Tópicos
Apostasia
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Apostasia

Quando indivíduos ou grupos de pessoas se afastam dos princípios do evangelho, eles se encontram em um estado de apostasia.

Houve períodos de apostasia geral ao longo da história do mundo. Após períodos de retidão, as pessoas freqüentemente se voltavam para a iniqüidade. Um exemplo foi a Grande Apostasia, que ocorreu após o Salvador ter estabelecido Sua Igreja. Após a morte do Salvador e de Seus Apóstolos, os homens corromperam os princípios do evangelho e efetuaram mudanças não-autorizadas na organização da Igreja e nas ordenanças do sacerdócio. Devido a essa iniqüidade generalizada, o Senhor retirou a autoridade do sacerdócio da Terra.

Durante a Grande Apostasia, o povo não tinha o direcionamento divino de profetas vivos. Muitas igrejas foram estabelecidas, mas elas não tinham o poder do sacerdócio para levar as pessoas ao verdadeiro conhecimento de Deus, o Pai e de Jesus Cristo. Partes das escrituras sagradas foram corrompidas ou perdidas e ninguém tinha a autoridade para conferir o dom do Espírito Santo nem de realizar outras ordenanças do sacerdócio. Essa apostasia durou até que o Pai Celestial e Seu Filho Amado apareceram a Joseph Smith, em 1820, e iniciaram a restauração da plenitude do evangelho.

Vivemos agora em uma época na qual o evangelho de Jesus Cristo já foi restaurado. Todavia, diferentemente da Igreja antiga, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias não será dominada pela apostasia geral. As escrituras ensinam que a Igreja nunca mais será destruída. (Ver D&C 138:44; ver também Daniel 2:44.)

Embora uma outra apostasia geral da verdade não possa acontecer, cada um de nós deve guardar-se da apostasia pessoal. Você pode salvaguardar-se da apostasia pessoal guardando os convênios, obedecendo aos mandamentos, seguindo os líderes da Igreja, partilhando do sacramento e constantemente fortalecendo seu testemunho por meio do estudo diário das escrituras, da oração e do serviço.