Tópicos
Morte Física
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Morte Física

A morte física é a separação entre o espírito e o corpo mortal. A Queda de Adão trouxe a morte física ao mundo. (Ver Moisés 6:48.)

A morte é uma parte essencial do plano de salvação do Pai Celestial. (Ver 2 Néfi 9:6.) Para podermos tornar-nos como nosso Pai Eterno, devemos experimentar a morte e depois receber corpos ressurretos e perfeitos.

Quando o corpo físico morre, o espírito continua vivo. No mundo espiritual, o espírito daquele que é justo “será recebido num estado de felicidade, [num lugar] que é chamado paraíso, um estado de descanso, um estado de paz, onde descansará de todas as suas aflições e de todos os seus cuidados e tristezas”. (Alma 40:12) Um local denominado prisão espiritual está reservado para “aqueles que [morrem] em seus pecados, sem conhecimento da verdade ou em transgressão, tendo rejeitado os profetas”. (D&C 138:32) Aos espíritos que se encontram na prisão é “ensinada a fé em Deus, o arrependimento do pecado, o batismo vicário para remissão de pecados, o dom do Espírito Santo pela imposição de mãos, e todos os outros princípios do evangelho que [precisam] saber”. (D&C 138:33–34) Se eles aceitarem os princípios do evangelho, arrependerem-se de seus pecados e aceitarem as ordenanças feitas em seu benefício nos templos, eles serão recebidos alegremente no paraíso.

Por causa da Expiação e da Ressurreição de Jesus Cristo, a morte física é apenas temporária. “Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo”. (I Coríntios 15:22) Todos, sem exceção, ressuscitarão, ou seja, o espírito de cada pessoa será reunido com o seu corpo—restaurado “na sua própria e perfeita estrutura” e não mais estará sujeito à morte (Alma 40:23; ver também Alma 11:44–45.)

Você já deve ter sentido a dor que vem com a morte de um parente ou de um amigo. É natural que sintamos tristeza em ocasiões como essas. De fato, a tristeza nesse caso é uma das expressões mais profundas de amor. O Senhor disse: “Juntos vivereis em amor, de modo que chorareis a perda dos que morrerem”. (D&C 42:45) Só seria possível não se entristecer com a morte se não houvessse amor na vida.

Mesmo sentindo tristeza pela morte daqueles que ama, você pode receber consolo na promessa de ressurreição e na certeza de que as famílias podem viver juntas para sempre e pode ver “a grande causa da tristeza, como também da alegria—tristeza devido à morte e destruição dos homens; e alegria por causa da luz vivificante de Cristo”. (Alma 28:14; ver também os versículos 9–13.)

Além de receber consolo por ocasião da morte de uma pessoa querida, você poderá ter paz em relação ao conhecimento de que um dia você também morrerá. Vivendo o evangelho, você poderá lembrar-se da promessa do Senhor: “(…) aqueles que morrerem em mim não provarão a morte, porque lhes será doce”. (D&C 42:46)

Ver também Expiação de Jesus Cristo; Paraíso; Plano de Salvação; Ressurreição