2017
A Limpeza da Igreja e o Ensino do Evangelho
anterior próximo

Vozes da Igreja

A Limpeza da Igreja e o Ensino do Evangelho

Church Cleaning and Gospel Teaching

Ilustração: Allen Garns

Num sábado à tarde, estava pronto para ir à praia com minha família. Eles tinham viajado do Amazonas até La Guaira para passar alguns dias conosco. O sol estava brilhante, a brisa do mar era perfeita e estava feliz em ver minhas irmãs novamente.

Já no caminho, lembrei-me de que estava designado para limpar a capela naquele dia. Agora precisava tomar uma decisão: Deveria cumprir minha responsabilidade ou seguir caminho para a praia com minha família? Decidi conversar com minha mãe e minhas irmãs sobre isso. Elas nunca tinham entrado em uma capela SUD antes e então se ofereceram com entusiasmo para ajudar-me com a limpeza, contanto que pudéssemos ir para a praia ao terminarmos.

Quando entramos na igreja, expliquei o que precisava ser feito e como fazê-lo. O que eu pensava que seria uma limpeza rápida acabou por levar quatro horas, em virtude de elas terem ficado tão interessadas! Mostrei todas as dependências da capela, os quadros e a pia batismal. Uma alegria imensa encheu meu coração. Não podia acreditar que minha família estava ajudando-me com algo que significava tanto para mim. Enquanto estávamos lá, minhas irmãs mais jovens, Thalia e Gineska, aprenderam alguns hinos e fizeram-me perguntas sobre a Igreja.

No domingo minha família foi à igreja pela primeira vez. Foram muito bem recebidas na ala. A classe das Moças prontamente deu as boas-vindas às minhas irmãs. As missionárias se encontraram com elas e marcaram uma lição para o dia seguinte. Fizemos a noite familiar e ensinei-as a orar. Oramos juntos várias vezes. Escutamos também hinos e assistimos a alguns vídeos da Igreja.

Antes de minha família retornar para casa, levei minhas irmãs para verem o templo e seus jardins em Caracas. Prestei meu testemunho das bênçãos do templo e as incentivei a procurarem a Igreja quando voltassem para o Amazonas.

Depois que elas voltaram para casa, entrei em contato com os missionários em sua área. Os missionários e os membros do conselho da ala visitaram minha família e ajudaram no seu processo de conversão. Minhas irmãs oraram muito para que nosso pai lhes desse permissão para serem batizadas.

Com muita gratidão e alegria, viajei para o Amazonas para batizar Thalia e Gineska. O brilho em seus olhos refletia sua esperança e gratidão ao Pai Celestial por guiá-las ao evangelho. Por meio do cumprimento de uma designação de limpeza da capela, minha família ficou mais unida e foi fortalecida. Nunca esquecerei essa experiência e sei que minhas irmãs também não.