2010–2019
Tesouros espirituais
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Tesouros espirituais

À medida que vocês exercerem fé no Senhor e em Seu poder do sacerdócio, sua capacidade de fazer uso do tesouro espiritual que o Senhor disponibilizou aumentará.

Obrigado pela linda música. Ao nos levantarmos para cantar o hino intermediário, “Graças Damos, Ó Deus, por um Profeta”, dois intensos pensamentos vieram à minha mente. O primeiro, a respeito do profeta Joseph Smith, o profeta desta dispensação. Meu amor e minha admiração por ele crescem dia após dia. O segundo veio à minha mente quando olhei para minha esposa, minhas filhas, netas e bisnetas. Senti que gostaria que cada uma de vocês fosse parte de minha família.

Há vários meses, ao final de uma sessão de investidura no templo, eu disse à minha esposa Wendy: “Espero que as irmãs compreendam os tesouros espirituais que estão reservados para elas no templo”. Irmãs, muitas vezes me vejo pensando em vocês, inclusive há dois meses quando Wendy e eu visitamos Harmony, na Pensilvânia.

Essa foi nossa segunda viagem para lá. Nós nos sentimos profundamente tocados nas duas vezes que andamos naquele solo sagrado. Foi perto de Harmony que João Batista apareceu a Joseph Smith e restaurou o Sacerdócio Aarônico.

Foi lá que os apóstolos Pedro, Tiago e João apareceram para restaurar o Sacerdócio de Melquisedeque.

Foi em Harmony que Emma Hale Smith serviu como primeira escrevente de seu marido, o profeta, enquanto ele traduzia o Livro de Mórmon.

Também foi em Harmony que Joseph recebeu a revelação que manifestava a vontade do Senhor a Emma. O Senhor instruiu a Emma que explicasse as escrituras, exortasse a Igreja, recebesse o Espírito Santo e dedicasse seu tempo a “aprender muito”. Emma também foi aconselhada a “deixar as coisas deste mundo e buscar as coisas de um mundo melhor”, e a apegar-se com firmeza a seus convênios com Deus. O Senhor concluiu Sua instrução com estas vigorosas palavras: “Esta é a minha voz para todos”.1

Tudo o que aconteceu nessa região tem consequências profundas em sua vida. A restauração do sacerdócio, assim como o conselho do Senhor a Emma, pode orientar e abençoar cada uma de vocês. Anseio profundamente que vocês compreendam que a restauração do sacerdócio é tão relevante para vocês, mulheres, como para os homens. Uma vez que o Sacerdócio de Melquisedeque foi restaurado, tanto as mulheres quanto os homens que guardam os convênios têm acesso a “todas as bênçãos espirituais da igreja”2 ou, podemos dizer, a todos os tesouros espirituais que o Senhor reservou para Seus filhos.

Toda mulher e todo homem que faz convênios com Deus, guarda esses convênios e participa dignamente das ordenanças do sacerdócio, tem acesso direto ao poder de Deus. Aqueles que são investidos na casa do Senhor recebem a dádiva do poder do sacerdócio de Deus, em virtude de seu convênio, assim como a dádiva do conhecimento de saber como fazer uso desse poder.

Os céus estão abertos tanto para as mulheres que são investidas com o poder de Deus que emana de seus convênios do sacerdócio quanto para os homens que portam o sacerdócio. Oro para que essa verdade fique registrada em seu coração, pois acredito que ela mudará sua vida. Irmãs, vocês têm o direito de liberalmente invocar o poder do Salvador a fim de ajudar sua família e outras pessoas a quem amam.

Agora, vocês talvez estejam se perguntando: “Parece maravilhoso, mas como posso fazer isso? Como posso invocar o poder do Salvador em minha vida?”

Vocês não encontrarão a explicação desse processo em nenhum manual. O Espírito Santo será seu mentor particular à medida que buscarem compreender o que o Senhor deseja que vocês saibam e façam. Esse processo não é rápido nem fácil, mas é espiritualmente revigorante. O que poderia ser mais emocionante do que trabalhar com o Espírito para compreender o poder de Deus — o poder do sacerdócio?

O que posso dizer a vocês é que invocar o poder de Deus em sua vida exige as mesmas coisas que o Senhor instruiu a Emma e a cada uma de vocês.

