A Liahona
    O Livro de Mórmon foi nosso missionário
    Notas de rodapé
    Theme

    O Livro de Mórmon foi nosso missionário

    couple praying about Book of Mormon

    Ilustração: Eva Vasquez

    Depois que nosso sobrinho sofreu um grave acidente, minha esposa, Ana María, e eu conversamos sobre nosso desejo de conhecer a verdade entre tantas religiões e crenças diferentes. Numa tarde, sentei-me na cama e orei: “Senhor, por favor, ajuda-me a encontrar uma maneira de saber qual igreja é verdadeira”.

    Cinco minutos depois, o telefone tocou. Um amigo ligou para convidar a mim e à minha esposa para irmos à sua casa conhecer alguns produtos nutricionais. Fomos e, enquanto estávamos lá, nosso amigo nos deu um Livro de Mórmon. Na página de rosto, havia uma anotação pessoal: “Espero que este livro o ajude a se aproximar de nosso Senhor Jesus Cristo”.

    No dia seguinte, olhei para o livro e orei novamente: “Senhor, diga-me se este livro é verdadeiro. Não quero ofendê-Lo lendo algo ruim”.

    Comecei a ler o livro. Enquanto lia, senti como se conhecesse as pessoas do Livro de Mórmon. Quando terminei, fiquei tão angustiado com a destruição dos nefitas, que chorei. Eu já tinha lido centenas de livros, mas nenhum me tocou tanto quanto o Livro de Mórmon. Eu sabia que ele era verdadeiro.

    Certo domingo, convidei Ana María a me acompanhar até uma capela próxima de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Pensei que ela não ia querer me acompanhar, mas ela concordou. Gostamos do que ouvimos. Depois disso, os membros da ala perguntaram se poderiam enviar os missionários até nossa casa. “É claro”, respondemos.

    Os missionários chegaram rápido com o Livro de Mórmon nas mãos e disseram que tinham uma mensagem para compartilhar conosco. “É um livro maravilhoso”, disse eu. “Eu já li.” Isso os surpreendeu. Então, Ana María me surpreendeu. “E eu estou lendo agora. Estou em Mosias”, declarou ela.

    Ela encontrou o livro na mesa onde eu o deixava todos os dias antes de ir trabalhar e começou a lê-lo sozinha. Mais tarde, ela me surpreendeu novamente quando disse que, quando eu estava orando para pedir orientação ao Pai Celestial algumas semanas antes, ela estava fazendo a mesma oração em outra parte da casa.

    Eu disse aos missionários que eu estava pronto para ser batizado. Ensinaram-nos as lições e, duas semanas depois, minha esposa e eu fomos batizados e confirmados. Somos muito gratos pelo fato de o Senhor ter nos enviado o Livro de Mórmon para nos ajudar a saber qual Igreja é verdadeira.