2015
    Nosso Espaço
    Notas de rodapé
    Theme

    Nosso Espaço

    Os Bombeiros e a Armadura de Deus

    Our Space

    Ilustrações: Julia Yellow

    Como o dia estava tranquilo em meu trabalho de bombeiro voluntário, decidi ler o Livro de Mórmon. Quando um de meus colegas me viu lendo, perguntou se eu sabia como poderíamos vestir a armadura de Deus nos tempos modernos. Enquanto conversávamos, o alarme tocou. Era um incêndio numa loja das proximidades.

    Rapidamente colocamos nossa roupa de combate e seguimos direto para lá. As chamas eram enormes e, ao nos aproximarmos do estabelecimento comercial, algo explodiu em nossa direção. Fomos envolvidos pelas labaredas. Com o estouro, meu colega e eu ficamos desorientados por alguns segundos. Mas, graças a nossos equipamentos e nossas roupas de proteção, não ficamos feridos.

    Quando voltamos ao quartel depois de apagar o incêndio, perguntei a meu colega se ainda se lembrava de sua pergunta sobre a armadura de Deus. Ao responder que sim, expliquei que a armadura de Deus é como nossos equipamentos de proteção contra incêndio. Devemos vesti-la sempre a fim de resistir aos fortes ataques do adversário. Se guardarmos os mandamentos, seremos abençoados com o poder protetor da armadura de Deus, e o Espírito Santo será nosso guia.

    Fernando de la Rosa Marrón, México

    Minha Escritura Favorita

    I Samuel 16:7. “Porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.”

    Antes de entrar para a Igreja, sempre me considerara uma pessoa comum com capacidades comuns. Achava que não tinha nada de valor a oferecer. Temia mostrar às pessoas quem eu era, com medo de ser rejeitada e magoada. Achava que todos a minha volta eram mais fortes, inteligentes e melhores que eu.

    Mas essa perspectiva mudou quando me tornei membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Aprendi que somos todos filhos de Deus e herdamos qualidades divinas. Hoje entendo que não há competição para ver quem é o mais inteligente, mais rico ou mais bonito. Aos olhos do Senhor, estamos todos em pé de igualdade, e é Ele que julga — não com base em nossas características físicas, mas em nossa obediência e nosso desejo de seguir o caminho que Ele traçou.

    Joan Azucena, Filipinas

    Vai Trabalhar aos Domingos?

    Our Space

    Ilustrações: Julia Yellow

    Quando eu tinha 15 anos, adquiri um testemunho do evangelho de Jesus Cristo e foi com grande alegria que me filiei à Igreja. Naquela época, trabalhava para ajudar nas despesas da família. Contudo, pouco depois do batismo perdi o emprego.

    Precisava achar logo um novo trabalho, pois minha família dependia de mim, mas todos os empregos aos quais me candidatava exigiam trabalho aos domingos. Recusei muitas ofertas por saber que precisava estar na igreja no Dia do Senhor (ver D&C 59:9–10).

    Após dois meses de busca, ainda não tinha arranjado trabalho. Minha mãe não era membro da Igreja e, embora acreditasse em Deus, ficou muito zangada por eu deixar passar tantas oportunidades de emprego.

    Certa noite, virou-se para mim com lágrimas nos olhos e perguntou: “Por que Deus está deixando isso acontecer conosco se você é tão fiel ao fazer o que é certo?”

    Respondi: “Mãe, não sei por que isso está acontecendo conosco, mas sei que estou fazendo o que é certo e sei que Deus nos abençoará por isso”.

    Na manhã seguinte, alguém me ofereceu uma quantia considerável para ajudar numa mudança e transportar cargas pesadas de uma casa para outra. Foi um trabalho extenuante, mas quando recebi o dinheiro fui direto para casa e fiz uma oração de gratidão. Em pouco tempo, achei um emprego que me permitia folgar aos domingos e, desde aquela época, nunca mais fiquei desempregado.

    Felizmente escolhi santificar o Dia do Senhor. Há muitos desafios na vida, mas sei que, se apesar deles nos empenharmos para ser fortes, o Senhor nos abençoará.

    Sahil Sharma, Índia