Tópicos
Preordenação
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Preordenação

No mundo espiritual pré-mortal, Deus designou certos espíritos para cumprirem missões específicas durante sua vida mortal. A isso se chama de preordenação.

A preordenação não garante que o indivíduo vá receber certos chamados ou responsabilidades. Tais oportunidades vêm nesta vida como resultado do exercício justo do arbítrio, da mesma maneira que a preordenação veio como resultado da retidão na existência pré-mortal.

Jesus Cristo foi preordenado para levar a efeito a Expiação, tornando-Se o “(…) Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”. (Apocalipse 13:8; ver também I Pedro 1:19–21.) As escrituras nos falam de outras pessoas preordenadas. O profeta Abraão aprendeu sobre preordenação quando recebeu uma visão na qual viu “muitas das nobres e grandes” almas entre os espíritos do mundo espiritual pré-mortal. Ele disse: “E Deus viu que essas almas eram boas; e ele estava no meio delas e disse: A estes farei meus governantes; pois ele se encontrava entre aqueles que eram espíritos e viu que eles eram bons; e disse-me: Abraão, tu és um deles; foste escolhido antes de nasceres”. (Abraão 3:22–23) O Senhor disse a Jeremias: “Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei: às nações te dei por profeta”. (Jeremias 1:5) João Batista foi preordenado para preparar o povo para o ministério mortal do Salvador. (Ver Isaías 40:3; Lucas 1:13–17; 1 Néfi 10:7–10.)

A doutrina da preordenação aplica-se a todos os membros da Igreja, não somente ao Salvador e Seus profetas. Antes da criação da Terra, mulheres fiéis receberam certas responsabilidades e homens fiéis foram preordenados para certas funções no sacerdócio. Embora você não se lembre daquela época, você sem dúvida concordou em cumprir tarefas importantes a serviço do Pai. Ao provar-se digno, terá a oportunidade de cumprir as designações que recebeu.