Assim, eu as convido a estudar, em espírito de oração, a seção 25 de Doutrina e Convênios e descobrir o que o Espírito Santo ensinará a vocês. Seu esforço espiritual e pessoal lhes trará alegria ao obterem, compreenderem e usarem o poder com o qual vocês foram investidas.

Parte desse esforço exigirá que vocês deixem de lado muitas coisas deste mundo. Às vezes, falamos de forma informal a respeito de se afastar do mundo e de suas contendas, tentações generalizadas e falsas filosofias. Mas para se afastar verdadeiramente, é necessário examinar sua vida de maneira meticulosa e frequente. Ao fazerem isso, o Espírito Santo vai inspirá-las a respeito do que não é mais necessário, do que não é mais digno de seu tempo e de sua energia.

Ao desviarem o foco das distrações mundanas, algumas coisas que lhes parecem importantes agora não serão mais prioridades. Vocês precisarão dizer “não” para algumas coisas, mesmo que elas pareçam inofensivas. Ao embarcarem nesse processo de consagrar sua vida ao Senhor e ao continuarem nele ao longo de sua vida, as mudanças em sua perspectiva, em seus sentimentos e em sua força espiritual lhes surpreenderão.

Agora, uma pequena admoestação. Há pessoas que tentarão diminuir sua capacidade de invocar o poder de Deus. Há pessoas que farão com que vocês duvidem de si mesmas e depreciarão a brilhante capacidade espiritual que vocês têm como mulheres virtuosas.

Certamente o adversário não quer que vocês compreendam o convênio que fizeram no batismo ou a profunda investidura de conhecimento e poder que receberam ou que receberão no templo — a casa do Senhor. E Satanás certamente não quer que compreendam que todas as vezes que servem dignamente e adoram no templo, vocês saem armadas do poder de Deus e com Seus anjos as guardando.3

Satanás e seus seguidores constantemente inventarão obstáculos para impedir que vocês compreendam os dons espirituais com os quais foram e podem ser abençoadas. Infelizmente, alguns obstáculos podem ser um resultado do mal comportamento de outras pessoas. Sofro quando penso que qualquer uma de vocês tenha se sentido insignificante, ou tenha sido desacreditada por um líder do sacerdócio, ou tenha sido maltratada, ou traída por um marido, pai ou suposto amigo. Sinto-me profundamente triste por qualquer de vocês que tenha se sentido ignorada, desrespeitada ou vista de forma errada. Essas ofensas não têm lugar no reino de Deus.

Por outro lado, fico emocionado ao saber de líderes do sacerdócio que buscam ansiosamente a participação de mulheres nos conselhos de ala e de estaca. Sou inspirado por cada marido que demonstra que seu mais importante dever no sacerdócio é cuidar de sua esposa.4 Elogio esses homens que respeitam profundamente a capacidade de sua esposa de receber revelação e a valorizam como parceira igual em seu casamento.

Quando um homem compreende a majestade e o poder de uma mulher virtuosa, determinada, que seja membro da Igreja e que tenha recebido sua investidura, é de se admirar que ele se levante quando ela entra na sala?

Desde o início dos tempos, as mulheres foram abençoadas com uma bússola moral singular — a capacidade de distinguir o certo do errado. Esse dom é aperfeiçoado naquelas que fazem e guardam convênios, e é ofuscado naquelas que intencionalmente ignoram os mandamentos de Deus.

Apresso-me ao acrescentar que, de maneira alguma, isento os homens do requisito de Deus de que eles também devem distinguir entre o certo e o errado. Mas, minhas queridas irmãs, sua capacidade de discernir a verdade do erro, de ser as guardiãs da moralidade na sociedade, é fundamental nestes últimos dias. Dependemos de vocês para ensinar outras pessoas a fazerem o mesmo. Serei bem claro quanto a isso: se o mundo perder a retidão moral das mulheres, o mundo nunca se recuperará.

Nós, santos dos últimos dias, não somos do mundo; pertencemos à Israel do convênio. Somos chamados para preparar o povo para a Segunda Vinda do Senhor.

Agora, gostaria de esclarecer outros pontos com respeito às mulheres e ao sacerdócio. Quando vocês são designadas para servir em um chamado sob a direção de alguém que possui as chaves do sacerdócio — como seu bispo ou seu presidente da estaca —, vocês recebem autoridade do sacerdócio para servir naquele chamado.

