2010–2019
Ajustes para fortalecer os jovens
Notas de rodapé
Tema

Ajustes para fortalecer os jovens

Mais rapazes e moças aceitarão o desafio e permanecerão no caminho do convênio com esse foco mais centralizado em nossa juventude.

Obrigado, querido presidente Nelson, por essa maravilhosa orientação que foi revelada a respeito das testemunhas nos batismos e pela orientação que o senhor pediu que compartilhássemos a fim de ajudar a fortalecer os jovens e a desenvolver seu potencial sagrado.

Antes de falar sobre esses ajustes, expressamos nossa sincera gratidão pela maneira excepcional como os membros reagiram às mudanças na Restauração contínua do evangelho. Tal como o presidente Nelson sugeriu no ano passado, vocês tomaram suas vitaminas!1

Vocês alegremente estudam o Vem, e Segue-Me em seu lar.2 Vocês também reagiram bem aos ajustes feitos na Igreja. Os membros do quórum de élderes e da Sociedade de Socorro fazem juntos o trabalho de salvação.3

Estamos transbordando de gratidão.4 Somos especialmente gratos por nossos jovens continuarem sendo fortes e fiéis.

Nossa juventude vive em uma época emocionante, mas também desafiadora. As opções disponíveis nunca foram tão drásticas. Um exemplo: o smartphone moderno fornece acesso a informações incrivelmente importantes e edificantes, inclusive acesso à história da família e às sagradas escrituras. Por outro lado, ele torna possível o acesso a futilidades, imoralidade e maldade, que não estavam prontamente disponíveis no passado.

Come Follow Me Family Study
Philippines: Youth Activity

A fim de ajudar nossos jovens a navegar nesse labirinto de escolhas, a Igreja preparou três iniciativas profundas e abrangentes. Primeiro, o currículo foi fortalecido e expandido para o lar. Segundo, um programa para crianças e jovens, que inclui atividades empolgantes e desenvolvimento pessoal, foi apresentado no domingo passado pelo presidente Russel M. Nelson, pelo presidente M. Russell Ballard e pelos líderes gerais. Uma terceira iniciativa trata de mudanças organizacionais com o objetivo de que os jovens sejam um foco mais significativo de nossos bispos e de outros líderes. Esse foco deve ser espiritualmente poderoso e deve ajudar nossos jovens a se tornarem o exército de jovens que o presidente Nelson pediu que eles se tornassem.

Padrões interligados

“Esses esforços, com os outros anunciados nos últimos anos, não apresentam mudanças isoladas. Cada um dos ajustes é uma parte integrante de um modelo interligado que tem o propósito de abençoar os santos e prepará-los para se encontrarem com Deus.

Uma parte do modelo está relacionada à nova geração. Desde cedo, é pedido que nossos jovens tenham mais responsabilidade individual — sem que pais e líderes façam o que os jovens podem fazer por si mesmos.5

Anúncio

Hoje anunciamos mudanças organizacionais para os jovens em âmbito de ala e de estaca. Como o presidente Nelson explicou, a irmã Bonnie H. Cordon explicará as mudanças para as moças esta noite. Um dos propósitos das mudanças que vou abordar agora é o fortalecimento dos portadores do Sacerdócio Aarônico, dos quóruns e das presidências de quórum do Sacerdócio Aarônico. Essas mudanças alinham nossa prática com o que lemos em Doutrina e Convênios 107:15: “O bispado é a presidência desse sacerdócio [Aarônico] e possui as chaves, ou seja, a autoridade do mesmo”.

Um dos deveres do bispo, que se encontra nas escrituras, é presidir os sacerdotes e sentar-se em conselho com eles, ensinando-os a respeito dos deveres de seu ofício.6 Além disso, o primeiro conselheiro no bispado será especificamente responsável pelos mestres e o segundo conselheiro pelos diáconos.

Assim, a fim de nos alinharmos com essa revelação em Doutrina e Convênios, as presidências dos Rapazes em âmbito de ala serão descontinuadas. Esses irmãos fiéis fizeram um ótimo trabalho, e expressamos nossa gratidão a eles.

