Guias e chamados
Iniciar a aula
anterior seguinte

28

Iniciar a aula

Antes do início de uma sinfonia, as pessoas que vão ao concerto costumam ouvir uma combinação confusa de sons. Todos os músicos preparam-se para a apresentação ao mesmo tempo, afinando seus instrumentos e praticando individualmente as músicas que vão tocar. Contudo, quando o maestro entra no palco e levanta a batuta, todos ficam em silêncio, atentos, prontos para unirem-se e tocar belas melodias.

Assim como o regente que promove a harmonia entre os músicos no início de um concerto, você deve unir os alunos ou membros da família no início de uma aula. Antes da aula, algumas pessoas podem estar lendo, outras sentadas em silêncio e outras conversando entre si. Pode até ser que haja vários grupos com conversas paralelas. Mesmo depois da primeira oração, os presentes talvez não estejam completamente atentos e dispostos a participar da aula. E embora muitas vezes seja preciso mais do que levantar a batuta, há várias formas simples de chamar a atenção de todos para a aula.

Diretrizes para Iniciar a Aula

A introdução das aulas deve consistir em mais do que chamar a atenção dos alunos. Se ela não estiver relacionada à lição, é provável que prejudique em vez de beneficiar. Por exemplo, se um professor da Escola Dominical contar uma piada no início da aula, os alunos poderão até ficar alerta, mas também serão levados a pensar em coisas que os desviarão dos princípios a serem ensinados. Não dê desculpas (como “sinto-me despreparado”) e outras expressões que não conduzam diretamente à aula.

Ao dar aulas diferentes, não comece com o mesmo método todas as vezes. A diversidade contribuirá para despertar o interesse e trará um elemento de surpresa. Você poderá usar alguns dos métodos descritos neste livro nas páginas 159–184. Nas páginas 91–92 há mais diretrizes para a escolha de métodos adequados e eficazes.

Exemplos de Inícios de Aula Eficazes

Usar uma Atividade com Objeto

Você pode utilizar objetos para ensinar os princípios do evangelho (ver “Comparações e Atividades com Objetos”, nas páginas 163–164.) Para iniciar uma aula sobre a escolha de coisas de maior valor espiritual, por exemplo, você pode mostrar uma cédula de dinheiro verdadeiro ao lado de uma nota falsa ou um pedaço de papel em branco do mesmo tamanho. Em seguida, pergunte a seus alunos qual eles aceitariam como remuneração por seu trabalho. Isso pode levar a uma discussão sobre quais ensinamentos são verdadeiros e quais não são.

Escrever Perguntas no Quadro-Negro

Perguntas escritas no quadro-negro antes do início da aula ajudarão os alunos a pensar nos assuntos da aula mesmo antes do início dela. Em uma aula sobre tomar sobre nós o nome de Cristo, por exemplo, você pode pôr as seguintes perguntas no quadro-negro:

  • Quais são algumas coisas que fazemos por termos tomado sobre nós o nome de Cristo?

  • Quais são algumas coisas que não fazemos por termos tomado sobre nós o nome de Cristo?

Contar Histórias

As histórias tendem a despertar o interesse dos alunos. Em geral, podemos ensinar um princípio de modo mais eficaz quando primeiramente contamos uma história para ilustrá-lo. Isso ajuda os alunos a compreender o princípio à luz de suas experiências cotidianas.