Estudo Pessoal e Familiar
7 a 13 de junho. Doutrina e Convênios 63: “Aquilo que vem de cima é sagrado”

“7 a 13 de junho. Doutrina e Convênios 63: ‘Aquilo que vem de cima é sagrado’”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar: Doutrina e Convênios, 2021

“7 a 13 de junho. Doutrina e Convênios 63”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar, 2021

Spring Hill, Daviess County, Missouri, de Garth Robinson Oborn

7 a 13 de junho

Doutrina e Convênios 63

“Aquilo que vem de cima é sagrado”

O Senhor disse: “Recebereis o Espírito por meio de oração” (Doutrina e Convênios 63:64). Ore para que o Espírito oriente seu estudo.

Registre suas impressões

O local para a cidade de Sião tinha sido escolhido. Os líderes da Igreja tinham visitado a área e a dedicaram como o lugar de coligação para os santos. De acordo com a história de Joseph Smith, “a terra de Sião era, então, a mais importante questão material em vista” (Doutrina e Convênios 63, cabeçalho da seção). Mas as opiniões a respeito de Sião eram diferentes entre os santos. Muitos deles estavam ansiosos para começar a coligação no Missouri. Por outro lado, pessoas como Ezra Booth estavam desapontadas com as terras de Sião e tornaram sua opinião conhecida. De fato, quando Joseph voltou para Kirtland após sua visita ao Missouri, ele descobriu que a dissensão e a apostasia tinham começado a ser introduzidas aos poucos na Igreja enquanto ele esteve ausente. Foi nesse ambiente que a revelação em Doutrina e Convênios 63 foi recebida. Nela, o Senhor abordou a compra de terras e a mudança dos santos para o Missouri. Mas entre essas questões práticas havia um lembrete oportuno: “Eu, o Senhor, faço ouvir a minha voz, e ela será obedecida” (versículo 5). Sua voz, Sua vontade e Suas ordens — tudo isso “[vêm] de cima” — e não devem ser tratadas com cinismo ou descaso. “É sagrado e deve ser mencionado com cuidado” (versículo 64).

Ideias para o estudo pessoal das escrituras

Doutrina e Convênios 63:1–6, 32–37

A ira do Senhor está acesa contra o iníquo e o rebelde.

Quando essa revelação foi recebida, Joseph Smith estava enfrentando muitas críticas de vários membros da Igreja que se voltaram contra ele (ver “Ezra Booth e Isaac Morley”, em Revelações em Contexto, p. 136). Que advertências o Senhor faz em Doutrina e Convênios 63:1–6, 32–37 a respeito dos “iníquos e os rebeldes”? De que modo tais advertências são uma evidência do amor de Deus?

Doutrina e Convênios 63:7–12

Os sinais vêm pela fé e a vontade de Deus.

Sinais e milagres sozinhos não são suficientes para produzir uma fé duradoura. No início de 1831, Ezra Booth, um ministro metodista de Kirtland, decidiu ser batizado depois de ver Joseph Smith curar milagrosamente o braço de sua amiga, Elsa Johnson.

No entanto, em poucos meses, Booth perdeu a fé e começou a criticar o profeta. Como isso poderia ter acontecido, levando-se em conta o milagre que ele testemunhara? Pense sobre isso enquanto lê Doutrina e Convênios 63:7–12. Pense também sobre por que algumas pessoas recebem sinais “em benefício dos homens para [a] (…) glória [de Deus]” (versículo 12) e outros os recebem “para (…) condenação” (versículo 11). Com base no que leu, como o Senhor deseja que você considere os sinais e se sinta a respeito deles?

Ver também Mateus 16:1–4; João 12:37; Mórmon 9:10–21; Éter 12:12, 18.

Doutrina e Convênios 63:13–23

A castidade significa manter puros meus pensamentos e minhas ações.