De modo semelhante, no templo sagrado, vocês são autorizadas a realizar ordenanças do sacerdócio e a oficiar nelas todas as vezes que frequentam o templo. Sua investidura no templo as prepara para isso.

Se vocês receberam a investidura, mas, atualmente, não são casadas com um homem que possui o sacerdócio e alguém diz a vocês: “Sinto muito por você não ter o sacerdócio em casa”, espero que entendam que essa afirmação está errada. Vocês talvez não tenham um portador do sacerdócio em casa, mas vocês receberam e fizeram convênios sagrados com Deus em Seu templo. Emana desses convênios uma investidura do poder do sacerdócio Dele sobre vocês. E lembrem-se de que, se seu marido falecer, vocês presidirão em seu lar.

Como mulheres virtuosas, que são membros da Igreja e que receberam a investidura, vocês falam e ensinam com o poder e a autoridade de Deus. Seja por meio de admoestação ou conversa, precisamos de sua voz ensinando a doutrina de Cristo. Precisamos de sua contribuição nos conselhos de família, de ala e de estaca. Sua participação é essencial e nunca decorativa!

Minhas queridas irmãs, seu poder aumentará à medida que servirem ao próximo. Suas orações, seu jejum, o tempo que despendem com as escrituras, seu serviço no templo e o trabalho de história da família abrirão os céus para vocês.

Suplico a vocês que estudem, em espírito de oração, todas as verdades que encontrarem a respeito do poder do sacerdócio. Vocês podem começar com as seções 84 e 107 de Doutrina e Convênios. Essas seções as direcionarão a outras passagens. As escrituras e os ensinamentos dos profetas, videntes e reveladores atuais estão repletos dessas verdades. À medida que sua compreensão aumentar e ao exercerem fé no Senhor e em Seu poder do sacerdócio, sua capacidade de fazer uso do tesouro espiritual que o Senhor disponibilizou aumentará. Ao fazerem isso, vocês perceberão que serão mais capazes de ajudar a criar famílias eternas que são unidas, seladas no templo do Senhor e repletas de amor por nosso Pai Celestial e por Jesus Cristo.

Todo o nosso empenho em ministrar ao próximo, proclamar o evangelho, aperfeiçoar os santos e redimir os mortos nos conduz ao templo santo. Temos agora 166 templos no mundo inteiro, e outros estão por vir.

Como vocês sabem, o Templo de Salt Lake, a Praça do Templo e a praça próxima ao edifício dos escritórios da Igreja serão reformados em um projeto que começará no final do ano. Esse templo sagrado deve ser preservado e preparado para inspirar futuras gerações, tal como tem nos influenciado nesta geração.

À medida que a Igreja cresce, mais templos são construídos com o objetivo de que mais famílias tenham acesso à maior de todas as bênçãos, a bênção da vida eterna.5 Consideramos o templo como a estrutura mais sagrada na Igreja. Quando anunciamos os planos de construirmos um novo templo, ele se torna uma importante parte de nossa história. Como falamos nesta noite, vocês, irmãs, são fundamentais para o trabalho do templo, e o templo é o local onde vocês receberão seus mais elevados tesouros espirituais.

Por favor, ouçam com atenção e reverência à medida que anuncio os planos para a construção de oito novos templos. Se um templo for anunciado em um lugar que é especial para vocês, sugiro que simplesmente abaixem a cabeça com uma oração silenciosa de gratidão no coração. Temos a satisfação de anunciar os planos para a construção de templos nos seguintes locais: Freetown, Serra Leoa; Orem, Utah; Port Moresby, Papua-Nova Guiné; Bentonville, Arkansas; Bacolod, Filipinas; McAllen, Texas; Cobán, Guatemala e Taylorsville, Utah. Obrigado, queridas irmãs. Agradecemos profundamente a maneira pela qual vocês receberam a notícia desses planos e sua resposta reverente.

Neste momento, para concluir, gostaria de deixar uma bênção sobre vocês, que compreendam o poder do sacerdócio com o qual vocês foram investidas e que ampliem esse poder ao exercerem fé no Senhor e em Seu poder.

Queridas irmãs, com profundo respeito e gratidão, expresso meu amor por vocês. Humildemente, declaro que Deus vive. Jesus é o Cristo. Esta é Sua Igreja. Presto testemunho disso em nome de Jesus Cristo. Amém.