1990–1999
Segui os Profetas
anterior próximo

Segui os Profetas

No Velho Testamento, II Reis, lemos sobre um homem de nome Naamã. Ele era o “chefe do exército do rei da Síria… porém leproso (II Reis 5:1.) s 5:1.) Uma menina israelita, que estava a “serviço da mulher de Naamã”, disse-lhe: “Oxalá que o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria: ele o restauraria da sua lepra.” (Versículos 5:2–3.)

Mesmo não sendo membro da Igreja, Naamã aceitou o conselho com toda a fé e esperança. O rei da Síria deu-lhe uma carta para o rei de Israel, além de ouro, prata e finas vestes como presente.

O rei de Israel, homem de pouca fé, alterou-se porque sabia que não era capaz de curar Naamã e disse: “Vede que busca ocasião contra mim.” (Versículo 7.)

“Ouvindo Eliseu, homem de Deus, que o rei de Israel rasgara seus vestidos, mandou dizer ao rei: …Deixa-o vir a mim, e saberá que há profeta em Israel.” (Versículo 8.)

Naamã procurou o profeta. “Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne te tornará, e ficarás purificado.

Porém Naamã muito se indignou, e se foi, dizendo: Eis que eu dizia comigo: Certamente ele sairá, por-se-á em pé, e invocará o nome do Senhor seu Deus, e passará a sua mão sobre o lugar, e restaurará o leproso.

Não são… (os) rios de Damasco, melhores que todas as águas de Israel?… E voltou-se, e se foi com indignação.” (Versículos 10–12.)

Seu orgulho não lhe permitia seguir a orientação do profeta. Ia voltar para casa, continuando leproso. Seria isto por causa de um coração orgulhoso?

Seus bons servos o convenceram a fazer conforme dissera o profeta, argumentando: “Se o profeta te dissera alguma grande cousa, porventura não a farias?…

Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus: e a sua carne tornou, como a carne dum menino, e ficou purificado.” (Versículos 13–14.)

Por gratidão, Naamã procurou o profeta, levando-lhe ouro, prata e finos vestidos. Mas o profeta de Deus, naturalmente, não aceitou pagamento pelas bênçãos de Deus.

Então Naamã e sua comitiva voltaram para casa. O servo de Eliseu achou difícil ver todos aqueles tesouros fugirem-lhe das mãos; então, correu atrás de Naamã. Este parou quando o viu chegando. O servo disse que seu amo tinha visitas e pediu-lhe um talento de prata e duas mudas de roupa.

Naamã atendeu seu pedido com todo prazer e até mesmo cedeu-lhe dois servos para carregá-los. Antes de chegarem à casa de Eliseu, o servo parou e guardou-os numa casa. Depois foi em busca de Eliseu.

E este disse: “Donde vens, Geazi… Porventura não foi contigo o meu coração?… Era isto ocasião para tomares prata?…

Portanto a lepra de Naamã se pegará a ti e à tua semente para sempre. Então saiu de diante dele leproso branco como a neve.” (Versículos 25–27.)

Presidente Benson, o profeta de Deus, tem-nos aconselhado em muitas coisas importantes. Nós as estamos fazendo? Ou acaso dizemos:

“Ah, sim, ele é o profeta de Deus, mas eu não quero cumprir missão.”

“Eu não quero casar-me.”

“Não tenho tempo para ler o Livro de Mórmon todos os dias. Estou muito ocupado com meu trabalho ou estudos.”

“Não temos tempo para a oração em família ou noite familiar.”

“Eu preciso dormir um pouco mais no domingo, depois de toda essa canseira. Não dá para ir às reuniões.”

“Domingo é o único dia que tenho para fazer compras, por causa do meu trabalho e estudos.”

