Conferência Geral
    A Bússola do Senhor
    Notas de rodapé
    Theme

    A Bússola do Senhor

    Os profetas e apóstolos de todas as eras são nossa bússola do Senhor. Sua orientação dada por intermédio deles é clara.

    Irmãos e irmãs, sentado aqui, senti um grande desejo de expressar-lhes meu amor e assegurar a todos que estão ao alcance de minha voz quanto ao amor de seu Pai Celestial. Em nome das Autoridades Gerais, expresso-lhes gratidão por sua disposição de vir hoje aqui para serem nutridos pela boa palavra de Deus.

    Gosto de caminhar nas montanhas e, enquanto caminho na mata, muitas vezes uso uma bússola, mapas e sinais para guiar-me até meu destino. Essas ferramentas são muito úteis, diria até indispensáveis, quando me deparo com caminhos e trilhas desconhecidas que seguem em várias direções.

    A vida está cheia de estradas e trilhas que se cruzam. Há tantos caminhos a seguir, tantas vozes dizendo “Eis aqui” ou “Eis ali”1. Há tanta variedade e volume de mídia transbordando em nossa vida, a maioria com o intuito de guiar-nos para um caminho espaçoso e trilhado por muitos.

    Ao ponderar sobre qual dessas vozes ouvir ou qual caminho entre tantos é o correto, já perguntaram a si mesmos, como fez Joseph Smith: “O que deve ser feito? Quem [ou qual] dentre [todas essas vozes e caminhos] está certo, ou estão todos igualmente errados? Se algum deles é correto, qual é, e como poderei sabê-lo?”2 Meu testemunho a vocês é que Jesus Cristo continua a marcar a trilha, a guiar o caminho e a definir cada ponto de nossa jornada. Seu caminho é estreito e apertado e conduz à luz e “à vida eterna onde Deus habita em plena luz”3. Posso compartilhar com vocês um exemplo das escrituras?

    Quando o Senhor ordenou, Leí e seus filhos partiram de Jerusalém e iniciaram uma jornada épica em direção à terra prometida. Depois de acamparem por uma temporada num vale perto de um rio, o Senhor disse a Leí certa noite, que estava na hora de continuar sua viagem pelo deserto. Com muitas coisas em mente com que se preocupar ele saiu à porta de sua tenda na manhã seguinte e, para sua grande surpresa, encontrou um objeto à sua frente, no chão, que só poderia ter sido colocado ali pela mão de Deus. Era uma bússola, a Liahona no idioma deles, e seus ponteiros foram preparados para guiá-los em sua jornada, permitindo que seguissem um caminho por onde poderiam prosperar e permanecer seguros nas partes mais férteis de sua rota. Mas isso não era tudo. Havia uma escrita nessa bússola que era clara e fácil de ser lida e que mudava de tempos em tempos, dando à família um melhor entendimento concernente aos caminhos do Senhor.4

    Durante a jornada, essa Liahona, ou bússola, mostrou ser de inestimável valor para ajudar a família de Leí a prosperar e no final alcançar seu destino. Mas é importante salientar a observação de Néfi de que a bússola funcionava somente por meio da fé, da diligência e da atenção que davam a ela. A respeito desse maravilhoso auxílio que os guiou através do deserto, Néfi simplesmente observou: “E assim vemos que, por meio de pequenos recursos, pode o Senhor realizar grandes coisas”.5

    A conclusão de Néfi não foi esquecida por Alma 500 anos depois quando lembrou seu próprio filho sobre a importância da Liahona. Ele explicou a Helamã que o Senhor havia preparado essa bússola para mostrar a seus pais o curso que deveriam seguir no deserto, mas como aquele miraculoso aparelho operava por meio de coisas pequenas, seus pais foram negligentes e esqueceram-se de exercitar sua fé e diligência. Como resultado, aquele maravilhoso instrumento cessou de trabalhar e eles não progrediram em sua jornada ou não viajaram por um caminho reto, mas se demoraram no deserto e sofreram por causa de sua negligência.6

    “Oh, meu filho”, continuou Alma, “não sejamos negligentes por ser fácil o caminho, pois isso sucedeu com nossos pais; porque assim lhes foi preparado, para que, se olhassem, pudessem viver; e a mesma coisa se dá conosco. O caminho está preparado e, se olharmos, poderemos viver para sempre. E agora, meu filho, não deixes de cuidar destas coisas sagradas. Sim, não deixes de confiar em Deus para que vivas.”7

    O Senhor fornece orientação e direção a indivíduos e famílias hoje, do mesmo modo que fez com Leí. Esta conferência geral é a própria Liahona moderna, a hora e o lugar de receber orientação e conselhos inspirados que nos fazem prosperar e ajudam-nos a seguir o caminho de Deus por meio das partes mais férteis da mortalidade. Considerem o fato de que estamos reunidos para ouvir o conselho de profetas e apóstolos que oraram fervorosamente e buscaram com todo o cuidado saber o que o Senhor gostaria que dissessem. Oramos por eles e por nós para que o Consolador nos ensine o desejo e a vontade de Deus. Certamente, não há hora nem local melhor para o Senhor orientar Seu povo do que esta conferência.

    Os ensinamentos desta conferência são a bússola do Senhor. Nos próximos dias, vocês podem, como Leí, sair à porta de sua casa e encontrar A Liahona, Ensign, ou outra publicação da Igreja, em sua caixa de correio e nela encontrar os discursos desta conferência. Como a Liahona do passado, essa nova escrita será clara e fácil de ser lida e dará a você e à sua família entendimento a respeito dos caminhos do Senhor.

    Como Néfi e Alma nos lembraram, o Senhor nos orienta em nossa jornada de acordo com a fé, diligência e atenção que damos a essa orientação. Provavelmente Ele não nos mostrará novos caminhos se não tivermos seguido fielmente as trilhas que já foram marcadas. A prosperidade concedida por Deus ao longo do caminho é alcançada por aqueles que seguem diligentemente os conselhos inspirados, fazendo deles o seu dia- a-dia até que, mais uma vez, apareça uma nova escrita para ajudá-los a progredir em sua jornada em direção à terra prometida.

    Irmãos e irmãs, os profetas e apóstolos de todas as eras são nossa bússola do Senhor. Sua orientação dada por intermédio deles é clara; o caminho traçado por eles é certo. Seu caminho, como Seu jugo é suave; mas não se deixem enganar pela facilidade do caminho, considerando-o uma coisa simples ou sem valor, mas, ao contrário, cuidem dessas coisas sagradas e olhem para o Senhor, para que sejam como Ele é e vivam com Ele — para sempre.

    Sou hoje testemunha de que as promessas de nosso Pai serão todas cumpridas; que Ele enviou Seu Filho Unigênito à Terra para marcar a trilha e mostrar o caminho; o Pai e o Filho apareceram a Joseph Smith na manhã de um lindo e claro dia, no início da primavera de 1820, restaurando a partir daí tudo o que é requerido para que o homem termine com sucesso sua jornada terrena; e testifico que um profeta hoje, o Presidente Gordon B. Hinckley, indica o caminho para aqueles que olharão e viverão para sempre. Que exerçamos nossa fé e diligência e demos atenção à direção e ponteiros das Liahonas dos últimos dias, eu oro em nome de Jesus Cristo. Amém.