Conferência Geral
A bênção da revelação contínua aos profetas e da revelação pessoal para guiar nossa vida
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

A bênção da revelação contínua aos profetas e da revelação pessoal para guiar nossa vida

Continuamos a receber revelação contínua pelos canais que o Senhor estabeleceu.

Hoje falarei sobre a revelação contínua aos profetas e sobre a revelação pessoal contínua para guiar nossa vida.

Às vezes recebemos revelação mesmo quando não sabemos os propósitos do Senhor. Pouco antes de o élder Jeffrey R. Holland ser chamado como apóstolo, em junho de 1994, tive uma bela experiência numa revelação de que ele seria chamado. Eu era representante regional e não via nenhuma razão para receber aquele entendimento. Mas fomos companheiros quando jovens missionários na Inglaterra, no início da década de 1960, e eu tinha um grande amor por ele. Considerei aquela experiência como uma terna misericórdia para mim. Nos anos recentes, tenho ponderado se o Senhor estava me preparando para ser júnior nos Doze de um incrível companheiro missionário que foi meu companheiro júnior quando éramos jovens missionários.1 Às vezes aconselho os jovens missionários a serem bondosos com seus companheiros juniores porque nunca se sabe quando eles poderão se tornar seus companheiros seniores.

Tenho um firme testemunho de que esta Igreja restaurada é guiada por nosso Salvador, Jesus Cristo. Ele sabe a quem chamar como Seus apóstolos e em que ordem os chamar. Ele também sabe como preparar Seu apóstolo sênior para ser o profeta e presidente da Igreja.

Fomos abençoados esta manhã por termos ouvido nosso amado profeta, o presidente Russell M. Nelson, proferir uma profunda proclamação bicentenária ao mundo a respeito da Restauração da plenitude do evangelho de Jesus Cristo.2 Essa importante declaração feita pelo presidente Nelson deixa claro que A Igreja de Jesus Cristo tem sua origem, sua existência e sua direção para o futuro enraizadas no princípio de revelação contínua. A nova proclamação representa a comunicação de um Pai amoroso com Seus filhos.

No passado, o presidente Spencer W. Kimball expressou os sentimentos que tenho hoje. Ele declarou: “De todas as coisas, (…) a que mais deve inspirar nossa gratidão hoje é o fato de os céus estarem verdadeiramente abertos e de a Igreja restaurada de Jesus Cristo estar alicerçada na rocha da revelação. A revelação contínua é certamente a força vital do evangelho do Senhor e Salvador vivo, Jesus Cristo”.3

O profeta Enoque previu os dias em que vivemos. O Senhor mostrou a Enoque a grande iniquidade que prevaleceria e profetizou sobre as “grandes tribulações” que ocorreriam. Contudo, o Senhor prometeu: “Mas meu povo eu preservarei”.4 “E retidão enviarei dos céus; e verdade farei brotar da terra para prestar testemunho do meu Unigênito.”5

O presidente Ezra Taft Benson ensinou com grande poder que o Livro de Mórmon, a pedra angular de nossa religião, surgiu da terra em cumprimento do pronunciamento do Senhor a Enoque. O Pai e o Filho, e anjos e profetas que apareceram ao profeta Joseph Smith foram “enviados pelo céu para restaurar os poderes necessários para o reino”.6

O profeta Joseph Smith recebeu revelação após revelação. Algumas foram mencionadas durante esta conferência. Muitas revelações recebidas pelo profeta Joseph Smith foram preservadas para nós em Doutrina e Convênios. Todas as obras-padrão da Igreja contêm a mente e a vontade do Senhor para nós nesta última dispensação.7

Além dessas grandiosas escrituras fundamentais, somos abençoados pela revelação contínua dada aos profetas vivos. Profetas são “agentes comissionados do Senhor, autorizados a falar por Ele”.8

Algumas revelações são de importância monumental, e outras ampliam nossa compreensão sobre verdades divinas essenciais e fornecem orientação para nossos dias.9

Somos imensamente gratos pela revelação dada ao presidente Spencer W. Kimball, em de junho de 1978, estendendo o sacerdócio e as bênçãos do templo a todos os homens dignos da Igreja.10

Servi com muitos dos Doze que estavam presentes e que participaram quando essa preciosa revelação foi recebida. Cada um deles, falando em particular comigo, confirmou a orientação espiritual poderosa e unificadora que o presidente Kimball e eles vivenciaram. Muitos disseram que ela foi a revelação mais poderosa que receberam antes ou depois daquela época.11

Nós que servimos atualmente no Quórum dos Doze Apóstolos temos sido abençoados em nossos dias quando revelações significativas são recebidas pelos profetas atuais.12 O presidente Russell M. Nelson foi comissionado como agente do Senhor especialmente com respeito a revelações para ajudar famílias a edificar santuários de fé no lar, coligar Israel em ambos os lados do véu e abençoar os membros com investidura em questões referentes a ordenanças sagradas do templo.

