8: Como posso usar o tempo com sabedoria?
    Notas de rodapé
    Tema

    “8: Como posso usar o tempo com sabedoria?”, Pregar Meu Evangelho: Guia para o Serviço Missionário, 2018

    “8 Usar o tempo com sabedoria”, Pregar Meu Evangelho

    8

    Como posso usar o tempo com sabedoria?

    Go Ye Therefore, and Teach All Nations

    Pense nisto

    • Como as metas me ajudam a ser um missionário mais eficaz?

    • Qual deve ser o enfoque de minhas metas?

    • Quais são meus recursos e minhas ferramentas de planejamento, e como devo usá-los?

    • Por que o livro de área é importante?

    • Como devo realizar as sessões de planejamento diário e semanal?

    • Como saberei se minhas metas e meus planos estão ajudando a levar adiante o trabalho do Senhor?

    Você foi designado para fazer o trabalho do Senhor em uma área específica. Ele quer que você cuide dessa área com amor e muito cuidado. Seu propósito é ajudar as pessoas a se achegarem a Ele por meio da fé, do arrependimento, do batismo e da confirmação e da perseverança até o fim.

    Faça tudo o que puder para deixar sua área mais forte do que a encontrou. Metas significativas e um planejamento cuidadoso vão ajudá-lo a cumprir o que o Senhor requer de você. À medida que cuidar das pessoas em sua área designada, você prestará contas ao Senhor e a seus líderes da missão.

    A carta de seu chamado missionário afirma: “Ao dedicar seu tempo e sua atenção ao serviço do Senhor, deixando para trás todos os outros assuntos pessoais, o Senhor o abençoará com conhecimento crescente e um testemunho da Restauração e das verdades do evangelho de Jesus Cristo”. Este capítulo vai ajudá-lo a saber como o estabelecimento de metas, o planejamento e a prestação de contas podem ajudar muitas pessoas a aceitar o evangelho restaurado.

    Atividade: Estudo pessoal ou com o companheiro

    Leia Jacó 5:11–13, 61–64, 74–75 e responda às perguntas a seguir:

    • Como o Senhor Se sente em relação a Seus filhos?

    • Que tipo de esforço o Senhor exige de Seus servos?

    Indicadores-chave para a conversão

    Talvez você já tenha se perguntado qual de suas muitas responsabilidades é a mais importante. Para tirar essa dúvida, você precisa entender seu propósito e saber como o uso eficaz do tempo pode ajudá-lo a cumpri-lo.

    Seu propósito é convidar as pessoas a achegarem-se a Cristo, ajudando-as a receber o evangelho restaurado por meio da fé em Jesus Cristo e em Sua Expiação, do arrependimento, do batismo, do recebimento do dom do Espírito Santo e da perseverança até o fim. Alguns indicadores-chave foram identificados pelos líderes da Igreja para ajudá-lo a se concentrar nesse propósito. Ao se concentrar nesses indicadores, você ajudará as pessoas a progredir para o batismo, para a confirmação, para a atividade contínua na Igreja e para uma conversão duradoura.

    Indicadores-chave que devem ser registrados e relatados

    • Pessoas batizadas e confirmadas

    • Pessoas com data de batismo marcada

    • Pessoas que assistiram à reunião sacramental

    • Novas pessoas sendo ensinadas

    Esses indicadores identificam ações e fatores que mostram o progresso das pessoas rumo à conversão duradoura. Uma breve descrição de cada indicador-chave é dada a seguir:

    Pessoas batizadas e confirmadas: Todo converso que recebeu as ordenanças do batismo e da confirmação.

    Pessoas com data de batismo marcada: Toda pessoa que concordou em ser batizada e confirmada em uma data específica.

    Pessoas que assistiram à reunião sacramental: Toda pessoa (não batizada) a quem você está ensinando e que assistiu à reunião sacramental.

    Novas pessoas sendo ensinadas: O número total de pessoas (não batizadas) a quem foi ensinada uma lição e que aceitaram marcar uma data específica para uma nova visita. Uma lição geralmente inclui uma oração (quando apropriado), o ensino de pelo menos um princípio ou tópico do evangelho e os convites relacionados.

    Ao estabelecer metas e fazer planos, avalie o quanto seus esforços poderão aumentar o número de pessoas representadas em cada um desses indicadores-chave. Sua meta deve ser aumentar os números de cada indicador-chave.

    Você fará muitas coisas que não estão descritas nos indicadores-chave, como contatos na rua, estudo pessoal e estudo com o companheiro. Essas são atividades importantes que contribuem para um ou mais indicadores-chave. Por exemplo, quando você ensina pessoas que encontrou por meio de seus próprios esforços, elas serão acrescentadas à sua lista de ensino. A qualidade de seu estudo pessoal e com o companheiro também aumentará sua capacidade de ensinar pelo Espírito, o que abençoará as pessoas a quem vocês ensinam. O vigor com que você procura pessoas e as ensina vai influenciar cada um dos indicadores-chave. Avalie tudo o que você faz e observe se o número de pessoas nessas categorias está aumentando. Se você e seu companheiro não conseguirem ver como determinada atividade vai ajudar a aumentar o número de pessoas em um ou mais indicadores-chave, perguntem a si mesmos se vale a pena realizá-la.

