Guias e chamados
Encerrar a aula
anterior seguinte

29

Encerrar a aula

“Ah, meu tempo acabou, mas ainda não consegui terminar a lição. Só mais um minutinho, em um instante acabo essa última parte.” Quase todos já ouviram um professor dizer algo parecido. Esse tipo de declaração indica que o professor perdeu uma importante oportunidade de ensino: a oportunidade de concluir a aula de modo eficaz.

Qualidades de uma Conclusão Eficaz

As conclusões eficazes não acontecem por acaso; devem ser preparadas como parte da aula. Elas são mais eficazes quando possuem algumas das características a seguir:

  • São breves, concisas e objetivas. Em geral, não devem abordar assuntos que não tenham sido ensinados na aula.

  • Fazem um apanhado geral dos princípios discutidos.

  • Fazem menção aos principais pontos levantados pelas pessoas que participaram da aula.

  • Ajudam os alunos a aplicar os princípios do evangelho em sua vida.

  • São edificantes, motivadoras e positivas.

  • Incluem tempo para os testemunhos.

A seguir há alguns exemplos de como se pode encerrar uma aula:

  • Reafirme o objetivo da aula. Pergunte a seus alunos como eles vão aplicá-lo em sua vida durante a semana seguinte.

  • Antes do início da aula, designe uma ou duas pessoas para ouvirem cuidadosamente e estarem preparadas para ajudar a resumir um ponto importante da aula ou a aula inteira.

  • Pergunte a seus alunos o que eles diriam se alguém desejasse saber o que aprenderam na aula.

  • Utilize uma folha para ajudar seus alunos a resumirem as idéias principais da aula. (Ver “Exercícios Escritos”, nas páginas 183–184.)

Reservar Tempo para a Conclusão

A fim de apresentar uma boa conclusão, você precisa estar alerta e ser flexível no uso do tempo. Até mesmo aulas bempreparadas podem acabar tomando rumos diferentes do que foi planejado. As necessidades de seus alunos podem obrigálo a despender mais tempo em determinado assunto do que você previra inicialmente.

Quando isso acontecer, preste atenção ao horário. Encerre as discussões antes que se esgote o tempo. Faça tudo a seu alcance para fazer uma transição suave, incluindo o assunto em discussão no breve resumo que fizer da aula. Em seguida, encerre a aula.

Modificar as Conclusões Preparadas Previamente

Às vezes, será preciso alterar as conclusões que você preparou por causa de determinada discussão, comentário ou sussurro do Espírito. A história a seguir é o exemplo de um professor que tirou proveito de uma oportunidade única para encerrar uma aula:

Perto do fim de uma aula de seminário diário, o professor desejava concluir uma discussão. A idéia principal da aula era que nos achegamos a Cristo ao obedecermos aos mandamentos. A classe falara sobre coisas que alguns adolescentes fazem que os afastam do Salvador e impedem que recebam todas as bênçãos de Sua Expiação.

O professor planejara encerrar a aula fazendo referência a uma lista no quadro- negro. Mas ele vira a gravura que um dos alunos fizera para a aula de educação artística, que mostrava uma ovelha por detrás de uma cerca de madeira. O professor pediu permissão para mostrar o desenho para a classe e explicou o que viu na gravura. “Conforme discutimos durante a aula”, disse ele, “o Salvador é o Cordeiro de Deus, que deu Sua vida para que todos pudéssemos vir a Ele e por meio Dele tivéssemos a vida eterna. A cerca da gravura é semelhante às barreiras que nos separam Dele”.

O professor externou a esperança que tinha de que os alunos removeriam as “cercas” que os impedem de aproximar-se do Salvador. Prestou testemunho do convite do Salvador: “Vinde a mim, (…) e eu vos aliviarei”. (Mateus 11:28) A aula terminou e o professor devolveu a gravura. Quando os alunos saíam da sala, ainda reinava na sala um forte Espírito.