Introdução
    Notas de rodapé
    Tema

    Introdução

    O Objetivo Deste Curso

    O curso Relacionamento Conjugal e Familiar foi planejado para ajudar os membros da Igreja a fortalecerem o casamento e a família e a terem alegria no relacionamento familiar, e divide-se em duas partes. A parte A, “O Fortalecimento do Casamento”, é útil principalmente para os casados e para os membros que se estejam preparando para o casamento. A parte B, “A Responsabilidade dos Pais quanto ao Fortalecimento da Família”, ajuda os pais e avós no trabalho de criar os filhos “na doutrina e admoestação do Senhor”.(Efésios 6:4)

    O curso baseia-se nas doutrinas e princípios ensinados nas escrituras e pelos profetas e apóstolos atuais, e salienta bastante “A Família: Proclamação ao Mundo” que consta na página VIII.

    As Responsabilidades do Professor

    Ao ponderar a importância eterna do casamento e da família e o quanto é necessário fortalecê-los, você começará a compreender a imensa importância de seu chamado de professor deste curso. Dedicando-se e preparando-se em espírito de oração, você e sua família, bem como os participantes do curso, serãoabençoados. Ao empenhar-se para magnificar o seu chamado, lembre-se dos princípios esboçados nesta página e nas páginas X–XI.

    Prepare-se para Ensinar

    Sua responsabilidade como professor deste curso é ensinar as doutrinas do evangelho por intermédio do poder do Espírito Santo. Não é necessário ser um profissional treinado em aconselhamento familiar, nem ser capaz de encontrar a solução para todos os tipos de problemas familiares. As discussões em classe devem levar os participantes a refletirem e orarem quanto à própria vida e a melhorar a própria família.

    Para ajuda quanto aos princípios básicos e essenciais do ensino do evangelho, como, por exemplo, a preparação individual, amar a quem servimos, e ensinar por intermédio do Espírito, ver os seguintes Materiais:

    • “Ensino e Liderança no Evangelho”, seção 16 do Manual de Instruções da Igreja, volume 2: Liderança do Sacerdócio e das Auxiliares. (35209 059 ou 35903 059)

    • Ensino, Não Há Maior Chamado. (36123 059)

    • Guia de Ensino. (34595 059)

    Lembre-se do quanto Este Curso É Abrangente

    Antes de dar a primeira aula, examine o curso como um todo. Isso o ajudará a perceber como as lições formam um conjunto para fortalecer o casamento e a família. Será útil examinar o “Sumário” (páginas v–vii), que contém um panorama geral do curso, quando você se estiver preparando para dar cada aula.

    Recapitule o que já ensinou e aprendeu e pondere o papel que as doutrinas e princípios de cada lição têm no curso como um todo.

    Comece Logo a Preparar a Lição

    Você estará mais bem preparado se começar logo a estudar cada lição. Logo depois de uma aula, examine brevemente a próxima. Tendo uma idéia do que vai ensinar, você conseguirá ponderar a lição durante toda a semana, e isso o ajudará a estar mais alerta quanto aos princípios que deve salientar, aos métodos e às histórias verdadeiras que pode utilizar.

    Escolha as Partes da Lição que Melhor Atendam às Necessidades dos Alunos

    Estude atentamente as doutrinas e princípios de cada lição, empenhando-se em conseguir a orientação do Espírito para ajudá-lo a escolher as partes mais adequadas às necessidades dos alunos. Lembre-se de que “mede-se o sucesso de uma aula pela influência que ela exerce sobre os alunos”. [Ensino, Não Há Maior Chamado, 1999, p. 103]

    Decida como Dará as Aulas

    Além de decidir que partes de cada lição ensinará, é importante que você decida como o fará. Empenhe-se sempre em ensinar de modo a incentivar os alunos a colocar em prática as doutrinas e princípios que aprenderem.