Quando mudanças importantes foram anunciadas na Conferência Geral de Outubro de 2018 a fim de abençoar nosso lar, testifico que, “nas deliberações do Conselho da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos no templo, (…) depois que nosso amado profeta suplicou por revelação ao Senhor (…), uma poderosa confirmação foi recebida por todos”.13

Naquela época, outras revelações referentes às ordenanças sagradas do templo haviam sido recebidas, mas não tinham sido anunciadas nem implementadas.14 Essa orientação teve início com uma revelação profética individual ao presidente Russell M. Nelson e uma terna e poderosa confirmação aos que participaram do processo. O presidente Nelson especificamente envolveu as irmãs que presidem as organizações da Sociedade de Socorro, das Moças e da Primária. A orientação final, no templo, para a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos, foi profundamente espiritual e poderosa. Cada um de nós sabia que havíamos recebido a mente, a vontade e a voz do Senhor.15

Declaro solenemente que recebemos e continuamos a receber revelação contínua pelos canais que o Senhor estabeleceu. Testifico que a nova proclamação proferida pelo presidente Nelson nesta manhã é uma revelação que tem o propósito de abençoar todas as pessoas.

Convidamos todos a se banquetearem à mesa do Senhor

Também declaramos nosso desejo sincero de nos reunirmos com aqueles que têm dificuldades com seu testemunho, que são menos ativos ou que tiveram seu nome removido dos registros da Igreja. Desejamos nos banquetear com vocês “com as palavras de Cristo” à mesa do Senhor para aprendermos tudo o que devemos fazer.16 Precisamos de vocês! A Igreja precisa de vocês! O Senhor precisa de vocês! Nossa sincera oração é a de que vocês se unam a nós em adoração ao Salvador do mundo. Sabemos que alguns de vocês talvez tenham sido ofendidos, injustiçados ou tratados de outra maneira não cristã. Sabemos também que alguns tiveram desafios à sua fé que talvez não tenham sido reconhecidos, compreendidos ou resolvidos por completo.

Alguns de nossos membros mais vigorosos e fiéis já foram, por algum período, desafiados em sua fé. Amo o relato verdadeiro de W. W. Phelps, que havia abandonado a Igreja e testificado contra o profeta Joseph Smith em um tribunal no Missouri. Depois de se arrepender, ele escreveu a Joseph: “Conheço minha situação, vocês a conhecem e Deus a conhece, e quero ser salvo se meus amigos me ajudarem”.17 Joseph de fato o perdoou, colocando-o de volta ao trabalho, e amorosamente escreveu: “Amigos no princípio são amigos de novo no final”.18

Irmãos e irmãs, a despeito de sua situação, saibam que a Igreja e seus membros os receberão de volta.

Revelação pessoal para guiar nossa vida

A revelação pessoal está à disposição de todos os que humildemente buscam a orientação do Senhor. Ela é tão importante quanto a revelação profética. A revelação pessoal e espiritual que vem do Espírito Santo tem levado milhões de pessoas a receber o testemunho necessário para serem batizadas e confirmadas como membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

A revelação pessoal é a profunda bênção recebida após o batismo, quando somos “santificados, recebendo o Espírito Santo”.19 Lembro-me de uma revelação espiritual especial que recebi quando tinha 15 anos de idade. Meu querido irmão buscava a orientação do Senhor sobre como responder a nosso amado pai, que não queria que meu irmão servisse missão. Orei com sincera intenção também e recebi uma revelação pessoal sobre a veracidade do evangelho.

