2018
Sentir-se em casa de novo
anterior próximo

Sentir-se em casa de novo

Judy Rascher, Colorado, EUA

Eu não estava preparada para o telefonema do meu irmão. “A mamãe acabou de falecer”, anunciou ele. “Ela caiu e bateu a cabeça.”

Foi um choque para mim! Minha mãe havia partido, e eu tinha acabado de falar com ela na noite anterior. Fiquei me perguntando por que aquilo havia acontecido. Não conseguia entender por que ela me deixara. Fiquei brava! Alimentei minha raiva por várias semanas.

Por fim, decidi a quem culpar. Era culpa de Deus. Ele tirou minha mãe de mim cedo demais. Ela deixou de ver muitos momentos marcantes da minha vida, e achei que era tudo culpa Dele. Eu não era membro da Igreja na época, mas era cristã devota. Em vez de buscar forças em Deus, afastei-me Dele e expulsei-O da minha vida.

Sentia muito a falta da minha mãe. Na minha infância e adolescência, minha casa com meus pais era um lugar seguro. Não importava onde eu me encontrasse ou o que estivesse fazendo, toda vez que conversava com minha mãe ou simplesmente desfrutava sua companhia, sentia-me em casa. Agora aquele sentimento de “estar em casa” que eu tanto amava se fora.

Os anos se passaram, e perdi quase toda a minha fé. Tentei entender por que minha mãe teve de morrer, mas nada me trazia paz. Então, por cerca de uma semana, este pensamento me veio repetidas vezes à mente: eu precisava olhar para o céu para obter entendimento. Contei isso a uma amiga querida que era membro da Igreja. Ela me perguntou se eu gostaria de conhecer mais sobre sua fé.

Não me dei conta de imediato, mas o Espírito acordou minha alma de um sono profundo. Quanto mais eu aprendia sobre o evangelho, mais sentia que havia novamente encontrado um lugar seguro. O sentimento de “estar em casa” havia retornado.

Fui batizada em maio de 2013. Sinto-me grata por minha fé voltar. Já não viro as costas para Deus. Em vez disso, eu O aceito. Ainda me sinto triste pelo falecimento súbito da minha mãe, mas, graças à minha fé em Deus, sei que um dia estarei “em casa” com minha mãe e minha família para sempre.