O Arrependimento e a Expiação
anterior seguinte

Artigo sobre o Pôster

O Arrependimento e a Expiação

O Pai Celestial sabia que, como mortais, não poderíamos ser perfeitos. Assim, escolheu a Jesus Cristo, que é perfeito, para ser nosso Salvador.

Para ajudar a explicar o que o Salvador fez por nós, o Presidente Boyd K. Packer, Presidente Interino do Quórum dos Doze Apóstolos, contou a história de um homem que pediu emprestado uma grande quantia de dinheiro. Ele comprou algo que sempre desejara. Mas, quando a conta chegou, não tinha o suficiente para pagá-la. Ele sabia que seu credor tiraria seus bens como pagamento e o colocaria na cadeia.

Então, seu amigo veio resgatá-lo. O amigo perguntou: “Se eu pagar a dívida, você me aceitará como seu credor?” O homem concordou, muito agradecido, e seu amigo disse-lhe: “Você pagará o débito para mim, e estabelecerei os termos do pagamento. Não será fácil, mas será possível”.

Por estar o amigo disposto e ser capaz de pagar, o credor recebeu o dinheiro que lhe era devido. Ao mesmo tempo, o homem pôde conservar seus bens e não ir para a prisão. (Ver “O Mediador”, A Liahona , outubro de 1977, págs. 54–55.)

Como o amigo, na história, Jesus Se oferece para pagar nossas “dívidas”. Ele sobrepujou a morte para que pudéssemos todos ressuscitar e sofreu pelos nossos pecados, para que não tivéssemos de sofrer, se nos arrependêssemos. (Ver D&C 19:16.) Em retribuição, Ele nos pede para que sigamos certos “termos”, ou regras — arrependermo-nos e guardar os mandamentos. Ao fazermos isso, Jesus torna possível voltarmos, algum dia, ao Pai Celestial.

Atividades e Idéias para a Noite Familiar

  1. Para lembrá-lo de seguir os exemplos de Jesus, recorte estas duas páginas pelas linhas contínuas. Dobre-as para formar um livreto. (Ver ilustrações.)

  2. Durante a noite familiar, ou quando fizer um discurso na Primária, use as gravuras de Jesus para falar a respeito de Sua vida. Use as gravuras de crianças modernas para descrever meios pelos quais podemos seguir o exemplo do Salvador.

  3. Para uma atividade de noite familiar, debata cada uma das gravuras do livreto que você fez. Depois, peça a cada membro da família que corte e dobre um pedaço de papel, de modo que forme um livreto como o abaixo. Peça a cada membro da família que escreva ou desenhe em cada página uma figura de como ele ou ela pode seguir o Salvador (por exemplo: estudando as escrituras, freqüentando a Igreja, ou ajudando alguém).