Tópicos
    Capítulo 3: Jesus Cristo, Nosso Líder e Salvador Escolhido
    Notas de rodapé
    Tema

    Capítulo 3

    Jesus Cristo, Nosso Líder e Salvador Escolhido

    Christ at Emmaus

    Era Necessário que Tivéssemos um Salvador e um Líder

    • Por que precisávamos sair da presença do Pai Celestial? Por que precisamos de um Salvador?

    Quando o plano para a nossa salvação nos foi apresentado no mundo espiritual pré-mortal, ficamos exultantes de alegria (ver Jó 38:7).

    Entendemos que teríamos de deixar o lar celestial por algum tempo. Não viveríamos mais na presença de nosso Pai Celestial. Enquanto estivéssemos longe Dele, todos nós cometeríamos pecados e alguns se perderiam. O Pai Celestial conhecia e amava todos nós e sabia que precisaríamos de ajuda; assim, planejou um meio de auxiliar-nos.

    Precisávamos de um Salvador para pagar por nossos pecados e para nos ensinar como voltar ao Pai Celestial. O Pai disse: “Quem enviarei?” (Abraão 3:27). Jesus Cristo, que Se chamava Jeová, disse: “Eis-me aqui, envia-me” (Abraão 3:27; ver também Moisés 4:1–4).

    Jesus estava disposto a vir à Terra, a dar a vida por nós e a tomar sobre Si os nossos pecados. Ele, como o Pai Celestial, desejava que decidíssemos se obedeceríamos aos mandamentos do Pai Celestial. Sabia que era necessário que fôssemos livres para provar que merecíamos a exaltação. Jesus disse: “Pai, faça-se a tua vontade e seja tua a glória para sempre” (Moisés 4:2).

    Satanás, que se chamava Lúcifer, também se apresentou e disse: “Eis-me aqui, envia-me; serei teu filho e redimirei a humanidade toda, de modo que nenhuma alma se perca; e sem dúvida eu o farei; portanto, dá-me a tua honra” (Moisés 4:1). Satanás desejava forçar-nos a fazer sua vontade. De acordo com esse plano, não nos seria permitido escolher. Ele nos tiraria a liberdade de escolha que nos fora dada pelo Pai. Satanás desejava ter toda a honra por nossa salvação. Se essa proposta fosse aceita, o propósito de nossa vinda à Terra seria frustrado (ver Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: David O. McKay, 2003, pp. 226–227).

    Jesus Cristo Tornou-Se Nosso Líder e Salvador Escolhido

    • Enquanto leem essa seção, pensem no que sentem pelo Salvador.

    Após escutar os dois filhos falarem, o Pai Celestial disse: “Enviarei o primeiro” (Abraão 3:27).

    Jesus Cristo foi escolhido e preordenado para ser nosso Salvador. Muitas escrituras falam sobre isso (ver, por exemplo, I Pedro 1:19–20; Moisés 4:1–2). Uma delas diz que, muito antes de Seu nascimento, Jesus apareceu a um profeta do Livro de Mórmon, conhecido como o irmão de Jarede, e disse: “Eis que eu sou aquele que foi preparado desde a fundação do mundo para redimir meu povo. Eis que eu sou Jesus Cristo. (…) Em mim toda a humanidade terá vida e tê-la-á eternamente, sim, aqueles que crerem em meu nome” (Éter 3:14).

    Quando Jesus viveu na Terra, ensinou: “Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. (…) Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê Nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia” (João 6:38, 40).

    A Batalha no Céu

    Em virtude de nosso Pai Celestial haver escolhido Jesus Cristo para ser nosso Salvador, Satanás ficou irado e rebelou-se. Houve uma batalha no céu. Satanás e seus seguidores lutaram contra Jesus Cristo e Seus seguidores. Os seguidores do Salvador “venceram [Satanás] pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho” (Apocalipse 12:11).

    Nessa grande rebelião, Satanás e todos os espíritos que o seguiram foram afastados da presença de Deus e expulsos do céu. Um terço das hostes do céu foi punido por seguir Satanás (ver D&C 29:36). A esses foi negado o direito de receber um corpo mortal.

    Sabemos que ficamos ao lado de Jesus Cristo e do Pai Celestial porque estamos aqui na Terra e temos corpos mortais. Satanás e seus seguidores também estão na Terra, mas como espíritos. Eles não se esqueceram de quem somos e estão ao nosso redor diariamente, tentando-nos e incitando-nos a fazer coisas que não são agradáveis ao Pai Celestial. Na vida pré-mortal, decidimos seguir Jesus Cristo e aceitar o plano de Deus. Precisamos continuar a seguir Jesus Cristo aqui na Terra. Somente assim poderemos voltar ao nosso lar celestial.

    • De que maneira a Batalha no Céu ainda continua hoje?

    Nós Temos os Ensinamentos do Salvador para Seguir

    • Pensem a respeito de como os ensinamentos do Salvador influenciaram vocês.

    Desde o princípio, Jesus Cristo revelou o evangelho, o qual nos diz o que devemos fazer para voltar à presença do Pai Celestial. No tempo determinado, Ele veio à Terra e ensinou o plano de salvação e exaltação, não só pela palavra, mas também pelo modo como viveu. Ele estabeleceu Sua Igreja e Seu sacerdócio sobre a Terra e tomou sobre Si nossos pecados.

    Seguindo Seus ensinamentos, podemos herdar um lugar no reino celestial. Ele fez Sua parte para nos ajudar a voltar ao lar celestial. Agora cabe a nós fazermos nossa parte para merecer a exaltação.

    Escrituras Adicionais