    Atividade: Estudo com o companheiro

    Em seu diário de estudo, faça uma lista de todas as atividades que vocês realizaram nos últimos três dias. Para cada atividade, observe se um dos indicadores-chave foi afetado. Caso positivo, escreva sim ao lado dela. Caso negativo, escreva não. Em cada atividade com um sim, descreva de que maneira os indicadores-chave foram afetados. Em cada atividade com um não, verifique o motivo de ela ter sido realizada e se vale a pena continuar a realizá-la no futuro. Converse sobre a lista com seu companheiro e explique por que assinalou sim em determinadas atividades e não em outras. Decidam quais atividades talvez vocês devam abandonar.

    Livro de área e ferramentas de planejamento e relatório

    Falando sobre os que foram recebidos na Igreja pelo batismo e pela confirmação em sua época, Morôni ensinou que “seus nomes eram registrados, para que fossem lembrados e nutridos pela boa palavra de Deus, a fim de mantê-los no caminho certo” (Morôni 6:4).

    Você dispõe de ferramentas para ajudá-lo a registrar informações importantes a respeito das pessoas a quem está ensinando. Essas ferramentas também permitem que você compartilhe as devidas informações com aqueles que precisam delas, conforme ilustrado a seguir. Antes de anotar ou compartilhar informações em ferramentas de planejamento, e-mails, mídias sociais, anotações ou outros meios de comunicação, pergunte a si mesmo:

    • Como me sentiria se alguém passasse esse tipo de informação a meu respeito para outras pessoas?

    • Ao registrar ou compartilhar essa informação, estou seguindo as normas da Igreja e as leis locais de privacidade de dados?

    Ao preencher formulários e registros, siga as normas locais relativas à privacidade e à retenção de dados da Igreja.

    Study Chart-no text

    Essas ferramentas e todas as informações necessárias para realizar seu trabalho estão no livro de área e na Agenda de Planejamento Diário do Missionário. Em algumas missões, o livro de área e a agenda de planejamento são materiais impressos; em outras, estão disponíveis em ferramentas digitais. A despeito do modelo que você usa, os princípios para estabelecer metas, fazer planos, relatar informações e prestar contas são os mesmos.

    Livro de área

    O livro de área impresso está organizado da seguinte maneira:

    • Mapa da área de ensino

      • O mapa da área de ensino demarca os limites de cada área de ensino.

    • Relatórios de progresso

      • O formulário Relatório de Progresso é usado para reportar os indicadores-chave e para coordenar seu trabalho com os líderes da ala e da estaca, tanto nas reuniões de coordenação missionária quanto nos conselhos da ala.

    • Pessoas com data de batismo e confirmação

      • O formulário Registro de Ensino é usado para que você anote informações detalhadas sobre o progresso das pessoas a quem está ensinando.

    • Pessoas sendo ensinadas

      • Formulário Registro de Ensino

    • Pessoas interessadas

      • O formulário Pessoas Interessadas permite que você mantenha um registro das pessoas que você contatou e das pessoas que deram referências.

      • Referências da mídia e outras referências são pessoas que procuraram os missionários depois de terem acesso a publicações ou outros materiais da Igreja na mídia, ou foram indicadas por membros.

    • Pessoas ensinadas previamente

      • Formulário Registro de Ensino

    • Recém-conversos e membros que estão retornando à Igreja

      • Formulário Registro de Ensino

      • O formulário Progresso de Membros Novos e de Membros Que Voltam à Atividade” na Igreja serve para registrar o progresso dos novos membros e dos membros que estão retornando à atividade na Igreja.

    • Informações sobre a ala e a missão

      • Lista de membros da ala

      • Lista de chamados da ala

      • Programação das reuniões da ala e das reuniões dos missionários

      • Lista de famílias incompletas na Igreja

      • Lista de missionários de seu distrito ou de sua zona

    • Liderança

      • O Relatório Semanal e Mensal de Indicadores-Chave é o meio pelo qual cada dupla missionária enviará as informações solicitadas semanalmente, usando ferramentas digitais ou por meio do Portal Missionário.

      • O formulário Relatório Semanal do Missionário permite que você faça um breve relato do progresso das pessoas a quem está ensinando e de outros assuntos pessoais sobre os quais deseje falar com o presidente da missão. Ele é a única pessoa que vai ler essa carta, portanto se sinta à vontade para ser franco em seus comentários.