A maioria das pessoas reconhece que o adultério é errado. Mas em Doutrina e Convênios 63:13–19, o Salvador deixou claro que pensamentos lascivos também têm graves consequências espirituais. “Por que a luxúria é um pecado tão mortal?”, perguntou o élder Jeffrey R. Holland: “Além do impacto espiritualmente destrutivo que tem sobre a alma, acho que é um pecado porque macula o mais elevado e santo relacionamento que Deus nos concede na mortalidade: o amor que um homem e uma mulher sentem um pelo outro e o desejo que o casal tem de gerar filhos em uma família planejada para ser eterna” (“Não dar mais lugar ao inimigo de minha alma”, A Liahona, maio de 2010, pp. 44–45).

Que consequências o Senhor menciona em Doutrina e Convênios 63:13–19 que aqueles que não se arrependem de pensamentos e ações impuras terão que sofrer? Observe as bênçãos prometidas pelo Salvador nos versículos 2023 àqueles que permanecem fiéis. Que bênçãos você recebe em sua vida por obedecer à lei da castidade? Como o Salvador o ajuda a se tornar ou permanecer puro?

Ver também Doutrina e Convênios 121:45; Linda S. Reeves, “Dignas das bênçãos a nós prometidas”, A Liahona, novembro de 2015, p. 9.

Somos abençoados quando mantemos puros nossos pensamentos e nossas ações.

Doutrina e Convênios 63:24–46

O Senhor dirige os assuntos espirituais e materiais de Seus santos.

Depois que o Senhor identificou o local onde Sião deveria ser construída, os santos em Ohio ainda precisavam de orientação sobre quando começar a mudança e como conseguir dinheiro para comprar a terra. Ao ler Doutrina e Convênios 63:24–46, identifique a orientação espiritual e material que o Senhor deu a respeito de Sião. Que orientações espirituais e materiais o Senhor tem dado a você?

Ideias para o estudo das escrituras em família e para a noite familiar

Doutrina e Convênios 63:7–12.

A história de quando Ezra Booth deixou a Igreja, mesmo tendo presenciado a cura de Elsa Johnson (ver um breve detalhe em “Ideias para o estudo pessoal das escrituras” e a gravura que acompanha este esboço) poderia iniciar um debate sobre milagres. Talvez vocês possam falar sobre milagres que fortaleceram sua fé, inclusive experiências de sua família ou de sua história familiar. Como cada um exerceu a fé necessária para receber esses milagres? O que Doutrina e Convênios 63:7–12 ensina sobre fé e milagres e como eles se relacionam?

Doutrina e Convênios 63:13–19.

Como podemos nos proteger de influências negativas, inclusive da pornografia? (Você pode encontrar muitos recursos úteis para a família no site AddressingPornography.ChurchofJesusChrist.org.) Quais são as bênçãos de guardarmos a lei da castidade?

Doutrina e Convênios 63:23.

Como você pode ajudar sua família a entender que “os mistérios [do] (…) reino”, ou as verdades do evangelho, são “como uma fonte de água viva”? Por exemplo, vocês poderiam ir a uma fonte de água ou a um rio próximos de casa (ou mostrar um vídeo ou uma foto). De que maneira as verdades do evangelho são como a água?

Doutrina e Convênios 63:58.

Que advertências encontramos na seção 63? Quais são algumas das advertências que estamos ouvindo de nossos líderes da Igreja hoje em dia?

Doutrina e Convênios 63:58–64.

Mostre para sua família um objeto que represente um tesouro familiar. Como tratamos esse objeto de modo diferente dos outros que não são tão valiosos? O que Doutrina e Convênios 63:58–64 nos ensina sobre o que podemos fazer para mostrar grande respeito pelas coisas sagradas?

Para mais ideias sobre como ensinar crianças, ver o esboço desta semana em Vem, e Segue-Me — Primária.

Música sugerida: “Reverência é amor”, Músicas para Crianças, p. 12.

Aperfeiçoar o estudo pessoal

Viva o que está aprendendo. “Ao sentir a alegria que provém da compreensão do evangelho, você terá o desejo de colocar em prática o que aprendeu. Faça um esforço para ter uma vida que esteja em harmonia com a sua compreensão. Isso irá fortalecer sua fé, seu conhecimento e seu testemunho” (Pregar Meu Evangelhop. 19).

Healing of Elsa Johnson’s Shoulder, de Sam Lawlor.