Tópicos
Misericórdia
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Misericórdia

Nosso Pai Celestial conhece nossas fraquezas e nossos pecados. Ele demonstra misericórdia quando Ele perdoa os nossos pecados e nos ajuda a voltar a viver em Sua presença.

Tal compaixão pode parecer estar em conflito com a lei da justiça que não permite que qualquer coisa imunda habite com Deus. (Ver 1 Néfi 10:21.) Mas a Expiação de Jesus Cristo tornou possível a Deus ser “um Deus perfeito, justo e também um Deus misericordioso”. (Alma 42:15)

Como Receber a Misericórdia de Deus

O Salvador satisfez as exigências da justiça quando ficou em nosso lugar e pagou o preço de nossos pecados. Devido a esse ato altruísta, o Pai pode misericordiosamente suspender a punição que deveríamos receber e nos acolher em Sua presença. Para receber o perdão do Senhor, devemos nos arrepender sinceramente de nossos pecados. Como ensinou o profeta Alma: “(…) a justiça exerce todos os seus direitos e a misericórdia também reclama tudo quanto lhe pertence; e assim ninguém, a não ser o verdadeiro penitente, é salvo”. (Alma 42:24; ver também os versículos 22–23, 25.)

O perdão dos pecados não é o único dom de misericórdia do Pai Celestial e de Jesus Cristo. Toda bênção que recebemos é um ato de misericórdia maior do que poderíamos merecer. Mórmon ensinou: “(…) todas as coisas boas vêm de Cristo; de outro modo os homens estariam decaídos e nada de bom lhes poderia advir”. (Morôni 7:24) Por exemplo, você recebe a divina misericórdia quando o Pai Celestial ouve e responde as suas orações, quando você recebe orientação do Espírito Santo e quando é curado de uma enfermidade por meio do poder do sacerdócio. Embora todas essas bênçãos venham como resultado da sua obediência, você nunca poderia recebê-las apenas pelos seus esforços próprios. Elas são dons de misericórdia de um Pai amoroso e compassivo.

Demonstrar Misericórdia pelos Outros

Falando a Seus discípulos, o Salvador ordenou: “Sede (…) misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso”. (Lucas 6:36) Você pode seguir o exemplo de misericórdia do Pai Celestial em seu relacionamento com os outros. Empenhe-se para livrar a sua vida da arrogância, do orgulho, da soberba. Busque meios de ser compassivo, respeitoso, tolerante, gentil e paciente, mesmo quando perceber as limitações dos outros. Ao fazer isso, o seu exemplo vai levar outros a serem mais misericordiosos e você terá mais méritos para obter a misericórdia de Deus.