2000–2009
Em Todos os Momentos, em Todas as Coisas e em Todos os Lugares
anterior próximo

Em Todos os Momentos, em Todas as Coisas e em Todos os Lugares

Quando vocês estiverem servindo de testemunhas, obedecendo aos mandamentos e prosseguindo com “firmeza em Cristo”, nunca estarão sozinhas.

É um privilégio estar diante de vocês e prestar testemunho do Salvador e de Sua vida incomparável. Ele veio à Terra para mostrar-nos como viver o plano que foi criado no céu, um plano que nos tornará felizes, se o seguirmos. Seu exemplo mostrou-nos o caminho de volta à presença de nosso Pai Celestial. Ninguém mais que viveu nesta Terra foi tão “firme e inamovível” (ver Mosias 5:15). Ele nunca Se desviava do caminho certo. Concentrou-Se em cumprir a vontade do Pai e permaneceu fiel a Sua divina missão. Realmente pode-se dizer que Ele foi verdadeiro em todos os momentos, em todas as coisas e em todos os lugares (ver Mosias 18:9).

Vocês fazem parte desse plano maravilhoso que foi apresentado na esfera pré-mortal. O nascimento de vocês aqui na Terra estava sendo esperado desde que o plano foi aceito. Seu lugar no tempo e no espaço não é um acaso. Sua “grande fé e suas boas obras” (Alma 13:3) ali estabeleceram o alicerce para o que vocês podem realizar hoje, se forem fiéis e obedientes. Vocês são preciosas filhas de Deus e têm um grande trabalho a realizar. Para cumprir sua missão divina e seguir o plano de felicidade, também precisam ser firmes e inamovíveis “em todos os momentos e em todas as coisas e em todos os lugares” (Mosias 18:9).

Há vários anos, recebi uma fotografia de três barracões, sendo que dois deles estavam apoiados no terceiro, que era o menor de todos. A legenda dizia: “É preciso ser forte, quando se é o último a permanecer firme”. Vocês também precisam ser fortes. Se forem fiéis e dignas, as pessoas se voltarão para vocês, quando precisarem de apoio e forças.

Helamã descreve como isso é possível: “Lembrai-vos de que é sobre a rocha de nosso Redentor, que é Cristo, o Filho de Deus, que deveis construir os vossos alicerces; (…) que é um alicerce seguro; e se os homens edificarem sobre esse alicerce, não cairão”(Helamã 5:12).

O alicerce de sua fé precisa estar firmemente centrado em Jesus Cristo. Ter esse tipo de fé significa que contam com Ele, confiam Nele e, mesmo que não compreendam todas coisas, sabem que Ele compreende. Vocês também sabem que são filhas de Deus, que Ele as conhece pessoalmente, que Ele ouve suas orações e vai ajudá-las a cumprir sua missão terrena.

Um rapaz que conheço muito bem foi eleito presidente do grêmio acadêmico de uma grande universidade. A universidade o enviou para um seminário de liderança, no qual se reuniram líderes estudantis de todos os Estados Unidos, em Chicago, Illinois, para receber instruções e treinamento. Eles participaram de uma brincadeira inicial, ao ar livre, no campus da faculdade, para se conhecerem melhor. Foram apresentadas aos alunos algumas questões atuais que os jovens enfrentam e foi-lhes pedido que tomassem uma posição. Em resposta à questão apresentada, foram instruídos a correr para várias árvores espalhadas pelo gramado que tinham os dizeres “concordo plenamente”, “concordo parcialmente”, “discordo totalmente” ou “discordo parcialmente”.

Quase no fim do exercício, o líder perguntou: “Você acredita em sexo antes do casamento?” Sem hesitar, aquele jovem correu para a árvore assinalada “discordo totalmente”. Ficou admirado ao ver que era o único ali! Todos os outros líderes estudantis estavam rindo e apontando o dedo para ele, dizendo: “Ah, Jess, você é tão engraçado. Todos sabemos que você não pode estar falando sério”. Naquele momento, Jess disse que sabia exatamente o que precisava fazer, por isso declarou bem alto: “Não estou brincando. Estou falando sério!” Atônitos, todos ficaram em silêncio e depois o grupo se dispersou, deixando Jess sozinho junto à árvore. Ele se sentiu deslocado e até esquisito. Mas ele não era esquisito, ele estava certo (…) e não estava sozinho. Durante a semana, muitos líderes estudantis o procuraram em particular e disseram que teria sido muito bom se alguns anos antes já soubessem o que ele sabia. Jess disse, mais tarde: “Foi fácil porque eu sabia que estava representando não apenas a universidade, mas minha família, a Igreja e o Salvador”.

