1990–1999
Redenção: A Colheita do Amor
anterior seguinte

Redenção:

A Colheita do Amor

Há cento e cinqüenta anos, nesta semana, o Senhor revelou ao Profeta Joseph Smith uma doutrina sublime, a respeito da ordenança sagrada do batismo. Essa luz foi recebida quando outras igrejas cristãs ensinavam que a morte, irrevogável e eternamente, determinava o destino da alma. Os batizados eram recompensados com alegria infinita. Todas as outras pessoas enfrentavam o tormento eterno, sem esperança de redenção. A revelação do Senhor, afirmando que o batismo podia ser realizado vicariamente pelos mortos, por intermédio da devida autoridade do sacerdócio, preservou a justiça de sua declaração: “Aquele que não nascer da água e do espírito, não pode entrar no reino de Deus.” (João 3:5.)

O batismo vicário, misericordiosamente, também proporciona esta ordenança a todas as pessoas dignas, falecidas, que não a receberam pela devida autoridade do sacerdócio.

Esta doutrina gloriosa é um outro testemunho da natureza abrangente do sacrifício expiatório de Jesus Cristo. Ele pôs a salvação ao alcance de toda alma que se arrepende. Foi um sacrifício vicário, que venceu a morte. Ele permite que as pessoas dignas, falecidas, recebam todas as ordenanças de salvação, vicariamente.

Naquela epístola, escrita há cento e cinqüenta anos, Joseph Smith afirmou: “Os santos têm o privilégio de serem batizados por… seus parentes que já morreram… que receberam o evangelho no mundo espiritual… por intermédio… daqueles que foram designados para pregar a eles… Os santos que negligenciam esse trabalho em favor de seus parentes mortos, fazem-no pondo em risco a própria salvação” (History of the Church, 4:231; grifo nosso).

O profeta Elias entregou as chaves da obra vicária a Joseph Smith, no templo de Kirtland (vide D&C 110:13–16) para cumprir a promessa do Senhor: “E ele plantará no coração dos filhos as promessas feitas aos pais, e os corações dos filhos se voltarão aos pais” (D&C 2:2.)

Em revelação a Joseph Smith e outros profetas, recebemos explicações da obra no templo e instruções para sua realização, assim como para a história da família, que lhe serve de base. Todos os profetas, desde Joseph Smith, ressaltaram a necessidade imperativa de providenciarmos todas as ordenanças, para nós e para nossos ancestrais.

Esse conselho inspirado pode ser resumido de maneira simples:

Devemos:

  • Voltar o coração dos pais aos filhos, e dos filhos aos pais.

  • Assegurar que sejam feitas as ordenanças para nós e nossos ancestrais.

  • Selar as pessoas em relacionamentos familiares eternos.

Muitos membros da Igreja reconhecem a importância vital desses mandamentos, mas se julgam oprimidos pela tarefa de identificar os próprios ancestrais. Para vencer esse sentimento, a Igreja simplificou muito a busca de nossos ancestrais e a liberação dos nomes para as ordenanças no templo. Por exemplo:

Com a cooperação generosa dos depositários originais dos registros, reunimos informações de cerca de dois bilhões dos aproximadamente sete bilhões de pessoas, cujos registros acreditamos existir. O número de nomes cresce em muitos milhões a cada ano.

Além disso, mil e quinhentos centros de história da família operam em todo o mundo, permitindo o acesso a nossos vastos arquivos de registros. Vereis que suas equipes são formadas por voluntários sensíveis e compreensivos, que querem ajudar. Usando guias de pesquisa, telefax, e correspondência, esses centros são reforçados pela capacidade impressionante da Biblioteca de História da Família da Cidade do Lago Salgado.

A tecnologia moderna simplificou muito as regras e os regulamentos anteriormente complexos desse trabalho. Esses métodos simplificados estão claramente explicados no folheto Vinde a Cristo por meio das Ordenanças e Convênios do Templo, que foi traduzido nas principais línguas, e é distribuído por meio dos líderes do sacerdócio, em todo o mundo. Esse folheto oferece um resumo da base doutrinária da história da família e obra do templo.

Também existem, nos locais onde foram chamados, consultores de história da família de ala ou ramo, para ajudar-vos.

Muitas mentes brilhantes e corações sensíveis têm utilizado tecnologia avançada para proporcionar a ajuda de computadores pessoais para simplificar a obra relativa à história da família. Com o título descritivo de Registro de Pesquisas TM, esses recursos computadorizados são encontrados agora nos centros de história da família nos Estados Unidos e no Canadá. (Solicite-os se não forem encontrados. Estão dentro das normas.) No devido tempo, esses recursos estarão à disposição em outros lugares no mundo.