    • Informações sobre a área

      • Informações úteis sobre a moradia

      • Transporte público

      • Barbearia ou cabeleireiro

      • Lavanderia

      • Locais para se fazer compras

      • Locais a serem evitados

      • Contatos

    Livro de área (impresso ou digital)

    Toda área de ensino tem um livro de área (impresso ou em uma ferramenta digital), no qual seu trabalho diário fica registrado. Atualize diariamente as informações importantes e consulte o livro de área durante sua sessão de planejamento semanal. Mantenha-o em ordem, atualizado e correto para que todo missionário que futuramente for designado a trabalhar na área possa dar continuidade ao trabalho inspirado que você realizou. Quando for solicitado, leve o livro de área para entrevistas, conferências de zona e conselhos de liderança da missão a fim de que os líderes da missão possam examiná-lo e ajudá-lo a saber como usá-lo de modo mais eficaz.

    Agenda de Planejamento Diário do Missionário

    A Agenda de Planejamento Diário do Missionário inclui os seguintes recursos:

    • Cinco semanas de agendas diárias, com a sexta semana em uma página para consulta rápida.

    • Páginas para as metas semanais e mensais.

    • Um resumo das diretrizes de planejamento; uma lista de ações que levam ao batismo, à confirmação e à atividade na Igreja; planos das lições missionárias; ideias para encontrar pessoas para ensinar e perguntas para a entrevista batismal.

    • Uma seção para informações sobre contatos, endereços, e-mails e telefones de membros e de pessoas que estão sendo ensinadas. Siga as normas de privacidade e retenção de dados da Igreja em sua missão.

    • Uma página para os resultados semanais e mensais dos indicadores-chave a fim de acompanhar seus resultados. Cada dupla deve acessar e digitar essas informações no Portal do Missionário ou por meio das ferramentas digitais.

    Durante a sessão de planejamento semanal, você vai escrever suas metas semanais e mensais na página “Metas e planos semanais e mensais” da Agenda de Planejamento Diário do Missionário. Use essa página da agenda para:

    • Escrever suas metas semanais para cada indicador-chave e uma meta mensal de pessoas batizadas e confirmadas.

    • Registrar os resultados reais da semana. Os resultados de novas pessoas que estão sendo ensinadas a cada dia se encontram na agenda diária. O total de cada semana é transferido para a página Metas e planos semanais e mensais.

    • Estabelecer e registrar metas para o que espera que aconteça com as pessoas com maior possibilidade de continuar progredindo em direção ao batismo e à confirmação (ir à igreja, ler o Livro de Mórmon, marcar a data do batismo, etc.).

    • Escrever outras metas pessoais ou da dupla.

    Todos os dias, você vai usar a agenda diária para planejar e trabalhar. Use essa página para:

    • Anotar os compromissos de ensino, as reuniões e as atividades para encontrar pessoas para ensinar. Planeje atividades significativas para cada hora do dia, inclusive planos alternativos.

    • Fazer uma lista das tarefas que você precisa cumprir (telefonemas, pessoas a serem contatadas, preparação para as lições, acompanhamento de compromissos, etc.) e o que você vai estudar a fim de se preparar para as designações de ensino.

    • Registrar as metas diárias e os resultados reais para cada nova pessoa que está sendo ensinada.

    Como estabelecer metas

    As metas expressam o desejo de nosso coração e nossa visão do que podemos realizar. É por meio de metas e planos que nossas esperanças são transformadas em ação. O estabelecimento de metas e o planejamento são atos de fé. Em espírito de oração, estabeleça metas que estejam em harmonia com o mandamento do Salvador: “Ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mateus 28:19).

    Estabeleça metas para cada indicador-chave. Você também pode estabelecer metas para seu desenvolvimento pessoal. Faça tudo que estiver a seu alcance para atingir suas metas, respeitando, porém, o arbítrio das pessoas. A medida final de seu sucesso não é apenas alcançar a meta, mas o serviço que você presta e o progresso que as pessoas alcançam. As metas são um meio de ajudá-lo a realizar muito bem entre os filhos do Pai Celestial. Elas não devem ser usadas visando ao reconhecimento pessoal.

    Metas cuidadosamente ponderadas vão ajudá-lo a ter uma direção clara e resultarão em dias repletos de atividades que fortalecerão a fé das pessoas no Salvador, ajudando-as a progredir em direção ao batismo, à confirmação e à plena atividade na Igreja. Metas desafiadoras ajudarão você a trabalhar de maneira eficaz e resultarão em seu crescimento e progresso. Siga as diretrizes a seguir ao estabelecer metas:

    • Siga o Espírito.

    • Concentre-se nas pessoas, tendo em mente os indicadores-chave de conversão.

    • Embora você use números, seja capaz de relacionar os números com o nome das pessoas sempre que possível.

    • Seja específico e realista, mas estabeleça metas que façam você se esforçar ao máximo.

    • Estabeleça metas diárias, semanais e mensais. As metas para os indicadores-chave são reportadas no Portal do Missionário ou por meio das ferramentas digitais.

    • Estabeleça metas para o estudo pessoal e com o companheiro, inclusive o estudo do idioma se estiver aprendendo outra língua.

