2021
Nove maneiras de fazer grande diferença: Criar um sentimento de inclusão na Igreja
anterior próximo

Apenas em formato digital: Princípios para ministrar

Nove maneiras de fazer grande diferença: Criar um sentimento de inclusão na Igreja

Todos somos responsáveis por fazer da Igreja um local acolhedor.

Receber as pessoas, incluí-las e ajudá-las a sentir que fazem parte são maneiras importantes de apoiarmos uns aos outros no caminho do convênio a fim de que o Salvador possa nos curar (ver Hebreus 12:12–13; 3 Néfi 18:22–23, 32). A união também é uma parte importante da edificação de Sião (ver 4 Néfi 1:15–17; Doutrina e Convênios 38:24–27; Moisés 7:18–19).

Quer você seja novo na Igreja, tenha se mudado para uma ala nova ou já esteja há algum tempo na ala, aqui estão nove maneiras de tornar a Igreja um local acolhedor em que todos se sintam incluídos.

Se você for novo na ala

  1. Frequente as reuniões e as atividades. Como sempre, fazemos amizades quando estamos com as pessoas e procuramos conhecê-las. Chegue às reuniões e atividades da Igreja com alguns minutos de antecedência ou fique um tempo depois para conhecer pessoas novas. Você também pode se oferecer para servir quando precisarem de ajuda. Há muitas maneiras fáceis de criar relacionamentos que podem se tornar amizades.

  2. Observe os pontos fortes. Ressalte publicamente e em particular os pontos fortes que você vê em sua nova ala, seus líderes e sua comunidade. Em vez de pensar apenas no lugar maravilhoso que você deixou para trás, descubra o que há de maravilhoso em sua nova ala e converse sobre quem você conheceu hoje. Peça informações e sugestões às pessoas sobre o que fazer, onde fazer compras e como encontrar um bom dentista ou lugares para comer. Você pode ir com elas para alguns desses lugares.

  3. Faça amizade com pessoas novas. Não presuma que as pessoas sentadas perto de você na Escola Dominical estão lá há anos. Presuma que elas também sejam novas e estejam esperando você para ajudar a ala a fazer com que se sintam acolhidas. Apresente-se e demonstre interesse nelas, não importa há quanto tempo estejam lá. E repita o mesmo processo nas próximas semanas.

  4. Seja paciente. Seja paciente consigo mesmo e com as pessoas enquanto procura fazer amizades. Se alguém que você convidar para jantar não estiver interessado, convide outra pessoa. Se passar outro mês sem que receba um chamado, converse novamente com os líderes da ala sobre como você pode servir.

Se estiver na ala há algum tempo

  1. Ore para saber em que banco se sentar. Pode ser que nem sempre sinta vontade de se sentar ao lado de alguém que não conheça, mas quando chegar a uma reunião da Igreja, esteja disposto a parar por um instante, assim que entrar, e ore pedindo orientação sobre ao lado de quem você deve se sentar. Depois, aja de acordo com a inspiração para conhecer as pessoas um pouco melhor.

  2. Pergunte como você pode ministrar às pessoas. Informe aos líderes da ala que está disposto a conhecer pessoas novas e ajudá-las quando precisarem de um amigo. Servir ao próximo e aprender a realmente se importar é uma das melhores maneiras de fazer amizades. Ore para saber o que você pode fazer para ajudar as pessoas a se sentirem acolhidas e amadas, não importa quanto tempo estejam lá.

  3. Pratique demonstrar amor. Criar uma comunidade de inclusão para outras pessoas é um ato de caridade — o puro amor de Cristo que estamos tentando desenvolver. Mas nem todos nós somos igualmente talentosos ou temos as habilidades ou predisposições para nos sairmos bem. Se a habilidade de se aproximar das pessoas não for algo natural para você, procure maneiras de fazer com que isso seja menos intimidador ao desenvolver amizades com outras pessoas, como por exemplo, convidar mais de um amigo para conversar ou sair com você, ou convidá-los para atividades das quais você já está participando.

Se você for líder da ala

  1. Esteja à porta para cumprimentar as pessoas. Fique próximo às portas da capela (ou peça a outros membros da ala que o façam) para estar atento às pessoas que se filiaram ou se mudaram recentemente. Procure conhecê-las e peça informações para contato; você pode até pedir a elas que tirem uma foto para que possa compartilhar com outros líderes da ala. Se geralmente há muitas pessoas se mudando para sua ala, você pode montar sacolas coloridas contendo informações da ala e um doce para dar a cada pessoa nova. Peça aos membros da ala que prestem atenção a essas sacolas coloridas e façam um esforço extra para fazer com que cada pessoa que estiver segurando a sacola se sinta bem-vinda.

  2. Faça disso um esforço da ala. Você pode fazer com que a meta de amizade e inclusão seja uma meta da ala. Conversem nas reuniões de quórum e de classe sobre como ajudar as pessoas a sentir que elas têm amigos. Inclua um lembrete ocasional nos comunicados da ala ou nos quadros de avisos.