Registro de Pesquisas proporciona aos membros acesso fácil aos arquivos genealógicos do computador central da Igreja. Ele simplifica muito a pesquisa e capacita os membros a acharem, mais eficientemente, as informações em nosso vasto arquivo de registros microfilmados. O computador proporciona uma busca direta e rápida em uma grande compilação de informações valiosas em “compact disc” sem perda de tempo e sem o erro das pesquisas nos microfilmes e microfichas tradicionais. O Registro de Pesquisas oferece estes cinco tipos específicos de ajuda que são tão fáceis de usar quanto um telefone:

O Arquivo de Ancestrais TM é um recurso da informática com sete milhões de nomes ligados por relações de família. Esse recurso é o ponto central de nossos esforços para coletar a genealogia da humanidade e tornar essas informações rapidamente acessíveis a outras pessoas, simplificar sua pesquisa de história da família, e preservar para sempre as relações familiares.

O Arquivo de Ancestrais compreende os nomes do programa de “quatro gerações” enviados por membros e amigos. Esses dados foram cuidadosamente emparelhados e agrupados, proporcionando uma fonte riquíssima de informações distribuídas por família, que simplifica a pesquisa e reduz a duplicação. Contém nomes e endereços, permitindo a coordenação com outras pessoas que enviaram nomes. Existem agora meios que permitem a indivíduos ou organizações de família, lançarem todas as informações relativas à família para preservação permanente e para serem usados por outras pessoas.

Recentemente, um amigo da Igreja, segurando carinhosamente uma pilha de informações de quase treze centímetros de altura, disse, mostrando gratidão: “A Igreja lançou o trabalho de toda minha vida num computador, onde estará registrado para sempre e do qual outras pessoas poderão dispor.” O espírito atinge todos os lugares do mundo onde amigos, que desejam mostrar sua gratidão por usarem recursos da Igreja, estão agora, generosamente, doando suas informações da história da família laboriosamente compiladas para compartilhá-las com outras pessoas.

Outra fonte de ajuda é o Catálogo da Biblioteca da História da Família TM. Contém a descrição de praticamente todos os registros de história da família da Igreja, permitindo uma busca rápida, automática e precisa das descrições detalhadas do catálogo.

O índice Genealógico Internacional TM automatizado substitui 10.000 microfichas, oferecendo pesquisa informatizada de dados sobre 147 milhões de pessoas falecidas e permitindo uma ligação limitada de familiares.

Em breve, será distribuído o Registro de Mortes da Previdência Social dos E.U.A. TM, contendo 39 milhões de nomes.

Dentro de dois ou três anos, outros dados organizados sobre centenas de milhares de pessoas falecidas estarão disponíveis. (Devido a questões de privacidade dos dados, não fornecemos dados informatizados sobre pessoas vivas.)

Por exemplo, um grande grupo de membros está organizando o Censo de 1880 nos E. U.A., com 50 milhões de nomes. Cinco mil não-membros e setenta e sete missionários estão organizando o Censo Inglês de 1881, com 27 milhões de nomes. Um registro de cinco milhões de nomes de nascimentos, casamentos e mortes na Austrália, entre 1788 e 1888 está quase terminado. Esses auxílios permitirão uma busca automática no plano nacional de um ancestral sem especificar a localidade.

Mais um auxílio, o Arquivo Pessoal de Ancestrais TM, é um recurso muito útil, barato, fácil de usar, que está disponível para uso doméstico e que ajuda a organizar, analisar, e imprimir a história da famíllia. Relata as ordenanças que estão faltando e permite que os dados sejam partilhados eletronicamente.

Para mim, no entanto, o recurso mais sensacional será acabar com a demora na liberação de nomes para as ordenanças no templo. Dentro de alguns meses podereis vós mesmos liberar os nomes de vossos ancestrais para as ordenanças no templo em vossa capela, sem a necessidade de aprovação dos escritórios centrais. Quando verificais que não foi feita nenhuma ordenança anteriormente, podeis ir, imediatamente, ao templo para fazer essas ordenanças.

Sim, o Senhor está acelerando sua obra.

Era difícil alguém se entusiasmar com a obra genealógica com suas muitas regras e normas a respeito de vírgulas, pontos, e letras maiúsculas. O novo serviço de História da Família é bastante diferente. Ele trata com amor, cuidado e sentimento, os ancestrais além do véu.

