Guias e chamados
O ensino feito pelos mestres familiares
anterior seguinte

9

O ensino feito pelos mestres familiares

Se você for um mestre familiar, é um professor do evangelho. Além de buscarem o bem-estar das famílias confiadas a você e seu companheiro, vocês lhes trazem uma mensagem do evangelho pelo menos uma vez por mês. As escrituras ensinam que os mestres familiares devem “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo”. (D&C 20:59)

A fim de ensinar as famílias que lhes foram designadas, vocês precisam prepararse espiritualmente e aprender a aplicar os princípios de ensino do evangelho abordados neste livro. Também devem empenhar-se continuamente para aprimorar suas habilidades didáticas. (Ver “Elaborar um Plano para Melhorar o Ensino”, nas páginas 24–27.)

Em seu trabalho como mestres familiares, vocês, mais do que ninguém, têm a necessidade dessa preparação e de contínuo aperfeiçoamento. O conhecimento dos princípios básicos de ensino do evangelho os ajudará a dar mensagens que venham a ajudar todas as pessoas a quem ensinam, quer sejam membros menos ativos e desacostumados a participar de discussões do evangelho, quer ativos e experientes.

Lembrem-se de que as pessoas, por serem diferentes umas das outras, precisam ser ensinadas de forma personalizada. Talvez vocês precisem dar uma mensagem para uma família que tenha filhos das mais diversas idades. Talvez sejam designados a integrar recém-conversos ou visitar membros idosos ou solteiros.

Dois mestres familiares que refletiram cuidadosamente a respeito da mensagem apareceram para a visita com varas de pescar e os bolsos cheios de iscas. A família queria saber o motivo, mas eles nada disseram antes da hora. Eles não tiveram a menor dificuldade para reunir as crianças a sua volta e prender-lhes a atenção. Então, um deles demonstrou como um pescador faz para que o peixe pegue a isca. Explicou que os peixes pequenos em geral são enganados mais facilmente que os mais velhos e experientes. Comparou as iscas de pesca às tentações de Satanás e ensinou à família que ele lança mão de ardis para enredar-nos e roubar nossa liberdade. Foi uma lição memorável para a família.

Como mestres familiares, vocês têm oportunidades singulares de demonstrar amor às pessoas a quem ensinam. Conforme declarou o Presidente Ezra Taft Benson, vocês devem “cuidar de pequenas coisas, das pequenas coisas que tanto significam para uma família. Por exemplo, conhecer o nome de todos os familiares, lembrar-se dos aniversários, bênçãos, batismo e casamentos. Quando houver ocasião, mandar um cartão de elogio ou telefonar, congratulando-se com um membro da família por algum feito especial. (Conference Report, abril de 1987, p. 61; ou Ensign, maio de 1987, p. 50;

A Liahona, julho de 1987, p. 53) Ajudem a família em suas dificuldades, apóiem as atividades das crianças e jovens e não deixem de comunicar aos líderes do sacerdócio as necessidades da família.

Escolher a Mensagem

Ao escolherem a mensagem que vão dar, lembrem-se da instrução a seguir: “Os mestres familiares em geral apresentam a mensagem da Primeira Presidência que se encontra mensalmente em A Liahona. O bispo ou outros líderes locais podem sugerir outras mensagens. O chefe da família também pode solicitar aos mestres familiares uma mensagem especial. As mensagens dos mestres familiares devem basear-se nas escrituras e nos ensinamentos dos profetas modernos”. (Manual de Instruções da Igreja, Volume 2: Líderes do Sacerdócio e das Auxiliares [1998], p. 169)

Preparar a Mensagem

Preparem cada mensagem de mestre familiar com o mesmo cuidado que preparariam uma aula a ser dada na Igreja. As sugestões a seguir podem ser úteis:

  • Estudem a lição. Conversem com o companheiro para decidir o que cada um fará na visita.

  • Se vocês forem apresentar a mensagem da Primeira Presidência ou outro material que não contenha um plano de lição formal, sigam as instruções contidas em “Elaborar Aulas a Partir de Discursos de Conferência e Outras Fontes”, nas páginas 100–101.

  • Adaptem a mensagem e os métodos didáticos de acordo com a formação, idade e interesses de cada membro da família que visitarem. Façam com que a mensagem seja interessante e proveitosa para cada pessoa da casa.

  • Certifiquem-se de que a mensagem seja curta o suficiente para manter o interesse de todos os presentes.

Apresentar a Mensagem

Lembrem-se de que o chefe da família deve presidir e dirigir a visita. Tenham também em mente as sugestões a seguir:

  • Sempre que possível, orem e leiam as escrituras juntos. Utilizem adequadamente as escrituras em cada oportunidade que surgir. Tragam-nas para cada visita. Utilizem-nas para responder a perguntas ou dar conselhos.

  • Sigam os sussurros do Espírito ao ensinarem.

  • Evitem conversas demoradas que não sejam de interesse ou utilidade para todos os presentes. Sejam sensíveis às limitações de tempo das famílias que visitarem.

  • Busquem meios de fazer com que todos os membros da família participem da mensagem. Demonstrem interesse genuíno pelas pessoas.

  • Testifiquem das verdades que ensinarem. Dêem exemplos de como aplicar essas verdades no cotidiano.