Jovens Menu

    Quatorze maneiras de colocar sua saúde emocional de volta nos eixos

    Heather J. Johnson A autora mora em Idaho, EUA.

    Quando você estiver se sentindo emocionalmente exausto, há algumas maneiras infalíveis de voltar a se sentir cem por cento de novo.

    A vida sem dúvida pode ser emocionalmente desgastante às vezes, mas, quando somos emocionalmente autossuficientes, conseguimos suprir nossas necessidades emocionais e lidar com os altos e baixos do dia a dia. Isso não significa que nunca vamos precisar de ajuda. Pelo contrário, ser emocionalmente autossuficiente é saber quando conseguimos lidar sozinhos com as pressões emocionais e quando precisamos pedir ajuda e apoio de outros.

    Conforme aprendemos sobre como nos sentir em relação às emoções e como reagir a elas de modo saudável, nós nos tornamos mais bem preparados e disponíveis para servir no reino de Deus. Algumas das seguintes ideias podem ser úteis em sua busca de autossuficiência emocional.1

    O que você pode fazer

    Tente aplicar uma ou duas destas ideias nas próximas semanas. Troque ideias com outras pessoas sobre o que mais você pode tentar fazer para se tornar emocionalmente autossuficiente.

    1. Faça o básico: oração, estudo das escrituras, frequência às reuniões da Igreja e prestar serviço. Concentre-se na gratidão.
    2. Cuide bem de sua saúde física. Certifique-se de que esteja comendo de maneira saudável, dormindo o suficiente e exercitando-se. Nossa saúde física influencia nossa saúde emocional.
    3. Mantenha um diário pessoal. Parte de ser emocionalmente autossuficiente é estar em sintonia com suas emoções. Manter um diário pessoal é uma boa maneira de processar os sentimentos.
    4. Converse sinceramente sobre seus sentimentos com amigos ou familiares. Conversar sobre seus sentimentos com outra pessoa é uma válvula de escape saudável que pode ajudar a manter sua saúde emocional equilibrada.
    5. Ore pedindo ajuda em vez de correções. Pense na possibilidade de trocar frases do tipo “Pai Celestial, por favor, ajuda-me a equilibrar minhas emoções” por outras do tipo “Pai Celestial, por favor, mostra-me o que preciso aprender e fazer para equilibrar minhas emoções por conta própria”.
    6. Avalie seu equilíbrio na vida. Verifique quanto tempo e energia você dedica à sua família, à sua própria vida, ao serviço, ao trabalho e à recreação. Quando uma das áreas estiver roubando o tempo das outras, você começa a perder o sono, a energia e a concentração. Isso significa que é hora de rever suas prioridades e recuperar o equilíbrio.
    7. Não procrastine. Ficar adiando as coisas pode resultar em depressão. Divida as grandes tarefas em partes menores. Comece a fazer algo, lembrando-se do seguinte: “Tudo o que preciso fazer no momento é ________”, ou “Vou fazer isso somente por alguns minutos e depois faço uma pausa se tiver vontade”.
    8. Visualize o sucesso. Preocupar-se pode ser uma maneira de praticar mentalmente o fracasso. Em vez de ensaiar o que pode dar errado ou ficar constantemente se preocupando com o “e se”, pratique mentalmente os resultados positivos e faça planos para alcançá-los. Se as coisas não saírem como você esperava, imagine-se aprendendo com o contratempo e seguindo em frente.
    9. Concentre-se nas coisas que você faz certo e não se compare com outras pessoas. As pessoas com expectativas extremamente elevadas para si mesmas tendem a se concentrar demasiadamente nas próprias fraquezas e fracassos. Depois, em vez de melhorar, pode ser que se sintam desanimadas. Faça uma lista de seus valores, seus talentos, suas experiências e seus dons. Planeje como você pode usar esses pontos fortes de modo criativo nesta semana.
    10. Desapegue-se daquilo que não é capaz de controlar. O passado, o arbítrio dos outros, o clima, suas limitações ou a personalidade de outras pessoas estão fora de seu controle. Concentre-se naquilo sobre o que consegue atuar, como seu comportamento, sua parte em um relacionamento, suas escolhas atuais e sua atitude.
    11. Aceite a realidade de algumas rotinas entediantes. Nem tudo na vida é profundamente significativo e emocionante. Evite criar drama, intensidade ou conflito para lidar com o tédio. Em vez disso, aprecie e desfrute o que há de bom a seu redor e procure maneiras de melhorar e de servir.
    12. Não alimente sua raiva. As pessoas têm mais probabilidade de se sentirem zangadas quando decidem ver as outras como (1) ameaçadoras, (2) injustas ou (3) desrespeitosas. Em vez disso, veja se consegue pensar em alguma explicação mais caridosa para o comportamento delas. Por exemplo: Talvez estejam cansadas, desinformadas, inseguras ou achem que estão sendo prestativas. Tome a decisão de não alimentar sua raiva.
    13. Resista à tendência de culpar a si mesmo ou aos outros. Em vez disso, encontre o problema e peça ajuda a outra pessoa para corrigir o problema, independentemente de quem for a culpa.
    14. Ouça o Espírito, não o negativismo. Se estiver tendo pensamentos depreciativos, de zombaria, raiva, sarcasmo, reclamação, crítica ou xingamento, eles não vêm do Senhor. Afaste-os. Cante um hino, recite uma escritura ou faça uma oração para trazer de volta o Espírito.

    NOTAS

    1. Extraído de “Recursos para lidar com exigências emocionais”, Ajustar-se à Vida Missionária, 2013, pp. 29–34; “Tornar-se emocionalmente autossuficiente”, Blog de Autossuficiência, 21 de fevereiro de 2017, srs.LDS.org.

    Este artigo foi publicado originalmente na revista Liahona de janeiro de 2019.

    Erro no envio do formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

     
    1000 caracteres restantes

    Compartilhe sua experiência