2017
O Domingo É para Se Fazer Algo Mais
anterior próximo

O Domingo É para Se Fazer Algo Mais

O autor mora em Lviv, Ucrânia.

Descobrimos que convidar Nikolai a viver os princípios do evangelho era mais eficaz do que somente falar sobre eles.

Sundays Are for Something More

Ilustração: Simone Shin

Há muitos anos, quando trabalhava como vendedor ambulante em uma pequena cidade da Polônia, conheci um homem chamado Nikolai Shaveko. Descobrimos que ambos éramos de Chernigov, na Ucrânia, e logo nos tornamos amigos.

Com o tempo, soube que Nikolai não tinha um lugar para morar, então minha esposa e eu o convidamos para ficar conosco. Nosso apartamento não era muito aquecido ou confortável, mas tínhamos um quarto extra. Ele concordou com gratidão e ficou conosco por um tempo. E começou a ver como vivíamos.

Não Trabalhar aos Domingos?

Como a maioria dos vendedores ambulantes, precisávamos trabalhar muito para ter dinheiro suficiente para viver. Mas, ao contrário da maioria das pessoas, minha esposa e eu não trabalhávamos aos domingos. Um dia, Nikolai perguntou por quê. Por que não trabalhar e ganhar dinheiro por um dia inteiro?

“Os domingos não existem para trabalharmos e ganharmos dinheiro”, respondi. “Eles foram feitos para um propósito diferente.”

“Mas como vocês conseguem pagar a comida e o aluguel se não trabalham sete dias na semana?”, ele perguntou.

Para responder a essa pergunta, nós o convidamos a ir à igreja conosco. Aquela foi a primeira vez que ouviu sobre a Igreja e não a aceitou de imediato. Ele ainda pensava que nós éramos muito esquisitos ao escolher ir às reuniões em vez de ganhar dinheiro. Mas, desse momento em diante, conversávamos com frequência sobre nossas crenças e, pouco a pouco, ele ficou mais interessado.

Experimente e Você Verá

Nikolai nos viu vivendo o que sabíamos ser verdade. Ele viu as bênçãos que recebíamos. Sim, era difícil ganhar dinheiro suficiente para viver, mas nós sabíamos que o certo era fazer do Dia do Senhor um dia sagrado. E o Senhor nos abençoou. Sempre tínhamos dinheiro suficiente para as coisas de que precisávamos. Isso fortaleceu nosso testemunho desse princípio e nos ajudou a ser melhores testemunhas para Nikolai. Tínhamos a convicção de dizer a ele: “Experimente e você verá!”

Uma semana, ele experimentou.

Em vez de ir trabalhar, foi conosco à igreja. Ele não achava que seria possível trabalhar somente seis dias por semana, mas, devido à esperança e às bênçãos que viu em nossa vida, experimentou.

Naquela semana, quando contou seu dinheiro, ficou surpreso. Ganhara mais dinheiro naquela semana do que normalmente ganhava quando trabalhava sete dias na semana!

Experimente o Dízimo Também

A mesma coisa aconteceu quando conversamos sobre o dízimo. No início, Nikolai não conseguiu compreender como podíamos abrir mão de 10% de nossa renda.

“Nunca terei o suficiente para fazer isso!”, insistiu.

Somente dissemos: “Se experimentar, você verá”.

Ele estava incrédulo, mas depois sorriu timidamente. “Então é como não trabalhar aos domingos”, deduziu ele. “Se você pagar o dízimo, terá dinheiro suficiente para você e suas necessidades.”

Foi uma grande revelação para Nikolai. Ele aprendeu por si mesmo que, se seguimos os mandamentos de Deus, Ele nos abençoará e tudo concorrerá para nosso benefício.

Quando Nikolai voltou para seu lar em Chernigov, pediu que os missionários ensinassem a ele e sua família. Pouco tempo depois, ele e a família filiaram-se à Igreja. Mais tarde, Nikolai serviu como presidente de ramo e sua filha serviu missão na Rússia.

Gostávamos muito de conversar com Nikolai sobre a Igreja, mas, no final, convidá-lo a viver os princípios do evangelho foi mais eficaz do que simplesmente falar com ele a respeito. Ele e a família receberam um testemunho e mudaram sua vida porque escolheram viver as verdades do evangelho.