    • Avalie seu progresso todos os dias, todas as semanas e todos os meses. Quando deixar de cumprir uma meta, avalie seu esforço e procure meios de cumpri-la. Se necessário, adapte suas expectativas.

    Às vezes, o presidente da missão pode estabelecer padrões de excelência ou metas para a missão destinados a elevar sua visão e aumentar sua fé. As metas da missão, da zona e do distrito vão ajudá-lo a se esforçar ao máximo, trabalhar eficazmente e atingir níveis mais elevados de desempenho. Elas não devem ser usadas como cotas, que impõem metas específicas para você e seu companheiro.

    Atividade: Estudo com o companheiro

    Estabeleçam metas semanais para cada indicador-chave e uma meta mensal de pessoas batizadas e confirmadas. Para cada meta, perguntem a si mesmos:

    • Há nomes associados aos números?

    • A meta é específica?

    • A meta é realista?

    • A meta fará com que nos esforcemos ao máximo?

    • Estamos comprometidos a cumprir essa meta?

    Conversem sobre cada meta. Se necessário, decidam como podem modificá-la e qual o motivo para o fazerem.

    Sessão de planejamento semanal

    Depois de estabelecer suas metas, pense no que precisará fazer para alcançá-las. Você e seu companheiro devem realizar uma sessão de planejamento semanal em um dia e horário que seja menos produtivo para ensinar o evangelho. O presidente da missão estabelecerá o dia e o horário da sessão de planejamento semanal. A sessão de planejamento semanal não pode levar mais de duas ou três horas para ser realizada.

    O enfoque deve ser as necessidades das pessoas e as maneiras de ajudá-las a progredir. Durante a sessão de planejamento semanal, examinem metas anteriores e estabeleçam novas metas para a semana e o mês seguintes. Levem em consideração cada aspecto do trabalho missionário.

    A noite de domingo é o horário recomendado para se preencher o Relatório Semanal e Mensal de Indicadores-Chave. Se você não informa os indicadores-chave automaticamente por meio do Portal do Missionário, o relatório de domingo à noite é o que vai mostrar a situação mais apurada e atualizada da missão, porque a maioria dos batismos e das confirmações ocorre no sábado ou no domingo.

    Como o dia em que você realiza sua sessão de planejamento semanal provavelmente é diferente do dia em que apresenta o relatório, realize o planejamento semanal para um período de dez dias. Por exemplo, se a sessão de planejamento semanal for na quinta-feira, você deve analisar o progresso de suas metas até aquela semana e planejar o que precisa fazer para atingir essas metas até o domingo. Depois disso, estabeleça metas e faça planos para a semana seguinte, de segunda-feira a domingo. Na noite do domingo, você deve calcular os totais e relatar os resultados da semana anterior, já tendo seu planejamento preparado para a semana seguinte. Veja a seguir uma descrição de como as diretrizes de planejamento se aplicam a uma sessão de planejamento semanal. Ao usá-las, observe que você vai seguir um padrão no qual primeiro estabelece as metas e, em seguida, faz planos para alcançá-las. Seus planos devem detalhar as ações específicas para alcançar suas metas.

    Missionaries
    1. Orar e buscar inspiração. Antes de iniciar, tenham à mão as ferramentas de planejamento, tais como a Agenda de Planejamento Diário do Missionário e o livro de área ou as ferramentas digitais. Comecem a sessão de planejamento com uma oração. Busquem inspiração ao conversar sobre as necessidades das pessoas e planejar como servi-las e ajudá-las a progredir no evangelho. Orem especificamente pelas pessoas a quem vocês estão ensinando. Exerçam sua fé ao pedir ao Pai Celestial que as abençoe para que recebam respostas a suas orações e tenham desejo de ir à igreja, etc.

    2. Estabelecer metas e fazer planos para as pessoas que serão batizadas e confirmadas na próxima semana. Analisem o Registro de Ensino de cada pessoa que se comprometeu a ser batizada ou confirmada na semana seguinte. Conversem sobre as providências que precisam ser tomadas para as entrevistas batismais, a reunião batismal e a confirmação. Utilizando o Registro de Ensino, verifiquem todos os compromissos que essas pessoas estão tendo dificuldades para cumprir e conversem sobre como ajudá-las. Planejem fazer um contato diário com elas. Conversem sobre como vocês podem ajudar o líder da missão da ala a coordenar com o bispo a confirmação das pessoas na reunião sacramental.

    3. Estabelecer metas e fazer planos para as pessoas com data de batismo marcada. Analisem o Registro de Ensino de cada pessoa que será batizada nas semanas seguintes. Conversem sobre as lições que precisam ser ensinadas para elas. Pensem a respeito de como podem ajudá-las a se prepararem para o batismo e para a confirmação. Troquem ideias sobre os motivos de uma pessoa não ter sido batizada na data marcada. Ponderem e conversem atentamente sobre as necessidades delas. Estabeleçam novas metas e façam planos para ajudá-las a marcar a data e o horário específicos em que farão o convênio do batismo e receberão a ordenança da confirmação. No Registro de Ensino, anotem os princípios que vocês planejam ensinar e os compromissos que as ajudarão a cumprir. Definam o que podem fazer para ajudá-las a receber essas lições e cumprir esses compromissos.