O testemunho de que Jesus Cristo é o Salvador e Redentor fez com que Jess fosse firme e rápido ao agir. Vocês podem adquirir essa mesma confiança orando diariamente, procurando respostas nas escrituras e obedecendo aos mandamentos. À medida que sinceramente procurarem adquirir um testemunho, o conhecimento recebido por meio do Espírito Santo vai ajudá-las em suas dificuldades e dúvidas e no cumprimento dos padrões. E vai ser fácil para vocês assumirem também o compromisso de ser firmes e inamovíveis em todos os momentos, em todas as coisas e em todos os lugares.

Ser firme e inamovível significa ser obediente. Um dos motivos pelos quais estamos aqui na Terra é ver se exerceremos nosso arbítrio e “[se faremos] todas as coisas que o Senhor (…) ordenar” (Abraão 3:24–25). Quando vocês renovam seus convênios a cada semana tomando o sacramento, fazem o convênio de que sempre se lembrarão do Salvador e guardarão Seus mandamentos.

A preciosa dádiva que é seu corpo permite que exerçam o arbítrio e coloquem a fé e obediência em ação. Perceberam que quase todos os ataques de Satanás estão dirigidos ao nosso corpo? A pornografia, a falta de recato, as tatuagens, a imoralidade, o uso de drogas e os vícios, todas essas coisas visam assumir o controle dessa dádiva preciosa. Essa foi uma dádiva negada a Satanás. A obediência aos mandamentos e padrões permite que cada uma de vocês seja firme e inamovível na proteção das dádivas preciosas que são o seu arbítrio e seu corpo.

Ser firme e inamovível também significa prosseguir com “firmeza em Cristo” (2 Néfi 31:20). Há vários anos, tive a oportunidade de correr na maratona de Boston. Eu havia treinado arduamente e senti que estava preparada, mas há muitas ladeiras na altura do quilômetro 32. Os moradores locais chamam a ladeira mais íngreme e extensa de A Ladeira do Coração Partido. Quando cheguei àquele ponto, estava fisicamente exausta. A ladeira era longa, e como eu era inexperiente, fiz algo que nenhum corredor experiente jamais faria: comecei a ter pensamentos negativos. Isso me fez diminuir a velocidade, por isso tentei ter pensamentos positivos e visualizar a linha de chegada, mas de repente me dei conta de que estava numa cidade grande, que havia milhares de espectadores ao longo do caminho e que eu não tinha combinado como encontraria meu marido no final da maratona. Senti-me perdida e solitária, e comecei a chorar. Estava vestindo uma grande camiseta vermelha com a palavra “Utah” estampada na frente em grandes letras de forma. Quando os espectadores viram que eu estava chorando, começaram a gritar: “Continue correndo, Utah”. “Não chore, Utah.” “Você está quase no fim, Utah.” Mas eu sabia que não estava e que estava perdida. Também sabia que mesmo que parasse de correr e desistisse da corrida, ainda assim estaria perdida.

Alguma de vocês já sentiu como se estivesse subindo a Ladeira do Coração Partido e que, embora houvesse muitas pessoas ao longo do caminho, estava sozinha? Foi assim que me senti. Então fiz o que qualquer uma de vocês faria: comecei a orar bem ali no percurso da maratona. Disse ao Pai Celestial que estava sozinha e que estava subindo uma ladeira. Disse que me sentia desanimada, temerosa e perdida. Pedi ajuda e forças para ser firme e terminar a corrida. Continuei correndo e estas palavras me vieram à mente:

“Se Deus é convosco, a quem temereis?

Ele é vosso Deus, seu auxílio tereis.

Se o mundo vos tenta, se o mal faz tremer,

Com mão poderosa vos há de suster.”

Aquela doce resposta a minha oração deu-me forças para continuar até cruzar a linha de chegada. E, apesar de meus temores, meu marido estava bem ali e tudo terminou bem.

Naquele dia, vivenciei algo mais do que uma maratona. Aprendi algumas lições importantes. A primeira de todas: nunca vistam uma grande camiseta vermelha com a palavra Utah estampada nela. A segunda: aprendi que não importa quão preparadas achemos que estamos, há ladeiras no caminho. Aprendi que é absolutamente essencial que haja pessoas torcendo por você ao longo do caminho. Aprendi de novo naquele dia que nunca estamos sozinhas. O Pai Celestial sempre está a nosso lado, se orarmos a Ele, o Espírito Santo nos sussurra a resposta.

Testifico que, quando vocês estiverem servindo de testemunhas, obedecendo aos mandamentos e prosseguindo com “firmeza em Cristo”, nunca estarão sozinhas. Podem confiar no poder da Expiação do Salvador para dar-lhes forças. Testifico que esse firme alicerce vai ajudá-las a ser semelhantes a Ele: firmes e inamovíveis em todos os momentos e em todas as coisas e em todos os lugares, em nome de Jesus Cristo. Amém.