Crucificação
    Notas de rodapé

    Crucificação

    Forma romana de execução, comum durante a época do Novo Testamento, na qual se causava a morte da pessoa amarrando ou pregando-lhe as mãos e os pés numa cruz. Geralmente era aplicada apenas a escravos ou aos criminosos mais vis. A crucificação frequentemente era precedida por açoitamento (Mc. 15:15). O condenado geralmente carregava a cruz até o local de execução (Jo. 19:16–17). Suas roupas costumavam ser confiscadas pelos soldados que executavam a sentença (Mt. 27:35). A cruz era fincada na terra, de modo que os pés do condenado ficassem a apenas 30 ou 60 centímetros acima do solo. A cruz era vigiada por soldados até que o crucificado morresse, o que às vezes demorava até três dias (Jo. 19:31–37).

    Jesus foi crucificado porque um grupo de incrédulos acusou-O falsamente de sedição contra César e de blasfêmia, porque Ele disse que era o Filho de Deus. Puseram sobre Jesus uma veste de púrpura (Jo. 19:2), uma coroa de espinhos e O insultaram de muitas outras formas (Mt. 26:67; Mc. 14:65).