    4. Estabelecer metas e fazer planos para ajudar as pessoas a assistir à reunião sacramental. Analisem o Registro de Ensino de cada pessoa e conversem sobre a frequência delas à reunião sacramental. Conversem sobre o que vocês precisam fazer a fim de ajudar as pessoas que estão frequentando a reunião sacramental regularmente para que continuem a ter uma experiência espiritualmente edificante. Em relação às pessoas que nunca assistiram a uma reunião sacramental, ou foram uma única vez, ou que comparecem ocasionalmente, troquem ideias sobre o que pode estar impedindo-as de ir à igreja. Por exemplo, pode ser que precisem de ajuda com o transporte, podem estar com receio, ou desconhecem o que acontece nas reuniões da Igreja, ou podem ter tido uma experiência negativa no passado. Conversem sobre o que vocês podem fazer para ajudá-las a vencer essas barreiras. Estabeleçam metas para o número de pessoas que vocês planejam trazer para a próxima reunião sacramental. Decidam quem vai trazer essas pessoas para a igreja, quem vai recepcioná-las e quem se sentará com elas durante as reuniões. Planejem entrar em contato com os líderes do quórum e das auxiliares, assim como todos os professores responsáveis pelas aulas às quais as pessoas vão assistir. Planejem informar o bispo. No Relatório de Progresso, façam uma lista das coisas que o conselho da ala pode fazer para ajudar. Façam planos sobre o que precisam fazer todos os dias da semana a fim de preparar essas pessoas para ir às reuniões.

    5. Estabelecer metas e fazer planos para as lições que serão ensinadas às pessoas que estão progredindo. Analisem o Registro de Ensino de cada pessoa que foi ensinada com um membro presente. Conversem sobre como vocês acham que elas estão recebendo a mensagem. Analisem no Registro de Ensino as ações e os compromissos que elas estão se esforçando para cumprir ou concluir. Pensem em maneiras de ajudar os membros e o conselho da ala a continuarem envolvidos com o progresso dessas pessoas. Estabeleçam metas para as lições que vocês vão ensinar; os compromissos que vão ajudá-las a cumprir, especialmente a frequência à igreja, o estudo do Livro de Mórmon, a oração e as importantes experiências que vocês vão ajudá-las a ter nas próximas semanas.

      Analisem o Registro de Ensino de cada pessoa que foi ensinada sem um membro presente. Pode ser alguém que vocês encontraram por meio de seu próprio trabalho. Decidam qual líder do sacerdócio ou das auxiliares poderia ser convidado para fazer amizade com elas. Analisem as lições que vão ensinar e os compromissos que vão ajudá-las a cumprir. Estabeleçam metas sobre as lições que vão ensinar, sobre como vão envolver os membros e sobre como vão ajudar as pessoas a assistir à reunião sacramental. Escrevam essas metas no Registro de Ensino e elaborem os planos necessários.

    6. Estabelecer metas e fazer planos para as lições que serão ensinadas a outras pessoas. Analisem o Registro de Ensino de cada pessoa que não está progredindo. Conversem sobre os motivos de elas não estarem cumprindo os compromissos. Troquem ideias sobre como vão envolver os líderes do sacerdócio e das auxiliares para que façam amizade com essas pessoas. Debatam muitos dos mesmos itens sugeridos no passo 5. Estabeleçam metas e façam planos para ajudá-las a progredir. Escrevam essas metas no Registro de Ensino.

    7. Estabelecer metas e fazer planos para contatar e ensinar referências recebidas de membros, de missionários, da sede da Igreja e de outras fontes. Examinem o formulário Pessoas Interessadas. Analisem todas as referências que receberam. Analisem as referências que ainda não contataram. Estabeleçam metas e façam planos para contatar o maior número possível de referências durante a semana — de preferência todas elas. As referências devem ser contatadas no prazo de 24 horas se possível. Façam contato com as pessoas que enviaram as referências para saber mais e para planejar como podem trabalhar juntos. Conversem sobre como vocês podem abordar cada pessoa ou família e qual mensagem devem ensinar. Se a referência foi enviada pela sede da Igreja, conversem sobre como podem ensinar a mensagem do evangelho usando o vídeo, o livro ou outro material que as pessoas tenham solicitado. Certifiquem-se de ter em mãos o item solicitado. Se for adequado, entrem em contato com a referência por telefone ou mensagem de texto e marquem um horário para a visita. Decidam como farão o acompanhamento.

    8. Estabelecer metas e fazer planos para conseguir mais referências dos membros e das pessoas a quem vocês estão ensinando. Em espírito de oração, identifiquem as pessoas que vocês podem visitar. Planejem maneiras de ajudá-las a convidar os amigos e familiares a aprender sobre o evangelho restaurado. Debatam sobre como vão convidá-las a participar do trabalho missionário. Marquem visitas e façam os planos necessários.

