Tópicos
Batismo
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Batismo

O Livro de Mórmon fala de um grupo de pessoas que aprendeu o evangelho e foi batizado em um lugar chamado Mórmon. Desde a época de seu batismo, eles consideravam Mórmon um lugar de muita beleza porque enquanto lá estavam, eles “vieram a ter conhecimento de Seu Redentor”. (Mosias 18:30) Fortalecidos por seus testemunhos e seu convênio batismal, eles permaneceram fiéis ao Senhor, mesmo em épocas de intensa provação. (Ver Mosias 23–24.)

Como o povo desse relato do Livro de Mórmon, você pode regozijar-se ao lembrar-se de seu convênio batismal e das promessas do Senhor para você. Você poderá encontrar força na ordenança do batismo, tenha você sido batizado recentemente ou há muito tempo.

Entrar no Caminho da Vida Eterna

O batismo é a primeira ordenança de salvação do evangelho. (Ver Regras de Fé 1:4.) Por meio do batismo e da confirmação pela autoridade do sacerdócio, você torna-se membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Quando foi batizado, você demonstrou desejo de seguir o exemplo do Salvador. Ele também foi batizado, apesar de não ter pecado. Como Ele explicou a João Batista, Ele precisava ser batizado para “cumprir toda a justiça”. (Ver Mateus 3:13–17.)

Todos aqueles que buscam a vida eterna devem seguir o exemplo do Salvador sendo batizados e recebendo o dom do Espírito Santo. O profeta Néfi disse que o Salvador mostrou-nos “a porta pela qual [devemos] entrar. Porque a porta pela qual [devemos] entrar é o arrependimento e o batismo com água; e [receberemos], então, a remissão de [nossos] pecados pelo fogo e pelo Espírito Santo. E [estaremos] então no caminho estreito e apertado que conduz à vida eterna”. (2 Néfi 31:17–18) Receberemos a vida eterna se perseverarmos até o fim, guardando nossos convênios e recebendo outras ordenanças de salvação.

Batismo à Maneira do Senhor

O Salvador revelou o verdadeiro método de batismo ao Profeta Joseph Smith, deixando claro que a ordenança deve ser realizada por quem tem autoridade do sacerdócio e que deve ser feita por imersão.

“A pessoa que foi chamada por Deus e tem autoridade de Jesus Cristo para batizar descerá à água com aquele que se apresentou para o batismo e dirá, chamando-o pelo nome: Tendo sido comissionado por Jesus Cristo, eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Então imergirá a pessoa na água e depois sairão da água”. (D&C 20: 73–74)

A imersão simboliza a morte da vida pecadora da pessoa e o renascimento para uma vida espiritual, dedicada ao serviço a Deus e a Seus filhos. Ela também simboliza a morte e a ressurreição. (Ver Romanos 6:3–6.)

As Criancinhas e o Batismo

Pelas revelações dos últimos dias, sabemos que as crianças pequenas são redimidas por meio da misericórdia de Jesus Cristo. O Senhor disse: “[Elas] não podem pecar, porque a Satanás não é dado poder para tentar as criancinhas até que comecem a se tornar responsáveis perante mim”. (Ver D&C 29:46–47.) Elas não devem ser batizadas antes de atingirem a idade da responsabilidade, que o Senhor revelou ser os oito anos de idade. (Ver D&C 68:27; Tradução de Joseph Smith, Gênesis 17:11.) Qualquer pessoa que argumente que as criancinhas precisam do batismo “nega as misericórdias de Cristo e despreza a sua expiação e o poder de sua redenção”. (Morôni 8:20, ver também os versículos 8–19, 21–24.)

O Seu Convênio Batismal

Quando você foi batizado, fez um convênio com Deus. Você prometeu tomar sobre si o nome de Jesus Cristo, guardar Seus mandamentos e servi-Lo até o fim. (Ver Mosias 18:8–10; D&C 20:37.) Você renova esse convênio todas as vezes que toma o sacramento. (Ver D&C 20:77–79.)

Tomar Sobre Si o Nome de Jesus Cristo. Quando você toma sobre si o nome de Jesus Cristo, você se considera como pertencente a Ele. Coloca Cristo e Seu trabalho em primeiro lugar em sua vida. Você procura o que Ele quer em vez daquilo que você quer ou aquilo que o mundo o ensina a querer.

No Livro de Mórmon, o rei Benjamim explica porque é importante tomar sobre nós o nome do Salvador:

“(…) Não há qualquer outro nome pelo qual seja concedida a salvação; quisera, portanto, que tomásseis sobre vós o nome de Cristo, todos vós que haveis feito convênio com Deus de serdes obedientes até o fim de vossa vida.

E acontecerá que aquele que fizer isto se encontrará à mão direita de Deus, porque saberá o nome pelo qual é chamado; porque será chamado pelo nome de Cristo.