Esperamos que os bispados enfatizem as responsabilidades do sacerdócio dos rapazes e se concentrem nelas, ajudando-os em seus deveres do quórum. Adultos capacitados serão chamados como consultores dos Rapazes para auxiliar as presidências de quórum do Sacerdócio Aarônico e o bispado em seus deveres.7 Estamos confiantes de que mais rapazes e moças aceitarão o desafio e permanecerão no caminho do convênio devido a esse foco mais centralizado em nossa juventude.

No padrão inspirado do Senhor, o bispo é responsável por todos na ala. Ele abençoa os jovens, bem como a seus pais. Ao aconselhar um rapaz que tinha problemas com pornografia, um bispo descobriu que conseguiria ajudá-lo a se arrepender ao ajudar os pais a reagir com amor e compreensão. A cura do rapaz foi uma cura para a família e foi possível porque o bispo agiu em benefício da família toda. O rapaz é agora um digno portador do Sacerdócio de Melquisedeque e um missionário de tempo integral.

Tal como esse relato sugere, esses ajustes vão:

  • Ajudar os bispos e seus conselheiros a se concentrarem em suas responsabilidades fundamentais para com os jovens e para com as crianças da Primária.

  • Fazer do poder e dos deveres do Sacerdócio Aarônico a parte central da vida pessoal e das metas de cada rapaz.

Esses ajustes também vão:

  • Enfatizar as responsabilidades das presidências de quórum do Sacerdócio Aarônico e o fato de que elas reportam diretamente ao bispado.

  • Motivar os líderes adultos a auxiliar e a aconselhar as presidências de quórum do Sacerdócio Aarônico para que magnifiquem o poder e a autoridade de seu ofício.

Como indicado, esses ajustes não diminuem a responsabilidade dos bispados para com as moças. Assim como o presidente Nelson acabou de ensinar: “[A] primeira e mais importante responsabilidade [do bispo] é cuidar dos rapazes e das moças de sua ala”.8

De que maneira nossos amados e diligentes bispos cumprirão essa responsabilidade? Como vocês se lembram, em 2018, os quóruns do Sacerdócio de Melquisedeque foram ajustados para que trabalhassem ainda mais com a Sociedade de Socorro a fim de que o quórum de élderes e a Sociedade de Socorro pudessem, sob a direção do bispo, ajudar a assumir importantes responsabilidades que anteriormente consumiam muito do tempo dele. Essas responsabilidades incluem a obra missionária e o trabalho de templo e história da família na ala9 — bem como grande parte da ministração aos membros da ala.

2019 October General Conference

O bispo não pode delegar algumas responsabilidades como a de fortalecer os jovens, ser um juiz comum, cuidar dos necessitados e supervisionar as finanças e os assuntos temporais. Essas responsabilidades são, no entanto, menores em número do que eram no passado. No ano passado, quando os ajustes dos quóruns do Sacerdócio de Melquisedeque foram anunciados, o élder Jeffrey R. Holland explicou: “O bispo certamente continua sendo o sumo sacerdote presidente da ala. Esse novo formato [para o quórum de élderes e a Sociedade de Socorro] permitirá que ele presida o trabalho do Sacerdócio de Melquisedeque e da Sociedade de Socorro sem exigir que faça o trabalho dessas organizações”.10

Por exemplo, uma presidente da Sociedade de Socorro e um presidente do quórum de élderes, conforme designados, podem desempenhar um papel maior ao aconselhar os adultos — assim como uma presidente das Moças ao aconselhar as moças. Embora somente o bispo possa servir como juiz comum, esses outros líderes também têm o direito de receber revelação do céu para ajudar com desafios que não exijam um juiz comum ou não envolvam abuso de qualquer tipo.11

Não significa que uma moça não possa ou não deva falar com o bispo ou com seus pais. O foco deles são os jovens! Mas significa que uma líder das Moças pode atender de modo melhor às necessidades de uma moça em particular. O bispado está tão preocupado com as moças quanto com os rapazes, mas reconhecemos a força que advém de se ter líderes das Moças focadas, engajadas e fortes, que amam e orientam, sem assumir a função das presidências de classe, mas ajudando as jovens a ter sucesso nessas funções.