    As lições deste curso devem ser dadas em forma de discussão, não de palestras. Ajude os alunos a discutirem de maneira proveitosa as doutrinas e princípios que você ensinar. Em Doutrina e Convênios 88:122 o Senhor dá o seguinte conselho quanto às discussões em classe: “Dentre vós designai um professor e não falem todos ao mesmo tempo; mas cada um fale a seu tempo e todos ouçam suas palavras, para que quando todos houverem falado, todos sejam edificados por todos, para que todos tenham privilégios iguais”. Para informações quanto a como conduzir as discussões em classe, ver as páginas 63–70 de Ensino, Não Há Maior Chamado.

    Utilize vários métodos adequados à situação para ajudar os alunos a aprenderem e compreenderem os princípios das lições. Por exemplo, utilize as oportunidades de escrever no quadro-negro, utilizar atividades práticas ou com objetos e gravuras. Para auxílio quanto à utilização desses e de outros métodos, ver aspáginas 159–184 de Ensino, Não Há Maior Chamado.

    Peça aos Alunos que Apliquem o que Aprenderem

    Ao ensinar o evangelho, você não se deve dar por satisfeito apenas em transmitir as informações, mesmo que o faça de modo original e interessante. O seu objetivo é ajudar as outras pessoas a viverem de acordo com as doutrinas e princípios que aprenderem. O Presidente Harold B. Lee, 11º Presidente da Igreja, aconselhou:

    ”De certa maneira, todos os princípios e ordenanças do evangelho apenas nos convidam a aprendê-lo, praticando os seus ensinamentos. Ninguém conhece o princípio do dízimo antes de pagá-lo. Ninguém conhece o princípio da Palavra de Sabedoria antes de guardá-la. As crianças, ou os adultos, não importa, não se convertem ao dízimo, à Palavra de Sabedoria, à observância do Dia do Senhor ou à oração ouvindo alguém falar desses princípios. É vivendo de acordo com o evangelho que o aprendemos. (…)

    (…) Nunca ficamos conhecendo verdadeiramente qualquer coisa quanto aos ensinamentos do evangelho antes de termos experimentado as bênçãos que provêm de viver de acordo com cada princípio.” (Stand Ye in Holy Places, 1974, p. 215.)

    Muitas vezes, as revistas da Igreja contêm histórias inspiradoras que dão exemplos de bênçãos que os membros da Igreja tenham recebido por viverem de acordo com o evangelho. Você pode encontrar as histórias que ensinam uma determinada doutrina ou princípio examinando o índice da revista. Considere a idéia de contar algumas dessas histórias em classe.

    Ao concluir cada aula, peça aos alunos que coloquem em prática o que aprenderam. Assegure-se de deixar tempo suficiente no final para fazer o tipo de apelo que os inspirará a agir. Planeje a maneira de fazer esses apelos. Depois da lição 9 (“Os Filhos São Herança do Senhor”), por exemplo, você poderia recapitular os princípios fundamentais da lição e pedir aos alunos que se comprometam a passar algum tempo a sós com cada filho.

    Incentive os Alunos a Utilizarem o Guia de Estudos do Curso

    Como parte da preparação para a aula, você deveria examinar o material correspondente contido em Relacionamento Conjugal e Familiar Guia de Estudo do Participante (36357 059). Planeje o que fará para incentivar os alunos a (1) colocar em prática ao menos uma das sugestões da seção “Sugestões daAplicação” e (2) ler o artigo, ou os artigos, de cada lição. Saliente que os casais se beneficiariam muito lendo e discutindo juntos os artigos do guia de estudos.

    Os alunos devem levar sempre o guia de estudos para a aula.

