Bíblia
    Notas de rodapé

    Bíblia

    Coleção de escritos hebraicos e cristãos que contém revelações divinas. A palavra Bíblia significa “os livros.” A Bíblia é obra de muitos profetas e autores inspirados, que agiram sob a influência do Espírito Santo (2 Ped. 1:21).

    A Bíblia cristã tem duas partes, mais conhecidas como Velho e Novo Testamentos. O Velho Testamento consiste nos livros de escritura usados entre os judeus da Palestina durante o ministério terreno do Senhor. O Novo Testamento contém escritos pertencentes ao período apostólico, considerados tão sagrados quanto as escrituras judaicas e com a mesma autoridade. Os livros do Velho Testamento são extraídos de uma literatura nacional que abrange muitos séculos e foram escritos quase inteiramente em hebraico, ao passo que os livros do Novo Testamento são obra de uma única geração e foram escritos principalmente em grego.

    No Velho Testamento, a palavra testamento representa um vocábulo hebraico que significa “convênio.” O Velho Convênio é a lei dada a Moisés quando Israel rejeitou a plenitude do evangelho, conhecida pelo povo de Deus desde o começo da mortalidade. O Novo Convênio é o evangelho conforme ensinado por Jesus Cristo.

    Na Bíblia hebraica (o Velho Testamento), os livros estavam divididos em três grupos: a Lei, os Profetas e os Escritos. Na Bíblia usada pelo mundo cristão, os livros estão ordenados de acordo com o assunto de que tratam, como históricos, poéticos e proféticos.

    Os livros do Novo Testamento geralmente se encontram na seguinte ordem: os quatro Evangelhos e Atos; as epístolas de Paulo; as epístolas gerais de Tiago, Pedro, João e Judas; e o Apocalipse ou Revelação de João.

    A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias reverencia e respeita a Bíblia; afirma também que o Senhor continua a dar revelação adicional por meio de Seus profetas nos últimos dias, a qual apoia e confirma os relatos bíblicos dos procedimentos de Deus com a humanidade.