A irmã Cordon vai compartilhar mais mudanças emocionantes para as moças esta noite. No entanto, anuncio que a presidente das Moças da ala vai agora se aconselhar diretamente com o bispo da ala e reportar-se a ele. No passado, essa designação poderia ser delegada a um conselheiro, mas, daqui para frente, as moças serão uma responsabilidade direta daquele que possui as chaves para presidir a ala. A presidente da Sociedade de Socorro continua a reportar-se diretamente ao bispo.12

Em âmbito de estaca e na liderança geral, continuaremos a ter a presidência dos Rapazes. Em âmbito de estaca, um sumo conselheiro será o presidente dos Rapazes13 e, com os sumos conselheiros designados para as Moças e para a Primária, será parte do comitê do Sacerdócio Aarônico e das Moças da estaca. Esses irmãos trabalharão com a presidência das Moças da estaca nesse comitê. Tendo um conselheiro do presidente da estaca como líder, esse comitê terá maior importância devido ao fato de muitas iniciativas e atividades do novo programa Crianças e Jovens serem em âmbito de estaca.

Esses sumos conselheiros, sob a direção da presidência da estaca, podem servir como um recurso para o bispo e para os quóruns do Sacerdócio Aarônico de maneira semelhante ao serviço prestado pelos sumos conselheiros ao quórum de élderes da ala.

Em relação a essa questão, outro sumo conselheiro servirá como presidente da Escola Dominical da estaca e, conforme necessário, poderá servir no Comitê do Sacerdócio Aarônico e das Moças da estaca.14

Mudanças organizacionais adicionais serão posteriormente explicadas em um comunicado que será enviado aos líderes. Essas mudanças incluem:

  • A reunião do comitê da juventude do bispado será substituída por um conselho de jovens da ala.

  • A palavra “Mutual” será descontinuada e será alterada para “atividades das Moças”, “atividades do quórum do Sacerdócio Aarônico” ou “atividades dos jovens”, e essas atividades serão realizadas semanalmente, onde for possível.

  • O orçamento da ala para a realização de atividades dos jovens será dividido igualmente entre a organização dos Rapazes e das Moças de acordo com o número de jovens de cada organização. Uma quantia suficiente será fornecida para as atividades da Primária.

  • Em todos os âmbitos — ala, estaca e geral — usaremos o termo “organização” em vez do termo “auxiliares”. Aqueles que são líderes nas organizações gerais da Sociedade de Socorro, das Moças, dos Rapazes, da Primária e da Escola Dominical serão conhecidos como “líderes gerais”. Aqueles que são líderes de organizações na ala e na estaca serão conhecidos como “líderes da ala” e “líderes da estaca”.15

Os ajustes anunciados hoje podem começar assim que os ramos, as alas, os distritos e as estacas estiverem prontos, mas devem entrar em vigor até o dia 1º de janeiro de 2020. Esses ajustes, quando combinados e integrados aos ajustes anteriores, representam um esforço espiritual e organizacional consistente com a doutrina para abençoar e fortalecer todos os homens, mulheres, jovens e crianças, ajudando-os a seguir o exemplo de nosso Salvador, Jesus Cristo, à medida que progredimos no caminho do convênio.

Queridos irmãos e irmãs, prometo e presto testemunho de que esses ajustes abrangentes, sob a direção de um presidente e profeta inspirado, Russell M. Nelson, vão capacitar e fortalecer todos os membros da Igreja. Nossos jovens desenvolverão mais fé no Salvador, serão protegidos das tentações do adversário e estarão preparados para vencer os desafios da vida. No sagrado nome de Jesus Cristo. Amém.