2000–2009
Altamente Abençoado
anterior próximo

Altamente Abençoado

Nosso testemunho foi fortalecido. Creio que estamos todos mais determinados a viver os princípios do evangelho de Jesus Cristo

Já faz muito tempo que compareço às conferências da Igreja, mas acho que nunca me senti tão ricamente abençoado quanto nesta sessão. Ouvimos rápidas mensagens de muitos oradores, mas cada uma tinha um tema muito importante. Hoje, tivemos um banquete de fé, amor e conselhos. Incorporemos essas coisas a nossa vida.

Irmão Ballard, há vários anos minha amada esposa ficou internada e deixou um bilhete para os filhos: “Meus filhos, não deixem o seu pai mexer no microondas” — seguido de vírgula — “nem no fogão, na lava-louças nem na secadora”. Só não continuo com a lista porque já estou ficando envergonhado…

Acho que foi o Élder Uchtdorf quem disse: “Hoje você falou à congregação da família de sua mãe, mas e a família de seu pai?” Por isso, para encerrar vou falar um pouquinho da família de meu pai.

Meu avô paterno veio da Suécia e minha avó, da Inglaterra. Eles se conheceram no navio, na viagem para cá. Ele esperou que ela crescesse e, depois, pediu-a em casamento. Casaram-se no templo de Salt Lake e ele escreveu o seguinte no diário: “Este é o dia mais feliz de minha vida! Eu e a mulher que amo nos casamos para esta vida e para a eternidade no santo templo”.

Três dias depois, em 23 de abril de 1898, ele escreveu: “Na estação Rio Grande Oeste, tomei o trem para começar a viagem para a Escandinávia, pois fui chamado para ser missionário lá”. E ele foi para a Suécia, deixando a esposa três dias após o casamento.

Recebi o diário dele, escrito a lápis, de meu tio, que não sei por quê decidiu que seria eu quem ficaria com o diário de seu pai. A frase que mais se repete no diário é “Estou com os pés molhados”, mas a mais bela diz: “Hoje visitamos a família Jansson. Conhecemos a irmã Jansson, que nos serviu um ótimo jantar. Ela cozinha bem!” Então acrescentou: “Todos os filhos cantaram, tocaram gaita ou dançaram e, depois, ela pagou o dízimo. Cinco coroas para o Senhor, uma para o meu companheiro, o Élder Ipson, e uma para mim”. Depois, ele anotou o nome dos filhos da família.

Lendo essa passagem, vi o nome do pai de minha esposa entre os filhos; ele provavelmente cantou, e depois se tornou pai de uma filha única com a qual eu me casei.

Assim que conheci Frances, soube que ela era a pessoa certa para mim. O Senhor fez com que nossos caminhos se cruzassem algum tempo depois e eu a convidei para sair comigo. Fui buscá-la em casa e ela apresentou-me ao pai, que perguntou:

Monson … esse nome não é sueco?

— É, eu respondi.

E Ele disse:

— Bom!

Depois ele foi a um outro cômodo de onde voltou trazendo a foto de dois missionários usando cartola e segurando um Livro de Mórmon cada um.

— Você é parente deste Monson? — perguntou — do Elias Monson?

E respondi:

— Sou, ele é irmão do meu avô. Ele também foi missionário na Suécia.

Meu sogro chorou — ele chorava fácil — e disse: “Ele e o companheiro foram os missionários que ensinaram o evangelho a minha mãe, ao meu pai, a todos os meus irmãos e a mim”, depois beijou-me o rosto. Minha sogra também chorou e beijou-me a outra face. Então olhei a minha volta procurando a Frances, ela disse: “Vou pegar meu casaco”.

Minha querida Frances levou um tombo terrível há alguns anos e acabou indo para o hospital. Ficou 18 dias em coma. Fiquei sentado, ao lado dela, que não movia um músculo. Nossos filhos choravam, nossos netos choravam e eu também. Nem um movimento sequer.

Então, um dia, ela abriu os olhos. Corri para o lado dela em tempo recorde; dei-lhe um beijo e um abraço e disse:

— Você voltou! Eu te amo!

Ela respondeu: — Eu também te amo, Tom, mas estamos com um sério problema…

Eu pensei: “Mas que problema pode ser esse, Frances?”, e ela disse:

— Esqueci de mandar o pagamento da última parcela do imposto de renda.

— Frances, se você tivesse dito isso antes de me beijar e dizer que me ama, acho que eu teria ido embora”, respondi.

Irmãos, tratemos nossa esposa com dignidade e respeito. Elas são nossas companheiras eternas. Irmãs, honrem seu marido. Eles precisam ouvir palavras amáveis, precisam de um sorriso amigo, precisam de gestos ternos que demonstrem verdadeiro amor.

Agora, deixarei um pouco o assunto de minha família: irmãos e irmãs, esta foi uma conferência maravilhosa. Fomos edificados por mensagens sábias e inspiradas. Nosso testemunho foi fortalecido. Creio que estamos todos mais determinados a viver os princípios do evangelho de Jesus Cristo.

Não apenas fomos abençoados pelos ótimos discursos proferidos, como também fomos inspirados pela bela música apresentada. Somos imensamente abençoados na Igreja por aqueles que compartilham seus talentos musicais conosco. Todos os coros que se apresentaram nos últimos dois dias foram excelentes.

Expresso meu grande amor por todos os presentes e a todos vocês que ouviram a conferência. Senti as orações que fizeram por mim e fui apoiado e abençoado nos últimos dois meses, desde que nosso amado Presidente Hinckley nos deixou. Novamente, quero agradecer por seu voto de apoio.

Não tenho palavras para expressar minha gratidão pela Restauração do evangelho nestes últimos dias nem pelo que isso significou em minha vida. Todos nós fomos influenciados e moldados por termos seguido o Salvador e aceitado os princípios de Seu evangelho.

Para vocês, pais, digo: expressem seu amor por seus filhos. Vocês sabem que os amam, mas certifiquem-se de que eles também saibam disso. Eles são extremamente preciosos. Façam com que saibam disso. Peçam a ajuda de nosso Pai Celestial ao atenderem às necessidades deles todos os dias e ao lidarem com os desafios que todos os pais inevitavelmente enfrentam. Vocês precisam de mais do que apenas a sua própria sabedoria para criá-los.

Elogiamos nossos maravilhosos jovens que se opõem à iniqüidade do mundo e se esforçam ao máximo para viver os mandamentos.

Para vocês que podem ir ao templo, aconselho que o façam freqüentemente. Isso vai ajudar a fortalecer seu casamento e sua família.

Sejamos bondosos uns com os outros, estejamos atentos às necessidades uns dos outros e procuremos ajudar nesse sentido. Caros irmãos e irmãs, eu os amo e oro por vocês. Peço que orem por mim e, juntos colheremos as bênçãos que o Pai Celestial tem reservadas para cada um de nós. Essa é minha oração e minha súplica, e presto testemunho de que esta obra é verdadeira, em nome de Jesus Cristo. Amém.