Biblioteca
Jesus Cristo
anterior próximo

Jesus Cristo

Visão geral

Quem é Jesus Cristo?

Jesus Cristo é o Salvador do mundo e o Filho de Deus. Ele é nosso Redentor. Cada um desses títulos aponta para a verdade de que Jesus Cristo é o único caminho pelo qual poderemos voltar a viver com nosso Pai Celestial.

Jesus sofreu e foi crucificado pelos pecados da humanidade, dando a cada um dos filhos de Deus a dádiva do arrependimento e do perdão. Somente por Sua graça e misericórdia podemos ser salvos. Sua subsequente Ressurreição preparou o caminho para que todas as pessoas sobrepujassem a morte física também. Esses acontecimentos são chamados de Expiação. Em resumo, Jesus Cristo nos salvou do pecado e da morte. Por essa razão, Ele é literalmente nosso Salvador e Redentor.

No futuro Jesus Cristo voltará para reinar na Terra, em paz, por mil anos. Jesus Cristo é o Filho de Deus e será nosso Senhor eternamente. Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias sempre adoraram a Deus, o Pai Eterno, em nome de Jesus Cristo. Quando questionado sobre em que os santos dos últimos dias acreditavam, Joseph Smith colocava Cristo como ponto central: “Os princípios fundamentais de nossa religião são o testemunho dos apóstolos e profetas a respeito de Jesus Cristo, que Ele morreu, foi sepultado, ressuscitou no terceiro dia e ascendeu ao céu; todas as outras coisas de nossa religião são meros apêndices disso”. O Quórum dos Doze Apóstolos dos dias atuais reafirmou esse testemunho quando proclamou que: “Jesus é o Cristo Vivo, o Filho imortal de Deus. (…) Seu caminho é aquele que conduz à felicidade nesta vida e à vida eterna no mundo vindouro”.

Em 1º de janeiro de 2000, a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos fizeram a declaração a seguir. Intitulada “O Cristo Vivo”, essa declaração presta testemunho do Senhor Jesus Cristo e resume Sua identidade e missão divina:

“Ao comemorarmos o nascimento de Jesus Cristo, ocorrido há dois mil anos, oferecemos nosso testemunho da realidade de Sua vida incomparável e o infinito poder de Seu grande sacrifício expiatório. Ninguém mais exerceu uma influência tão profunda sobre todos os que já viveram e ainda viverão sobre a face da Terra.

Ele foi o Grande Jeová do Velho Testamento e o Messias do Novo Testamento. Sob a direção de Seu Pai, Ele foi o criador da Terra. ‘Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez’ (João 1:3). Embora jamais tivesse cometido pecado, Ele foi batizado para cumprir toda a justiça. Ele ‘andou fazendo bem’ (Atos 10:38), mas foi desprezado por isso. Seu evangelho era uma mensagem de paz e boa vontade. Ele pediu a todos que seguissem Seu exemplo. Ele caminhou pelas estradas da Palestina, curando os enfermos, fazendo com que os cegos vissem e levantando os mortos. Ele ensinou as verdades da eternidade, a realidade de nossa existência pré-mortal, o propósito de nossa vida na Terra e o potencial que os filhos e filhas de Deus têm em relação à vida futura.

Ele instituiu o sacramento como lembrança de Seu grande sacrifício expiatório. Foi preso e condenado por falsas acusações, para satisfazer uma multidão enfurecida, e sentenciado a morrer na cruz do Calvário. Ele deu Sua vida para expiar os pecados de toda a humanidade. Seu sacrifício foi uma grandiosa dádiva vicária em favor de todos os que viveriam sobre a face da Terra.

Prestamos solene testemunho de que Sua vida, que é o ponto central de toda a história humana, não começou em Belém nem se encerrou no Calvário. Ele foi o Primogênito do Pai, o Filho Unigênito na carne, o Redentor do mundo.

Ele levantou-Se do sepulcro para ser ‘feito as primícias dos que dormem’ (1 Coríntios 15:20). Como Senhor Ressuscitado, Ele visitou aqueles a quem havia amado em vida. Ele também ministrou a Suas ‘outras ovelhas’ (João 10:16) na antiga América. No mundo moderno, Ele e Seu Pai apareceram ao menino Joseph Smith, dando início à prometida ‘dispensação da plenitude dos tempos’ (Efésios 1:10).

A respeito do Cristo Vivo, o profeta Joseph escreveu: ‘Seus olhos eram como uma labareda de fogo; os cabelos de sua cabeça eram brancos como a pura neve; seu semblante resplandecia mais do que o brilho do sol; e sua voz era como o ruído de muitas águas, sim, a voz de Jeová, que dizia:

Eu sou o primeiro e o último; sou o que vive, sou o que foi morto; eu sou vosso advogado junto ao Pai’ (Doutrina e Convênios 110:3–4).

