Auxílios de Estudo
Alma, Filho de Alma
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Alma, Filho de Alma

No Livro de Mórmon, profeta e primeiro juiz supremo da nação nefita. Na juventude procurou destruir a Igreja (Mos. 27:8–10). Entretanto, um anjo apareceu-lhe e ele converteu-se ao evangelho (Mos. 27:8–24; Al. 36:6–27). Mais tarde renunciou à posição de juiz supremo para ensinar o povo (Al. 4:11–20).

Livro de Alma

Um dos livros do Livro de Mórmon, que consiste em um resumo dos registros dos profetas Alma, filho de Alma, e seu filho, Helamã. Os acontecimentos retratados no livro ocorreram aproximadamente de 91 a 52 a.C. O livro contém 63 capítulos. Os capítulos 1–4 descrevem a rebelião dos seguidores de Neor e Anlici contra os nefitas. As guerras decorrentes foram as mais destrutivas até aquele ponto da história nefita. Os capítulos 5–16 trazem o relato das primeiras viagens missionárias de Alma, inclusive o seu sermão sobre o Bom Pastor (Alma 5) e a pregação com Amuleque na cidade de Amonia. Os capítulos 17–27 contêm o registro sobre os filhos de Mosias e o seu ministério entre os lamanitas. Os capítulos 28–44 apresentam alguns dos sermões mais importantes de Alma. No capítulo 32, Alma comparou a palavra a uma semente; no capítulo 36, ele relatou a história de sua conversão a Helamã, seu filho. Os capítulos 39–42 registram os conselhos de Alma ao seu filho Coriânton, que havia cometido uma transgressão moral; esse importante sermão explica a justiça, a misericórdia, a Ressurreição e a Expiação. Os capítulos 45–63 descrevem as guerras nefitas daquele período e as migrações lideradas por Hagote. Grandes líderes como o Capitão Morôni, Teâncum e Leí ajudaram a preservar os nefitas com seus feitos corajosos e oportunos.