2021
“Assim será a minha igreja chamada”
anterior próximo

“Assim será a minha igreja chamada”

Quando usamos o nome completo da Igreja, somos abençoados e abençoamos os outros.

Na África, pessoas que estavam buscando uma igreja à qual se filiar relataram sonhos que tiveram. Em seus sonhos, foram instruídas a procurar uma igreja chamada pelo nome de Jesus Cristo. Ao procurarem, encontraram apenas uma igreja na qual o nome do Salvador era central — A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Na América Latina, vários membros contaram, frustrados, que seus convites feitos a amigos para visitarem a “Igreja Mórmon” não eram bem recebidos. Isso mudou quando eles passaram a convidá-los para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. “Se sua igreja se chama a Igreja de Jesus Cristo”, responderam seus amigos, “gostaríamos de ir e ver”.

Nos Estados Unidos, um menino da Primária convidou seus vizinhos para seu batismo. Um ministro de outra denominação ressaltou que nunca teria ido a um batismo da “Igreja Mórmon”. Contudo, por ver que a igreja do menino era focada em Jesus Cristo, ele e sua esposa compareceram ao batismo.

Quando um agente de uma empresa aérea pediu a um membro da Igreja seu e-mail, a resposta foi: “LDSchurch.org”.

“Que igreja é essa?”, perguntou o agente.

“A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”, respondeu o membro.

“Às vezes, no trabalho passo dias sem conseguir falar do Senhor”, comentou o agente. “Saber que estou falando com outro cristão me faz ganhar o dia.”

O membro da Igreja rapidamente atualizou seu cadastro na empresa aérea com o novo endereço eletrônico da Igreja: ChurchofJesusChirst.org.1

Uma promessa cumprida

Essas maravilhosas histórias representam o cumprimento de uma promessa feita pelo presidente Russell M. Nelson aos santos dos últimos dias em outubro de 2018 e, novamente, em abril de 2020.

“Prometo-lhes que, se dermos o melhor de nós para restaurarmos o nome correto da Igreja do Senhor, Ele, a quem esta Igreja pertence, derramará Seu poder e Suas bênçãos sobre os santos dos últimos dias de maneiras como jamais vimos”, afirmou o presidente Russell M. Nelson. “Teremos o conhecimento e o poder de Deus para nos ajudar a levar as bênçãos do evangelho restaurado de Jesus Cristo a toda nação, tribo, língua e povo, ajudando a preparar o mundo para a Segunda Vinda do Senhor.”2

Recentemente, por meio das mídias sociais, convidei os membros da Igreja a me relatarem as bênçãos que têm recebido ao usarem o nome correto da Igreja. Fiquei tocado ao receber mais de 2.600 respostas.

Gostaria de compartilhar algumas delas com vocês. Vocês certamente vão se identificar por terem recebido bênçãos semelhantes ao seguirem o conselho do presidente Nelson.

Mais perto de Jesus Cristo

Fiquei emocionado com o testemunho de Jacob de como o nome completo da Igreja o ajudou a se concentrar no Salvador: “Notei que meu foco em Jesus Cristo passou a permear cada aspecto de minha vida”, compartilhou ele comigo. “Quando tomo o sacramento, penso Nele e em Seu sacrifício expiatório. Quando leio as escrituras, presto mais atenção a Suas palavras e outras referências a Ele. Isso me aproximou mais Dele e me ajudou a compreender melhor Seu papel como meu Salvador e Redentor.”

Senti-me abençoado ao saber o que o nome do Salvador representa para Beth e Bryce: “Tenho sentido uma ligação mais íntima com meu Salvador”, contou Beth. “Quando me perguntam que igreja frequento e respondo que sou membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, tenho uma forte sensação de pertencimento. Pertenço a Seu povo. Pertenço à Sua família. Pertenço a Ele.”

Bryce me explicou como o uso do nome correto da Igreja o ajuda: “Assim recordo a quem sirvo e a quem busco ser mais semelhante. O nome correto da Igreja me faz lembrar de que o Salvador é Aquele que nos dá esses ensinamentos e que eles não são dos homens”.