    9. Estabelecer metas e fazer planos para as lições que serão ensinadas aos recém-conversos e aos membros que estão retornando à Igreja. Analisem o Registro de Ensino de cada recém-converso e de cada membro retornando à Igreja que vocês estejam ensinando. Estabeleçam metas e planejem as lições que vocês vão ensinar. Decidam como ajudar essas pessoas a assistir à reunião sacramental e a cumprir outros compromissos.

    10. Estabelecer metas e fazer planos para encontrar novas pessoas para ensinar. Verifiquem o trabalho realizado na semana anterior a fim de encontrar novas pessoas para ensinar por meio de referências, de oportunidades de serviço e de atividades de contato pessoal. Conversem sobre por que algumas pessoas se mostraram interessadas em aprender e outras não. Estabeleçam metas para o número de novas pessoas que vão encontrar esta semana.

      Identifiquem pessoas que provavelmente terão o desejo de aprender mais. Identifiquem também os membros e as famílias incompletas que vocês desejam visitar, assim como as referências e as oportunidades de serviço que vão buscar. Decidam qual ferramenta de contato vão usar — cartões da amizade, DVDs ou escrituras. Decidam também sobre os lugares onde vão contatar pessoas, quantas pessoas vão contatar todos os dias, a quem vão pedir referências, quais pessoas que já foram ensinadas vocês vão visitar, de que maneiras o conselho da ala pode ajudar, etc.

      Preencham todo o tempo restante com atividades para encontrar novas pessoas que possam ajudá-los a atingir suas metas. Estabeleçam metas e planos para conversar com o maior número possível de pessoas que o Senhor colocar em seu caminho. Sempre se esforcem para encontrar pessoas para ensinar.

    11. Planejar como trabalhar com o conselho da ala. O bispo é a autoridade presidente. Respeitem e honrem a autoridade dele. Sob a direção do bispo, analisem o Relatório de Progresso usado na última reunião de correlação missionária ou no conselho da ala. Conversem sobre as designações que receberam do bispo ou do líder da missão da ala e façam um relatório informando se vocês as concluíram. Pensem em maneiras de envolver outras pessoas que possam ajudar, como o líder da missão da ala, os líderes do sacerdócio e das auxiliares, e outros membros. Preparem cuidadosamente um Relatório de Progresso para a próxima reunião de conselho da ala ou para a reunião de correlação missionária. Certifiquem-se de que o relatório esteja correto, bem escrito e passado a limpo. Estabeleçam metas e façam planos para trabalhar em harmonia com os líderes da ala. Quando possível, façam cópias do Relatório de Progresso para os líderes da ala que estarão presentes na reunião. Se sua missão usa ferramentas digitais, a cópia eletrônica do Relatório de Progresso é disponibilizada automaticamente para os líderes da ala.

    12. Agendar as reuniões que ocorrem regularmente. Em sua Agenda de Planejamento Diário do Missionário ou nas ferramentas digitais, agendem as reuniões que são realizadas regularmente, como reuniões de distrito, conferências de zona, conselho de liderança da missão, entrevistas e reuniões da Igreja. Conversem sobre as designações que vocês precisam cumprir antes dessas reuniões e as acrescentem à sua lista de tarefas.

    13. Realizar um inventário de companheirismo. No final da sessão de planejamento semanal, compartilhe metas adequadas com seu companheiro e peça ajuda para alcançá-las. Conversem sobre a solidez de seu relacionamento. Esclareçam quaisquer dificuldades que possam estar impedindo vocês de trabalharem unidos ou de serem obedientes. Resolvam os conflitos. Fale para seu companheiro quais são os pontos fortes dele em sua opinião. Peça-lhe sugestões sobre como você pode melhorar. Se necessário, estabeleçam metas para melhorar seu relacionamento. Concluam com uma oração.

    Sessão de planejamento diário

    Realize todas as manhãs uma sessão de planejamento com o companheiro. Aplique na sessão de planejamento diário os mesmos princípios e diretrizes usados na sessão semanal, mas de maneira mais simples. Em espírito de oração, conversem sobre as lições e os tópicos que vocês precisam estudar durante o horário de estudo pessoal e com o companheiro, os quais vão ajudá-los com seu plano. Anotem esses tópicos no espaço reservado, na página Metas e planos diários. Verifiquem a agenda diária. Tenham uma atividade significativa planejada para cada hora do dia. Durante a sessão de planejamento na noite de domingo, avaliem o progresso das pessoas a quem vocês estão ensinando a fim de fazer um relato ao presidente da missão e finalizem suas metas da próxima semana.

    Sempre orem antes de sair de casa. Durante o dia, verifiquem suas metas, seus planos e sua rotina e façam ajustes conforme necessário. Vocês podem dizer quão eficazes são seus planos diários quando não precisarem se perguntar: “O que fazemos agora?”