A respeito Dele, o Profeta também declarou: ‘E agora, depois dos muitos testemunhos que se prestaram dele, este é o testemunho, último de todos, que nós damos dele: Que ele vive!

Porque o vimos, sim, à direita de Deus; e ouvimos a voz testificando que ele é o Unigênito do Pai —

Que por ele e por meio dele e dele os mundos são e foram criados; e seus habitantes são filhos e filhas gerados para Deus’ (Doutrina e Convênios 76:22–24).

Declaramos solenemente que Seu sacerdócio e Sua Igreja foram restaurados na Terra, ‘edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina’ (Efésios 2:20).

Testificamos que Ele voltará um dia à Terra. ‘E a glória do Senhor se manifestará, e toda a carne juntamente a verá’ (…) (Isaías 40:5). Ele governará como Rei dos Reis e reinará como Senhor dos Senhores, e todo joelho se dobrará e toda língua confessará em adoração perante Ele. Cada um de nós será julgado por Ele de acordo com nossas obras e os desejos de nosso coração.

Prestamos testemunho, como Apóstolos Seus, devidamente ordenados, de que Jesus é o Cristo Vivo, o Filho imortal de Deus. Ele é o grande Rei Emanuel, que hoje Se encontra à direita de Seu Pai. Ele é a luz, a vida e a esperança do mundo. Seu caminho é aquele que conduz à felicidade nesta vida e à vida eterna no mundo vindouro. Graças damos a Deus pela incomparável dádiva de Seu Filho divino” (A Liahona, abril de 2000, pp. 2–3).

Jesus Cristo é o Filho Unigênito de Deus, o Pai, na carne. (João 1:14, 18; 2 Néfi 25:12; Alma 5:48; Doutrina e Convênios 93:11; Gordon B. Hinckley, “O símbolo de nossa fé”, A Liahona, abril de 2005, p. 3; Gordon B. Hinckley, “O testemunho de um profeta”, A Liahona, julho de 1993, p. 96; “O Cristo Vivo: O Testemunho dos Apóstolos”, A Liahona, maio de 2017, primeira contracapa)

Jesus Cristo é o Salvador e Redentor do mundo. (Isaías 49:26; 1 Néfi 21:26; 22:12; Doutrina e Convênios 66:1; Pregar Meu Evangelho, p. 51; “O Cristo Vivo: O Testemunho dos Apóstolos”, A Liahona, maio de 2017, primeira contracapa)

Jesus Cristo é nosso Mediador e Advogado junto ao Pai. (1 Timóteo 2:5; Doutrina e Convênios 45:3; Thomas S. Monson, “Eles mostraram o caminho”, A Liahona, julho de 1997, p. 58; Joseph Fielding Smith, Conference Report, outubro de 1953, p. 57)

Tópicos relacionados

Escrituras

Referências das escrituras

Recursos de estudo das escrituras

Profetas e líderes da Igreja

Profetas e apóstolos

Outros líderes da Igreja

Ensinamentos dos Presidentes da Igreja

Recursos de aprendizagem

Recursos gerais

“O Cristo Vivo: O Testemunho dos Apóstolos”

“Jesus Cristo, o Filho de Deus”, jesuschrist.ChurchofJesusChrist.org

“Atonement of Jesus Christ”, Encyclopedia of Mormonism

Revistas da Igreja

“Quando Jesus era criança”, A Liahona, fevereiro de 2017

“Min-Jun é valoroso”, A Liahona, janeiro de 2017

“Tomar Seu nome sobre mim”, A Liahona, agosto de 2011

“Ele carregou meus pesares”, A Liahona, junho de 2011

“Navegar no rumo certo nas Ilhas Marshall”, A Liahona, abril de 2011

“Jesus quando criança”, A Liahona, janeiro de 2011

“Jesus Cristo é o Filho Unigênito de Deus”, A Liahona, dezembro de 2010

“Poder para mudar”, A Liahona, junho de 2010

“‘Eu Sou o caminho’”, A Liahona, março de 2008

Manuais de estudo

Notícias

“Jesus Cristo”, Sala de Imprensa

“Christianity: Following Jesus in Word and Deed”, Church Newsroom

Histórias

Recursos de ensino

Esboços de ensino

Histórias e atividades para ensinar as crianças

“Jesus Christ”, Lesson Helps for Teaching Children

Mídia

Música