2016
O Pai Celestial Ouve Nossas Orações

O Pai Celestial Ouve Nossas Orações

Liahona Magazine, 2016/09 Sep

Certa vez, quando eu era jovem, precisava saber que o Pai Celestial me conhecia e entendia os problemas que eu estava enfrentando. Pedi-Lhe que me guiasse para encontrar uma escritura que me ajudasse a sentir-me melhor. Abri as escrituras e li: “Também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança. E a esperança não desaponta, porquanto o amor de Deus está derramado em nosso coração” (Romanos 5:3–5). Essa escritura me ensinou que minhas experiências difíceis poderiam ajudar-me a adquirir paciência, experiência e esperança, e sentir o amor de Deus por mim. Eu sabia que o Pai Celestial tinha ouvido minha oração e me respondido por intermédio das escrituras. Tinha fé em que as coisas iam melhorar.

Meu neto Stuart também aprendeu que o Pai Celestial ouve nossas orações. Ele precisava de um amigo na escola. Ele e a mãe decidiram orar para ajudá-lo a encontrar um amigo. Todos os dias, quando tocava o sinal do recreio, Stuart sabia que sua mãe estava orando por ele. Rapidamente, ele fez um novo amigo! Stuart aprendeu que o Pai Celestial Se preocupa com os problemas dele. Aprendeu que o Pai Celestial responde a suas orações.

Quando meu neto Jack tinha 10 anos, fazia parte de um time de futebol que participava de competições. Jack conversou com os pais e decidiu honrar o Dia do Senhor e não jogar aos domingos. Ficou preocupado por não melhorar e estar perdendo aqueles jogos. O irmão caçula de Jack, Charles, sabia que ele estava preocupado. Certo dia, Charles fez a oração em família. Pediu ao Pai Celestial que ajudasse Jack a não se preocupar com o futebol. Charles sabia que um bom meio de ajudar seu irmão era orar por ele. Ele tinha fé em que sua oração ajudaria Jack.

Precisamos de ajuda nesta vida, e o Pai Celestial quer dar-nos essa ajuda. Ele nos ama. Ele ouve quando oramos!