    Prestar contas

    O princípio da prestação de contas é fundamental no plano eterno de Deus. Todos nos apresentaremos perante o Senhor no Juízo Final e prestaremos contas do que fizemos com as oportunidades que Ele nos deu (ver Alma 5:15–19; Doutrina e Convênios 137:9). Em sua missão, há muitas coisas que você pode aprender sobre prestar contas que vão beneficiá-lo por toda a vida. O princípio da prestação de contas vai abençoá-lo se você:

    • Estabelecer metas e planejar sabendo que terá de prestar contas de seu trabalho aos líderes da missão e ao Senhor por meio da oração.

    • Sentir-se pessoalmente responsável pela sagrada confiança que o Senhor depositou em você.

    • Estabelecer metas significativas.

    • Decidir ser proativo ao prestar contas de seu trabalho ao Senhor e aos líderes da missão. Não espere até que lhe peçam algo. Não exija que outros façam um acompanhamento frequente de seu trabalho. Tenha o desejo de prestar contas de seu trabalho.

    • Aceitar plena responsabilidade por seus esforços. Nunca culpe outras pessoas por situações difíceis ou por sua falta de progresso.

    • Procurar aprender com os líderes e pedir a eles que sugiram maneiras de como você pode melhorar.

    • Estiver motivado a fazer o melhor trabalho possível.

    A prestação de contas não acontece somente no final de sua missão. É um princípio que influencia a maneira como você age, pensa e se sente a respeito da responsabilidade que lhe foi confiada, a maneira como encara seu trabalho e como persevera. A atitude que você tem em relação às suas experiências na missão é um reflexo de seu amor pelo Pai Celestial e por Seu Filho, e de seu respeito pelo sacerdócio.

    Ao orar individualmente e com seu companheiro, busque inspiração sobre o que você deve fazer a cada dia. Ao seguir seus planos, ore e peça a orientação do Senhor. Tenha uma oração no coração durante todo o dia para que o Espírito o guie em todos os lugares para onde for e em tudo o que fizer e disser. Pergunte a si mesmo: “Que mais posso fazer?” Em sua oração no final do dia, preste contas de seu trabalho.

    Você vai prestar contas todas as semanas a seus líderes da missão tanto no relatório semanal quanto no conselho do distrito e em outras ocasiões durante a semana. Se você for um líder da missão, vai receber essas informações de outros missionários. Mostre interesse por eles em vez de apenas se interessar pelos números. Não use essas ferramentas ou as informações que receber como meio de controle ou manipulação. As informações que você recebe por meio dessas ferramentas lhe darão a chance de elogiar a dedicação dos missionários e de perceber oportunidades para futuro treinamento.

    Estudo do evangelho

    O que significa ser responsável?

    Por que o arbítrio é importante ao se prestar contas?

    Como um missionário e o líder da missão devem trabalhar juntos?

    Lembre-se disto

    • Concentre seus esforços em seu propósito.

    • Estabeleça metas de acordo com os indicadores-chave.

    • Ore com fervor sobre suas metas e sobre seus planos.

    • Use o livro de área e a Agenda de Planejamento Diário do Missionário para ajudar as pessoas a desenvolver fé, arrepender-se, ser batizadas, receber o dom do Espírito Santo e perseverar até o fim.

    • Para cada indicador-chave, estabeleça metas que o ajudem a se esforçar ao máximo, a exercitar sua fé e a trabalhar eficazmente.

    • Realize sessões de planejamento diário e semanal concentrando-se em ajudar as pessoas a progredir no evangelho.

    • Preste contas de seu trabalho ao Senhor e aos líderes da missão.

    Ideias para estudo e aplicação

    Estudo pessoal

    • Em seu diário de estudo, responda com uma frase cada pergunta feita na sessão “Pense nisto”.

    • Reserve alguns momentos para pensar a respeito de seu último dia no campo missionário. Quando esse dia chegar:

      • O que quer contar sobre as coisas que fez como missionário?

      • O que deseja ter se tornado?

      • Que diferenças quer que as pessoas percebam em você?

      Em seu diário de estudo, responda cada uma dessas perguntas. Decida o que precisa fazer agora para alcançar essas metas. Escreva os planos que lhe vierem à mente.

    Estudo com o companheiro

    • Usando o livro de área, respondam às perguntas a seguir:

      • Todas as anotações estão atualizadas, corretas e legíveis?

      • Um missionário novo na área conseguirá examinar o livro de área e saber em que ponto do progresso espiritual as pessoas estão e o que mais precisa ser feito para ajudá-las?

      • Um missionário novo na área se beneficiará com seu trabalho de encontrar novas pessoas para ensinar?

      • Imaginem-se apresentando o livro de área ao Senhor, prestando-Lhe contas de como vocês cuidaram das pessoas em sua área. O Senhor ficaria satisfeito com seu trabalho?