“O nome do Salvador tem poder”

Haley, uma missionária de tempo integral, observou: “Usar o nome correto da Igreja do Senhor traz mais poder e autoridade quando ensinamos Seu evangelho restaurado às pessoas. Quando digo ‘A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias’, o Espírito do Senhor confirma e testifica que esta é a Igreja do Senhor restaurada sobre a Terra hoje. Adoro usar o nome correto porque estou acrescentando meu testemunho vivo a essa verdade!”

E Nicola me relatou: “Antes, se eu dissesse ‘mórmon’, geralmente havia aquele ar de incerteza naqueles que não são de nossa fé. Era quase possível ouvir as muitas memórias de tudo o que eles já tinham ouvido falar sobre ‘os mórmons’. Mas agora há paz e, quase sempre, aceitação. O nome do Salvador tem poder. Ele traz paz. Meu testemunho da veracidade do evangelho cresceu simplesmente por enunciar o nome correto da Igreja. Sinto o Espírito toda vez que o digo. Às vezes, é tudo o que consigo falar sobre nossas crenças, mas é o suficiente”.

Esclarecendo conceitos equivocados

Harold, um professor universitário dos Estados Unidos, disse que o uso do nome completo da Igreja o ajudou a esclarecer conceitos equivocados. Ele contou que um aluno, tentando resumir um debate sobre religião, afirmou: “Acho que todas as religiões são cristãs, exceto os mórmons”.

Ao enxergar um momento perfeito para esclarecer esse mal-entendido, Harold disse: “Expliquei aos alunos que ‘mórmon’ era um apelido dado aos membros da Igreja porque acreditamos que a Bíblia e o Livro de Mórmon são duas antigas testemunhas escriturísticas de Jesus Cristo”.

Mary abriu o coração ao compartilhar como o nome completo da Igreja a abençoou ao ensinar os filhos: “Meus filhos ficam menos confusos agora quando ensino que somos santos da Igreja de Jesus Cristo nestes últimos dias em vez de nos chamarmos de ‘mórmons’. Antes eles perguntavam perplexos: ‘Por que mórmons? Quer dizer que não somos cristãos?’ Sinto que essa mudança os ajudou a falar com colegas da escola que não são membros”.

“Sou missionária de Jesus Cristo”

O presidente Nelson prometeu que, ao usarmos o nome correto da Igreja, teremos “o conhecimento e o poder de Deus” para proclamar o evangelho. Senti-me inspirado com a história de Teresa sobre o que aconteceu quando um amigo do trabalho lhe fez perguntas sobre a Igreja. Seguindo o conselho do presidente Nelson, Teresa começou enunciando o nome completo da Igreja.

“Ele ficou interessado na Igreja”, contou ela. “Ele pesquisou sobre ela por vários meses e, milagrosamente, foi batizado por meu filho, o bispo. Senti-me muito feliz naquele dia, e minha família também. As promessas são verdadeiras.”

Jordan ressaltou que muitas pessoas ainda não conhecem bem o nome da Igreja. “Ao usar o nome completo da Igreja”, disse, “tenho a oportunidade de explicar como a Igreja é centralizada em Jesus Cristo e por que nos chamamos santos dos últimos dias”.

Quando um homem perguntou a Chloe se ela era “missionária mórmon”, ela testificou de modo incisivo: “Não, sou missionária de Jesus Cristo”. Chloe disse que o homem expressou desejo de seguir o Salvador. Então, ela lhe ensinou que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é conduzida pelo Salvador. Depois, deu-lhe mais informações sobre a Igreja Dele.

“Chamareis a Igreja pelo Meu nome”

Ao revelar o nome de Sua Igreja ao profeta Joseph Smith, o Salvador declarou: “Pois assim será a minha igreja chamada nos últimos dias, sim, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias” (Doutrina e Convênios 115:4). Para os nefitas, Ele disse: “Chamareis a igreja pelo meu nome”, pois “como será a minha igreja, se não tiver o meu nome?” (3 Néfi 27:7, 8.)

Testifico com um membro da Igreja chamado Tommie que, quando usamos o nome completo da Igreja, somos abençoados e abençoamos os outros. Tommie disse: “Ao contar às pessoas as bênçãos de ser membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em uma época em que o medo e a discórdia prevalecem, percebo que as ajudo a saber que existe refúgio para a tempestade com os discípulos de Jesus Cristo, que se importam com elas e O seguem”.