnicas e ferramentas especiais. Há muito que os professores podem fazer para preparar a si mesmos e suas aulas para que os alunos (…) sejam ensinados e seu testemunho seja transmitido de uns para os outros”. (Teach Ye Diligently, rev. ed. [1991], p. 62)

Os métodos didáticos eficazes tornam as aulas claras, interessantes e memoráveis. Sempre que planejar utilizar determinado método, faça a si mesmo as seguintes perguntas para assegurar-se de que será eficaz.

Este método ajudará os alunos a compreenderem melhor os princípios que estou ensinando?

Podem-se utilizar métodos eficazes para explicar princípios e reforçar as lições. Por exemplo, uma jovem missionária estava ensinando um pesquisador sobre a necessidade da restauração do evangelho na Terra. O pesquisador reagiu dizendo que sua igreja lhe ensinara muitas verdades valiosas e sempre fora boa para sua família. A fim de ajudá-lo a compreender melhor o significado da apostasia e a necessidade da Restauração, a missionária levou uma fita métrica para a palestra seguinte. Explicou que a fita media exatamente um metro. Se apenas alguns centímetros forem retirados, o restante da fita ainda seria útil para medir certas distâncias, mas não um metro inteiro. Depois da morte dos apóstolos, vários pedaços da verdade perderam-se. Quando não havia mais um profeta para falar em nome do Senhor, foram introduzidas mudanças na doutrina. Partes da verdade permaneceram intactas, mas não representam a plenitude da verdade. Para ser a Igreja de Jesus Cristo, deve ter toda a verdade que Ele ensinou. Caso contrário, ensina apenas uma pequena parte do que deveria.

O método permitirá um uso sábio do tempo?

Ao começarem a aula, muitos professores sentem que dispõem de muito tempo. Assim, às vezes usam os primeiros minutos de forma pouco sábia, gastando tempo demais com atividades que visem meramente a entreter os alunos. Depois, quase no fim da aula, percebem que a maior parte da lição ainda está por ser dada. Para recuperar o tempo perdido, tendem a acelerar o ritmo, deixando de mencionar assuntos importantes. Muitas vezes, fazem uma conclusão apressada em vez de usar a oportunidade para apresentar um apanhado geral das idéias discutidas e ajudar os alunos a verem a aplicação dos princípios ensinados.

Com grande cuidado, planeje os métodos que vai utilizar na aula e o tempo que vai despender neles. Isso vai ajudá-lo a utilizar métodos variados sem deixar que se tornem o centro da aula.

Certifique-se de que os métodos que utilizar não sejam demorados demais para os princípios que ensinar. O trabalho em pequenos grupos, por exemplo, pode ser eficaz para ensinar um princípio complexo, mas como leva um tempo considerável, talvez não seja a melhor forma de ensinar um princípio simples.

Este método vai atender às necessidades de meus alunos?

Os métodos que você utiliza devem ajudar os alunos a compreender o princípio que você está ensinando e aumentar o desejo deles de vivê-lo. Inteire-se da origem familiar, das realizações e metas de seus alunos para poder escolher métodos que sejam instrutivos, memoráveis e inspiradores para eles. Se você conhecer bem seus alunos, conseguirá evitar métodos que possam ofendê-los ou confundi-los.

Utilizo o mesmo método com demasiada freqüência?

Até mesmo uma técnica de ensino de grande eficácia pode tornar-se cansativa se usada à exaustão. Empenhe-se para utilizar métodos didáticos diversificados.

Outras Informações

Nas lições 8 e 9 do curso Ensinar o Evangelho (páginas 222–229), há mais informações sobre a escolha de métodos.