2021
Vale a pena! O templo é uma bênção que transforma vidas
anterior seguinte


Apenas em formato digital: Jovens adultos

Vale a pena! O templo é uma bênção que transforma vidas

Durante a pandemia da Covid-19, meu noivo e eu enfrentamos muita oposição para ir ao templo, e comecei a me perguntar se realmente conseguiríamos entrar lá.

Fotografia com a participação de modelos

Meu marido e eu tivemos dificuldades para nos casarmos no templo — e não foi porque não queríamos! Muitas coisas estavam nos impedindo de fazer esse convênio sagrado.

Mas por meio dessa jornada de dificuldades, crescimento e amor, adquiri um testemunho maior do templo e das bênçãos que esse lugar sagrado pode trazer para nossa vida.

Muitos contratempos

As coisas se tornaram difíceis logo após ficarmos noivos. Por um tempo, muitas circunstâncias infelizes nos impediram de seguir em frente com o casamento no templo. Então, depois de parecer que isso nunca aconteceria, finalmente marcamos a data da investidura e do selamento para maio de 2020. Quase tudo estava planejado. Finalmente havia chegado a nossa hora!

Mas daí, o mundo foi atingido pela pandemia da COVID-19, e nosso país, a África do Sul, entrou em isolamento total.

E de novo, o templo e nosso casamento foram adiados.

Comecei a pensar que jamais conseguiria entrar no templo. E até me questionei se esse esforço valeria a pena. Meu marido e eu ainda não tínhamos recebido nossa investidura, e me senti desanimada porque as coisas ainda não estavam dando certo mesmo depois de me preparar a maior parte de minha vida para ser digna de entrar no templo.

No entanto, pensei em tudo o que os profetas tinham ensinado sobre a importância de frequentar o templo e as muitas bênçãos que recebemos quando fazemos convênios com o Senhor. O presidente Russell M. Nelson ensinou: “Os maiores benefícios de nos tornar membros da Igreja somente serão alcançados por meio das ordenanças de exaltação realizadas no templo”.1

Por isso, ainda estava decidida a ir quando chegasse a hora certa.

Vale a pena esperar

Nos meses seguintes, meu marido e eu jejuamos, oramos e tivemos fé que permaneceríamos dignos e conseguiríamos nos casar no templo. E, milagrosamente, em setembro de 2020, o Templo de Joanesburgo África do Sul foi aberto de forma limitada e isso permitiu que meu marido e eu recebêssemos nossa investidura.

Palavras não podem expressar o quanto me senti mais próxima do Pai Celestial e do Salvador dentro do templo. Foi um momento espiritualmente pessoal, do qual jamais me esquecerei. E valeu a pena esperar.

Logo depois, meu marido e eu conseguimos finalmente ser selados para o tempo e toda a eternidade na casa do Senhor.

O dia do nosso selamento foi muito sagrado. Éramos o único casal no templo no momento que estávamos fazendo esse convênio eterno um com o outro e com o Senhor. Eu estava mais do que feliz! Senti como se o Salvador estivesse sentado ao nosso lado, dizendo: “Estou satisfeito com sua fé — vocês finalmente conseguiram!”

E estamos animados para começar uma nova jornada juntos, na qual podemos voltar ao templo muitas e muitas vezes.

As bênçãos do templo

Embora os templos não estejam prontamente disponíveis para todos nós, quando priorizamos ir à casa do Senhor e nos esforçamos para permanecer dignos de uma recomendação para o templo, podemos convidar bênçãos para todas as áreas de nossa vida.

Como o élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos, ensinou: “Oro para que cada um de nós honre o Salvador e faça quaisquer mudanças necessárias para ver a nós mesmos em Seu templo sagrado. Ao fazermos isso, que realizemos Seus propósitos sagrados e preparemos a nós e a nossa família para todas as bênçãos que o Senhor e Sua Igreja podem nos conceder nesta vida e na eternidade”.2

Sempre que penso em meus convênios do templo ou vou ao templo, sinto-me mais próxima do Pai Celestial e de Jesus Cristo e sou capaz de deixar as coisas do mundo de lado e convidar a paz para minha vida. Devido às bênçãos do templo, meu marido e eu pudemos olhar para trás e ver a mão do Pai Celestial guiando nossa vida e aumentando nossa fé de que Ele está nos guiando todos os dias.

Sou grata pela investidura do templo, que nos ajuda a saber como voltar ao Pai Celestial, e pela oportunidade de sermos selados eternamente àqueles a quem amamos — uma bênção indescritível que temos por causa da Expiação de Jesus Cristo.

Todos podemos ser dignos dessas bênçãos ao nos prepararmos e seguirmos o exemplo do Salvador — a despeito de quaisquer desafios ou contratempos que venham cruzar nosso caminho.

Estar lá vale a pena todo o sacrifício. Pode acreditar.

Notas

  1. Russell M. Nelson, “Perseveremos e seremos elevados”, A Liahona, julho de 1997, pp. 81–82.

  2. Quentin L. Cook, “Veja a si mesmo no templo”, A Liahona, maio de 2016, p. 100