    • Conversem sobre uma pessoa a quem vocês estão ensinando. Na Agenda de Planejamento Diário do Missionário, localizem a página “Ações que conduzem ao batismo, à confirmação e à atividade na Igreja”. Selecionem uma ação e façam uma lista de tudo o que precisam fazer para que ela aconteça. Troquem ideias sobre como podem planejar essas tarefas para que a ação aconteça o quanto antes.

    • Pondere sobre a analogia a seguir com seu companheiro. Avaliem quanto tempo sua “linha” fica na água por dia.

      “Ninguém deve ser como o pescador que acha que passou o dia inteiro pescando, mas na verdade gastou a maior parte do tempo entrando e saindo da água, comendo lanche e remexendo em seu equipamento. O sucesso da pescaria depende de quanto tempo você deixa a linha na água, e não de quanto tempo passa fora de casa. Alguns pescadores ficam 12 horas fora de casa e deixam a linha na água por dez horas. Outros pescadores passam 12 horas fora de casa e deixam a linha na água por apenas duas horas. Esse último tipo de pescador, às vezes, pode se perguntar por que não tem o mesmo sucesso que os outros.

      O mesmo princípio se aplica aos missionários, que o Mestre chamou de ‘pescadores de homens’. A linha do missionário deve entrar na água assim que ele deixar seu apartamento” (Dallin H. Oaks, “Introduction”, Seminário para Novos Presidentes de Missão, 20 de junho de 2000).

    Conselhos de distrito, conferências de zona e conselhos de liderança da missão

    • Leia para os missionários uma das seguintes situações. Em pequenos grupos, peça-lhes que debatam sobre as metas e os planos que ajudarão as pessoas desse exemplo a progredir em direção ao batismo e à confirmação. Peça a cada grupo que compartilhe suas ideias.

      Situação um: Vocês conheceram Lauro e Bete quando eles trabalhavam em uma lanchonete. Vocês lhes ensinaram a primeira lição, e agora eles querem saber mais. Eles não conhecem nenhum membro da Igreja. Bete é cristã, mas Lauro não tem nenhuma religião pessoal. Eles não são casados, mas moram juntos. Lauro trabalha das 16 horas às 24 horas. Bete trabalha no horário comercial.

      Situação dois: Estevão ouviu todas as lições e frequenta a igreja no mínimo duas vezes por mês. Ele acredita que Joseph Smith foi um profeta e que o Livro de Mórmon é verdadeiro. Os membros de sua família são católicos devotos e não aprovam as reuniões dele com os missionários.

      Situação três: Júlia é universitária. Ela tem uma amiga que é membro da Igreja. Essa amiga a convidou para conhecer você e seu companheiro. Vocês ensinaram duas lições para Júlia. A amiga que é membro estava presente nas duas ocasiões. Ela ainda não foi à igreja e está tão atarefada com a faculdade que não teve tempo para ler o Livro de Mórmon.

    • Convide os missionários a compartilhar experiências em que, por meio do estabelecimento de metas e planos, eles conseguiram ajudar as pessoas a:

      • Desenvolver mais fé no Salvador.

      • Arrepender-se e fazer mudanças que as aproximaram de Deus.

      • Receber o convênio do batismo e da confirmação.

      • Voltar para a Igreja e renovar os convênios batismais.

    • Divida os missionários em três grupos. Explique-lhes que cada grupo vai receber uma designação importante. Em seguida, dê a cada grupo uma das seguintes tarefas:

      • Abrir uma nova área de ensino.

      • Preparar uma sessão de treinamento para a conferência de zona sobre como apresentar o Livro de Mórmon às pessoas que estão interessadas em saber mais.

      • Integrar uma família que você está ensinando na ala. A família tem três filhos: uma menina de 8 anos, outra de 12 anos e um rapaz de 16 anos.

      Diga aos missionários que eles têm oito minutos para elaborar um plano. Um dos missionários deve anotar o planejamento, inclusive as atividades diárias.

      Peça a cada grupo que apresente seu plano. Depois de cada apresentação, pergunte:

      • O que os missionários precisavam saber em cada situação?

      • Qual pode ser o resultado se vocês não planejarem atividades significativas, ou não tiverem nenhum plano?

      Depois de todas as apresentações, pergunte:

      • De que modo o planejamento e o estabelecimento de metas são um ato de amor? Um ato de fé?

    Presidente de missão, esposa e conselheiros

    • Peça aos missionários que levem o livro de área para a conferência de zona, para o conselho de liderança da missão ou para as entrevistas. Além de analisar pessoalmente os livros de área, peça aos líderes da missão ou à sua esposa que os examinem também.

    • Ocasionalmente, observe as sessões de planejamento semanal ou diário dos missionários.

    • Ocasionalmente, realize entrevistas na casa dos missionários. Quando fizer isso, peça à sua esposa ou aos assistentes que examinem os livros de área e a agenda de planejamento diário dos missionários.

    • Examine frequentemente a agenda de planejamento diário dos missionários.

    • Ocasionalmente, assista a uma reunião de conselho da ala.