Tópicos
Profetas
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Profetas

Por ser membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, temos a bênção de ser guiados por profetas vivos—homens inspirados chamados para falar em nome do Senhor, exatamente como Moisés, Isaías, Pedro, Paulo, Néfi, Mórmon e outros profetas das escrituras. Apoiamos o Presidente da Igreja como nosso profeta, vidente e revelador—a única pessoa na Terra que recebe revelação para dirigir toda a Igreja. Apoiamos também os conselheiros na Primeira Presidência e os membros do Quórum dos Doze Apóstolos como profetas, videntes e reveladores.

Como os profetas antigos, os profetas de hoje testificam de Jesus Cristo e ensinam o Seu evangelho. Eles revelam a vontade e a verdadeira personalidade de Deus. Falam com coragem e clareza denunciando o pecado e alertando sobre as suas conseqüências. Às vezes eles podem ser inspirados a profetizar sobre eventos futuros em nosso benefício.

Podemos sempre confiar nos profetas vivos. Os ensinamentos deles refletem a vontade do Senhor, que declarou: “O que eu, o Senhor, disse está dito e não me desculpo; e ainda que passem os céus e a Terra, minha palavra não passará, mas será toda cumprida, seja pela minha própria voz ou pela voz de meus servos, é o mesmo”. (D&C 1:38)

Nossa maior segurança está em seguir estritamente a palavra do Senhor dada por intermédio de Seus profetas, particularmente aquela dada pelo atual Presidente da Igreja. O Senhor alerta que aqueles que ignoram as palavras dos profetas vivos cairão. (Ver D&C 1:14–16.) Ele promete grandes bênçãos àqueles que seguem o Presidente da Igreja:

“(…) dareis ouvidos a todas as palavras e mandamentos que ele vos transmitir à medida que ele os receber, andando em toda santidade diante de mim;

Pois suas palavras recebereis como de minha própria boca, com toda paciência e fé.

Porque, assim fazendo, as portas do inferno não prevalecerão contra vós; sim, e o Senhor Deus afastará de vós os poderes das trevas e fará tremerem os céus para o vosso bem e para a glória de seu nome”. (D&C 21:4–6)