Cito de um sermão em que diz o Rei Benjamim: “Porque o homem natural é inimigo de Deus, tem-nos sido desde a queda de Adão e sê-lo-á para sempre, a não ser que ceda ao influxo do Espírito Santo, se despoje do homem natural, tornando-o santo pela expiação de Cristo, o Senhor, chegando a ser como criança, submisso, manso, humilde, paciente, cheio de amor e disposto a se submeter a tudo quanto o Senhor achar que lhe deve infligir, assim como uma criança se submete a seu pai. (Mosiah 3:19; grifo nosso.)

Dizia o Profeta Léhi a seu filho Néfi: “E eis que teus irmãos murmuram, dizendo que estou exigindo uma coisa difícil; não sou eu, porém, quem o está exigindo, mas é uma ordem do Senhor.” (1 Néfi 3:5; grifo nosso.)

Podeis ouvir o Presidente Benson dizendo: “Eis que não sou eu quem vos está mandando sair em missão ou casar-vos no templo; mas é um mandamento do Senhor”?

Léhi continua: “Vai, portanto, meu filho, e serás favorecido pelo Senhor, pois que não tens murmurado.

E eu, Néfi, disse a meu pai: Eu irei e cumprirei as ordens do Senhor, pois sei que o Senhor nunca dá ordens aos filhos dos homens sem antes preparar um caminho pelo qual suas ordens poderão ser cumpridas.” (1 Néfi 3:6–7; grifo nosso.)

Nós temos a fé que tinha Néfi?

O Senhor disse aos seus discípulos, neste continente: “E sucederá que todos os que se arrependerem e forem batizados em meu nome serão satisfeitos; e, se perseverarem até o fim, eis que os terei por inocentes perante meu Pai, naquele dia em que eu me levantar para julgar o mundo.” (3 Néfi 27:16; grifo nosso.)

Queridos irmãos e familiares, não vedes o que temos de fazer? Ser submissos — não murmurar — perseverar até o fim. Se assim fizermos, o Senhor nos indicará o caminho, desde que sigamos seus profetas e apóstolos.

Não questioneis as suas determinações! E simples assim. Não, não estou falando de fé ou obediência cega.

Vez por outra haveis de querer prova dessa doutrina ou daquele dito do profeta. Guardai os mandamentos! Orai, andai em retidão, e pelo Santo Espírito conhecereis aquele sentimento calmo e doce, comprovando sua veracidade.

Disse Morôni: “Pelo poder do Espírito Santo podeis saber a verdade de todas as coisas.” (Morôni 10:5.)

Nós podemos saber pelo Espírito que uma coisa é certa se, como Néfi, tivermos fé, formos obedientes e guardarmos os mandamentos.

E se Naamã houvesse cedido ao orgulho? Continuaria sendo um leproso.

Poderíamos tomar o servo de Eliseu como exemplo, quando nos voltarmos para as riquezas, coisas mundanas e sabedoria dos homens, em lugar de seguir os profetas? Estaremos nós e nossos descendentes fora da Igreja, ou seremos impuros para sempre, em virtude da desobediência?

Falou o Senhor ao Profeta Joseph Smith: “E o braço do Senhor se manifestará; e se aproxima o dia em que aqueles que não ouvirem a voz do Senhor, nem a de seus servos, nem atenderem às palavras dos profetas e apóstolos, serão desarraigados de entre os povos.” (D&C 1:14.)

Testifico que Deus, nosso Pai, vive. Seu Filho Jesus Cristo vive e é nosso Salvador e Redentor. Esta é sua igreja e ele a dirige por intermédio de seus profetas. Testifico que o Presidente Ezra Taft Benson é o profeta; e que o Presidente Hinckley, o Presidente Monson e os Doze Apóstolos são dignos profetas e servos de Deus.

Amo o Pai Celestial e Jesus Cristo. Amo esses profetas, apóstolos, videntes e reveladores. Eu os respeito, apóio e oro por eles. Amo minha família; e vos amo, meus irmãos. Oro que sigamos os profetas e apóstolos e guardemos os mandamentos de Deus. Em nome de Jesus Cristo, amém.