O papel do Espírito Santo

A revelação pessoal se baseia em verdades espirituais recebidas do Espírito Santo.20 O Espírito Santo é o revelador e testificador de toda a verdade, especialmente sobre o Salvador. Sem o Espírito Santo, não poderíamos saber de fato que Jesus é o Cristo. Sua função principal é prestar testemunho do Pai e do Filho, e de Seus títulos e Sua glória.

O Espírito Santo pode influenciar cada um de uma maneira poderosa.21 Essa influência não será constante a menos que a pessoa seja batizada e receba o dom do Espírito Santo. O Espírito Santo também serve como agente purificador no processo de arrependimento e perdão.

O Espírito Se comunica de maneiras maravilhosas. O Senhor usou esta bela descrição:

“Eu te falarei em tua mente e em teu coração, pelo Espírito Santo que virá sobre ti e que habitará em teu coração.

Ora, eis que este é o espírito de revelação”.22

Embora Seu impacto seja incrivelmente poderoso, Ele geralmente vem como uma voz mansa e suave.23 As escrituras contêm vários exemplos de como o Espírito influencia nossa mente, trazendo inclusive paz à nossa mente,24 ocupando nossa mente,25 esclarecendo nossa mente26 e até mesmo enviando uma voz à nossa mente.27

Alguns princípios que nos preparam para receber revelação incluem:

  • Orar para receber orientação espiritual. Reverente e humildemente precisamos buscar e pedir28 e ser pacientes e submissos.29

  • Preparar-nos para obter inspiração. Isso requer que estejamos em harmonia com os ensinamentos do Senhor e em conformidade com Seus mandamentos.

  • Tomar o sacramento dignamente. Ao fazermos isso, testificamos a Deus e fazemos um convênio com Ele de que tomamos sobre nós o nome de Seu Santo Filho, que nos lembramos Dele e guardamos Seus mandamentos.

Esses princípios vão nos preparar para receber, reconhecer e seguir os sussurros e a orientação do Espírito Santo. Isso inclui “coisas pacíficas (…) que [trazem] alegria [e] vida eterna”.30

Nossa preparação espiritual é fortemente ampliada quando regularmente estudamos as escrituras e as verdades do evangelho e ponderamos a orientação que recebemos. Mas se lembrem de ser pacientes e confiar no tempo do Senhor. A orientação é dada por um Senhor onisciente quando Ele “decide nos ensinar”.31

Revelação em nossos chamados e nossas designações

O Espírito Santo também vai conceder revelação referente a nossos chamados e nossas designações. Por experiência própria, recebemos orientação espiritual significativa mais frequentemente quando estamos tentando abençoar outras pessoas no cumprimento de nossas responsabilidades.

Lembro-me de quando era um jovem bispo e recebi um telefonema desesperado de um marido e sua esposa, pouco tempo antes de eu pegar um avião para ir a uma designação de trabalho. Implorei ao Senhor antes de eles chegarem para que eu soubesse como abençoá-los. Foi-me revelada a natureza do problema e a resposta que eu deveria dar. Essa revelação orientadora permitiu que eu cumprisse as responsabilidades sagradas de meu chamado como bispo apesar de meu limitadíssimo tempo. Os bispos em todo o mundo também compartilham comigo esse mesmo tipo de experiência. Como presidente de estaca, além de receber revelações importantes, recebi correção pessoal que era necessária para eu realizar os propósitos do Senhor.

Asseguro-lhes que cada um de nós pode receber orientação por meio de revelação ao trabalharmos humildemente na vinha do Senhor. A maioria das orientações vem do Espírito Santo. Às vezes, e para alguns propósitos, ela vem diretamente do Senhor. Testifico pessoalmente que isso é verdade. Orientação para a Igreja como um todo vem ao presidente e profeta da Igreja.

Nós, apóstolos da atualidade, temos o privilégio de trabalhar e viajar com nosso profeta atual, presidente Nelson. Parafraseio o que Wilford Woodruff disse sobre o profeta Joseph Smith; e que é igualmente verdadeiro sobre o presidente Nelson. Tenho visto “nele as obras do Espírito de Deus, as revelações que Jesus Cristo lhe deu e o cumprimento dessas revelações”.32

Minha humilde súplica hoje é que cada um de nós busque revelação contínua para guiar nossa vida e que sigamos o Espírito ao adorarmos a Deus, o Pai, no nome de nosso Salvador, Jesus Cristo, de quem presto testemunho em nome de Jesus Cristo. Amém.