E então acontecerá que aquele que não tomar sobre si o nome de Cristo deverá ser chamado por algum outro nome; portanto se encontrará à mão esquerda de Deus”. (Mosias 5:8–10)

Guardar os Mandamentos. O seu convênio batismal é um compromisso de vir ao reino de Deus, afastando-se do mundo e servindo como testemunha de Deus “em todos os momentos e em todas as coisas e em todos os lugares”. (Mosias 18:9) Seus esforços de servir como testemunha de Deus inclui tudo o que fizer e disser. Esforce-se sempre para lembrar de guardar os mandamentos do Senhor. Mantenha puros seus pensamentos, palavras e ações. Quando buscar diversão como cinema, televisão, Internet, música, livros, revistas e jornais, tenha o cuidado de ver, ouvir ou ler apenas as coisas que sejam edificantes. Vista-se com recato. Escolha amizades que o incentivem a atingir seus objetivos eternos. Afaste-se da imoralidade, da pornografia, dos jogos de azar, do fumo, do álcool e das drogas ilícitas. Mantenha-se digno de entrar no templo.

Servir ao Senhor. O mandamento de afastar-se das coisas do mundo não significa que você deva isolar-se dos outros. Parte do convênio batismal é servir ao Senhor, e você O servirá melhor quando servir a seu próximo. Quando o profeta Alma ensinou sobre o convênio batismal, ele disse que deveríamos estar “dispostos a carregar os fardos uns dos outros, para que fiquem leves” e “dispostos a chorar com os que choram (…) e consolar os que necessitam de consolo”. (Mosias 18:8–9) Seja amável e respeitoso para com todos, seguindo o exemplo de Jesus Cristo na maneira de tratar os outros.

As Bênçãos Prometidas do Batismo

Enquanto você guardar o convênio feito no batismo, o Senhor o abençoará por sua fidelidade. Algumas das bênçãos que você receberá são a companhia constante do Espírito Santo, a remissão de seus pecados e o privilégio de renascer espiritualmente.

A Companhia Constante do Espírito Santo. Após o batismo, um ou mais portadores autorizados do Sacerdócio de Melquisedeque impuseram as mãos sobre a sua cabeça e concederam-lhe o dom do Espírito Santo. Esse dom lhe dá o direito à companhia constante do Espírito Santo enquanto você for digno. A companhia constante do Espírito é uma das maiores bênçãos que se pode receber na mortalidade. O Espírito o guiará nos caminhos da retidão e da paz, guiando-o à vida eterna.

Remissão dos Pecados. Por ter sido batizado, você pode receber a remissão de seus pecados. Em outras palavras, você pode ser perdoado por meio da misericórdia do Salvador. Com essa bênção, ser-lhe-á permitido viver na presença do Pai Celestial.

Para receber a remissão de seus pecados, você deve exercer fé em Jesus Cristo, arrepender-se sinceramente e esforçar-se sempre para guardar os mandamentos. O profeta Mórmon ensinou: “O primeiro fruto do arrependimento é o batismo; e o batismo vem pela fé, para cumprirem-se os mandamentos; e o cumprimento dos mandamentos traz remissão de pecados”. (Morôni 8:25) Você mantém “a remissão de [seus] pecados” ao humilhar-se continuamente perante Deus, invocando-O diariamente em oração e ao servir aos necessitados. (Ver Mosias 4:11–12, 26.)

Nascer de Novo. Por meio das ordenanças do batismo e da confirmação, você nasceu de novo para uma nova vida. O Salvador disse a Nicodemos: “(…) aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus”. (João 3:5) Da mesma maneira que um recém-nascido entra em uma nova vida, você começou uma nova vida quando entrou no convênio batismal. Sua espiritualidade pode aumentar e você pode-se tornar mais semelhante ao Salvador se guardar o convênio batismal, tomar o sacramento para renovar esse convênio e arrepender-se de seus pecados. O Apóstolo Paulo ensinou que somos batizados para que “andemos nós também em novidade de vida”. (Romanos 6:4)

Perseverar Até o Fim

Agora que você já foi batizado e recebeu o dom do Espírito Santo, você deve continuar a viver em retidão, pois essas ordenanças marcam apenas o início de sua jornada de volta ao lar para viver com o Pai Celestial. O profeta Néfi ensinou:

“(…) depois de haverdes entrado neste caminho estreito e apertado, eu perguntaria se tudo terá sido feito. Eis que vos digo: Não; porque não haveríeis chegado até esse ponto se não fosse pela palavra de Cristo, com fé inabalável nele, confiando plenamente nos méritos daquele que é poderoso para salvar.

Deveis, pois, prosseguir com firmeza em Cristo, tendo um perfeito esplendor de esperança e amor a Deus e a todos os homens. Portanto, se assim prosseguirdes, banqueteando-vos com a palavra de Cristo, e perseverardes até o fim, eis que assim diz o Pai: Tereis vida eterna”. (2 Néfi 31:19–20)