Agora, Richard Talbot, John Dunkerson, e Abraham Salee não são apenas nomes escritos em um pedaço de papel para que eu receba suas ordenanças no templo. São ancestrais que eu amo por meio das ordenanças do templo. Eles, por sua vez, influenciaram minha vida. Encontro traços de sua vida cheia de determinação, tecidos na trama do meu próprio caráter. Começai essa obra, e sabereis por que o Senhor disse: “E os corações dos filhos se voltarão aos pais.” (D&C 2:2.) Aprendei por que essa doutrina gloriosa foi restaurada na terra.

Certa vez, ouvi uma humilde irmã, que tinha apenas uma pequena visão em um dos olhos, prestar testemunho de experiências espirituais profundas que tivera com seu marido ao identificar as pessoas para as ordenanças do templo. Ela explicou que um sangramento interno havia pouco tempo tirara seu último vestígio de visão. Seu testemunho era doce, sua oração era para que pudesse ver o suficiente para servir. Miraculosamente, ela passou a enxergar ainda mais.

Uma especial fonte a respeito de meus ancestrais foi preparada por uma mulher notável em 1888. Ela trabalhou sem nenhuma compreensão doutrinária e sem os muitos recursos que temos. Seguindo o que seu coração mandava, sua persistência e vasta correspondência produziram um tesouro de informações de 16.000 nomes ligados por linhagem a respeito da nossa família Talbot. Minha mãe conseguiu esse registro. Uma descendente, Cathy Frost, com dois filhos em idade pré-escolar e esperando um outro, está informatizando esses nomes. Minha esposa, Jeanene, e eu vamos pessoalmente liberá-los para as ordenanças no templo, usando os auxílios simplificados que descrevi hoje. Nossa família irá ao templo a favor desses ancestrais.

Podeis achar difícil ir ao templo pessoalmente, mas podeis enviar os nomes de vossos ancestrais para as ordenanças no templo. Talvez moreis em locais em que os recursos sejam limitados. Começai pelos ancestrais que estão mais próximos de vós. Buscai além de vosso sobrenome, seguindo todas as linhas de ancestrais. Seguindo diretrizes simples, preparai requisições para ordenanças no templo. Decidi-vos abençoar a vida daqueles que dependem de vós — e, fazendo isso, vossa própria vida será abençoada profundamente.

Não preciso dar-vos os pormenores de onde pesquisar e a quem procurar. Quando vos determinais a ter sucesso, encontrareis um meio. Descobrireis aqueles que podem ajudar-vos. Prometo-vos que o Senhor vos abençoará em vossos esforços, pois essa é a sua obra, e ele vai orientar vossos esforços e orações para levar as ordenanças e os convênios aos ancestrais.

Já provei o suficiente os frutos dessa obra sublime para saber que as chaves restauradas por Elias para Joseph Smith fazem com que nossos corações sejam ligados e que cada um de nós seja ligado aos ancestrais que estão esperando ajuda. Por nossos esforços no templo sagrado aqui na terra, usando a autoridade delegada pelo Salvador, nossos ancestrais recebem as ordenanças que lhes permitem desfrutar da felicidade eterna.

No passado, motivados por uma convicção na santidade dessa obra, as pessoas valentemente enfrentaram um desafio semelhante a tentar sozinho fazer toda a colheita de grãos do Nebraska. Agora, muitas forças estão trabalhando juntas. Juntos realizaremos o trabalho.

E apropriado que no 150.° aniversário da declaração de Joseph Smith a respeito da obra vicária pelos mortos as Autoridades Gerais tenham anunciado meios simplificados de identificar ancestrais e permitam que as ordenanças no templo sejam realizadas por eles.

Testifico que o espírito de Elias está tocando os corações de muitos filhos do Pai em todo o mundo, fazendo com que as ordenanças pelos mortos sejam aceleradas como nunca foi antes.

E quanto a vós? Orastes a respeito da obra por vossos ancestrais? Deixai de lado as coisas que realmente não importam em vossa vida. Fazei algo que terá conseqüências eternas. Talvez tenhais sido inspirados a buscar vossos ancestrais, mas sentis que não sois genealogistas. Compreendeis que não mais precisais sê-lo? Tudo começa com amor e com um desejo sincero de ajudar aqueles que não podem ajudar a si mesmos.

E uma obra espiritual, um enorme esforço de cooperação de ambos os lados do véu, em que se presta ajuda e em ambas as direções. Começa com amor. Em qualquer país em que estejais, com oração, fé, determinação, diligência, e algum sacrifício, podeis contribuir muito. Começai agora. Prometo-vos que o Senhor vos ajudará a encontrar um caminho. E isso vos fará sentir muito bem.

Em nome de Jesus Cristo, amém.