Tópicos
Sacerdócio Aarônico
Notas de rodapé

Hide Footnotes

Tema

Sacerdócio Aarônico

Visão geral

O sacerdócio é o eterno poder e a autoridade de Deus. Por meio do sacerdócio, Deus criou e governa os céus e a Terra. Com esse poder, Ele redime e exalta Seus filhos e Suas filhas, levando a efeito “a imortalidade e vida eterna [deles]” (Moisés 1:39).

O Sacerdócio Aarônico é “um apêndice do maior, ou seja, do Sacerdócio de Melquisedeque” (Doutrina e Convênios 107:14). Ao servir no Sacerdócio Aarônico, o portador do sacerdócio se prepara para receber o Sacerdócio de Melquisedeque, receber as bênçãos do templo, servir como missionário de tempo integral, ser pai e marido amoroso e dar continuidade a uma vida inteira de serviço ao Senhor.

Os ofícios do Sacerdócio Aarônico são bispo, sacerdote, mestre e diácono. Com a autorização do líder presidente do sacerdócio (em geral o bispo ou o presidente do ramo), os diáconos distribuem o sacramento. Eles ajudam o bispo ou o presidente do ramo a cuidar dos membros prestando serviço ou ajudando em questões temporais, como a coleta de ofertas de jejum. Os mestres podem executar todas as tarefas dos diáconos e também recebem outras oportunidades de servir. Eles preparam o pão e a água para o sacramento e servem como irmãos ministradores. Os sacerdotes podem executar todas as tarefas dos diáconos e mestres. Com a autorização do líder presidente do sacerdócio, eles também podem abençoar o sacramento, batizar e ordenar outros aos ofícios de sacerdote, mestre ou diácono.

Hoje em dia, os membros da Igreja do sexo masculino que forem dignos podem receber o Sacerdócio Aarônico em janeiro do ano em que completam 12 anos de idade. Esses rapazes, com idade entre 11 e 17 anos, têm muitas oportunidades de participar das ordenanças sagradas do sacerdócio e de prestar serviço. Ao cumprir seus deveres dignamente, eles agem em nome do Senhor para ajudar outros a receberem as bênçãos do evangelho.

Enquanto traduzia o Livro de Mórmon, o profeta Joseph Smith encontrou referências sobre o batismo para a remissão de pecados. Em 15 de maio de 1829, o profeta e seu escrevente, Oliver Cowdery, dirigiram-se a um bosque para indagar ao Senhor sobre o batismo. Enquanto oravam, “um mensageiro do céu desceu em uma nuvem de luz”. Esse mensageiro era João Batista, o profeta que tinha batizado Jesus Cristo séculos antes. João Batista, então um ser ressurreto, impôs as mãos sobre Joseph e Oliver e conferiu a cada um deles o Sacerdócio Aarônico, que havia sido tirado da Terra durante a Grande Apostasia. Com essa autoridade, Joseph e Oliver puderam batizar um ao outro (ver Joseph Smith—História 1:68–72).

Tópicos relacionados

Escrituras

Referências das escrituras

Recursos de estudo das escrituras

Mensagens dos líderes da Igreja

Mensagens adicionais

Recursos de aprendizado

Manuais de estudo

Ensinamentos dos Presidentes da Igreja

Histórias