    Atenda às Necessidades de Quem Não Tem uma Família Tradicional

    Esteja alerta e tenha tato quanto à situação de cada aluno. Alguns podem ser solteiros, viúvos, divorciados ou estar enfrentando alguma outra situação familiar difícil. Tenha sempre em mente a seguinte declaração do Presidente Spencer W. Kimball, que foi o 12º Presidente da Igreja:

    ”(…) Continuamos mantendo o ideal de como as famílias da Igreja deveriam ser. O fato de que algumas pessoas, neste momento, não têm o privilégio de ter umafamília dessas não é motivo para deixarmos de falar do assunto. Entretanto, tratamos da vida familiar com tato, sabendo que muitos (…), atualmente, não têm o privilégio de pertencer a uma família assim e de contribuir com ela. Não podemos, porém, abandonar esse padrão; pois muitas outras coisas dependem dele.” (The Teachings of Spencer W. Kimball, Edward L. Kimball (org.), 1982, pp. 294–295.)

    Como Lidar com os Problemas Familiares Sérios

    Incentive a participação dos alunos, mas certifique-se de que eles compreendam que não devem contar os detalhes dos problemas sérios da família. Caso peçam conselhos quanto a algum problema sério, incentive-os com o máximo tato a ter uma conversa particular com o bispo, que é quem poderá aconselhá-los. Épossível que ele recomende que procurem algum órgão de assistência da comunidade que tenha padrões compatíveis com os da Igreja.

    Os Materiais que Você Deveria Utilizar

    A Igreja produziu recursos suficientes para ajudá-lo a ensinar as doutrinas e os princípios verdadeiros relacionados ao casamento e à família. Abstenha-se de utilizar outros materiais, produzidos com fins comerciais, ao preparar-se ou ao ensinar. O seu principal recurso para dar as aulas deste curso são as escrituras, este manual e o Relacionamento Conjugal e Familiar Guia de Estudo do Participante.

    Os materiais deste curso foram preparados com base em profunda reflexão e muitas orações.

    Outros Recursos

    Os seguintes recursos produzidos pela Igreja contêm mais informações quanto aos assuntos discutidos neste curso, e podem ser conseguidos por intermédio dos centros de distribuição da Igreja. Sugere-se que você incentive os alunos a utilizarem esses materiais com a própria família. (Eles encontram-se relacionados na página vi do Relacionamento Conjugal e Familiar Guia de Estudo do Participante)

    Guia da Família (31180 059) Esse guia descreve a organização da família, contém informações quanto ao ensino do evangelho em casa e esboça o procedimento da realização das ordenanças e bênçãos do sacerdócio.

    • Artigos sobre o casamento e a família publicados nas revistas da Igreja.

    • Noite Familiar: Livro de Recursos (31106 059). Esse livro ajuda os pais e os filhos a prepararem as lições da noite familiar (páginas 3–160, 173–232); contémidéias para transformar a noite familiar em um sucesso (páginas 163–170); e inclui sugestões de como ensinar princípios e responsabilidades específicas aos filhos (páginas 235–262). Contém também idéias de atividades em família(páginas 265–339).

    • Ensino, Não Há Maior Chamado (36123 059). Esse recurso contém alguns princípios e sugestões práticas para ajudar os membros da Igreja a serem melhores professores do evangelho. A parte D, Ensino no Lar (páginas 125–148) é especialmente útil para os pais.

    • Guia de Ensino (34595 059). Esse guia contém sugestões para melhorar o ensino e o aprendizado do evangelho.

    • Para o Vigor da Juventude (34285 059). Esse folheto esboça os padrões da Igreja quanto ao namoro, vestuário e aparência, amizades, honestidade, linguajar, meios de comunicação, saúde física e mental, música e dança, pureza sexual, comportamento no domingo, arrependimento, dignidade e serviço.

    • Guia para os Pais (31125 059). Esse manual contém sugestões para ajudar os pais a ensinarem aos filhos as coisas referentes à sexualidade.

    • Pedra Angular de um Lar Feliz (33108 059). Esse folheto contém um discurso feito pelo Presidente Hinckley quando era o Segundo Conselheiro na Primeira Presidência.

    • Guia de Finanças da Família, A Liahona, abril de 2000, pp. 42–47. Esse artigo, escrito pelo Élder Marvin J. Ashton, do Quórum dos Doze Apóstolos, contém sugestões práticas quanto à administração das finanças da família.