Primária
19 a 25 de julho. Doutrina e Convênios 81–83: “Porque a quem muito é dado, muito é exigido”
anterior seguinte

“19 a 25 de julho. Doutrina e Convênios 81–83: Porque a quem muito é dado, muito é exigido’”, Vem, e Segue-Me — Primária: Doutrina e Convênios, 2021

“19 a 25 de julho. Doutrina e Convênios 81–83”, Vem, e Segue-Me — Primária, 2021

Cristo e o Jovem Rico, de Heinrich Hoffman

19 a 25 de julho

Doutrina e Convênios 81–83

“Porque a quem muito é dado, muito é exigido”

Como podem as revelações que se encontram em Doutrina e Convênios 81–83 ajudar as crianças que você está ensinando a fazer o bem em meio a seus familiares e amigos?

Registre suas impressões

Convidar todos a participar

Peça às crianças que contem algo que elas fizeram para ajudar alguém nesta semana. De que modo o empenho de prestar serviço às pessoas ajuda a nos tornarmos mais semelhantes a nosso Salvador?

Ensinar a doutrina: Crianças menores

Doutrina e Convênios 81:3

Devo orar sempre.

Quando o Senhor chamou Frederick G. Williams para ser conselheiro do profeta Joseph Smith, Ele aconselhou Frederick a ser “fiel (…) com oração constante”.

Atividades sugeridas

  • Leia para as crianças o conselho dado pelo Senhor de ser “fiel (…), com oração constante, em voz alta e em teu coração, em público e em particular” (Doutrina e Convênios 81:3). Explique o que significa orar no coração e conte um exemplo pessoal. Ajude as crianças a pensar em ocasiões nas quais elas podem orar “em público e em particular”.

  • Ensine as crianças a orar. Saliente que elas podem agradecer ao Pai Celestial pelas bênçãos recebidas e pedir a Ele as coisas de que necessitam. Um hino sobre oração, como “Ó Pai querido, dou graças” (Músicas para Crianças, p. 9), pode ajudar as crianças a saber o que dizer nas orações. Dê a cada criança a oportunidade de fazer uma breve oração.

  • Peça às crianças que pensem em coisas pelas quais podem agradecer ao Pai Celestial ou que podem pedir a Ele. Deixe que desenhem essas coisas e mostrem para a classe.

Doutrina e Convênios 81:5; 82:19

Posso servir às pessoas ao meu redor.

O Pai Celestial conhece as necessidades de cada um de Seus filhos, e Ele com frequência usa outras pessoas — como as crianças que você está ensinando — para ajudar a suprir essas necessidades. Como você pode ajudar as crianças a reconhecer as necessidades das pessoas e prestar serviço a elas?

Atividades sugeridas

  • Leia Doutrina e Convênios 81:5 para as crianças e ajude-as a entender frases como “socorre os fracos” e “ergue as mãos que pendem”. Deixe que encenem maneiras pelas quais podemos fazer o que o Senhor pede nesse versículo. Use gravuras ou vídeos para contar histórias simples sobre Jesus Cristo prestando serviço às pessoas (ver Livro de Gravuras do Evangelho, nºs 41, 42, 46, 4755; biblevideos.ChurchofJesusChrist.org). Como podemos seguir o exemplo do Salvador ajudando o próximo?

  • Cante a quarta estrofe de “O amor do Salvador” (Músicas para Crianças, pp. 42–43) ou outro hino sobre serviço. Relate uma ocasião em que alguém ajudou você a sentir o amor do Salvador prestando-lhe serviço.

  • Leia Doutrina e Convênios 82:19 para as crianças, salientando a frase “procurando os interesses de seu próximo”. Explique-lhes que isso significa fazer coisas que ajudem nosso próximo — inclusive nossa família. Ajude as crianças a pensar em maneiras pelas quais elas podem prestar serviço a alguém nesta semana.

    Deus pede que sirvamos ao próximo para demonstrar nosso amor por Ele.

Doutrina e Convênios 82:10

Deus me promete bênçãos quando obedeço a Ele.

À medida que crescem, as crianças podem se perguntar o motivo pelo qual Deus nos dá tantos mandamentos. Você pode ajudar as crianças a entender que Ele nos dá mandamentos para nos abençoar.

Atividades sugeridas

  • Ajude as crianças a pensar nos mandamentos que Deus nos deu (ver, por exemplo, Êxodo 20:4–17; Mateus 22:37–39; Doutrina e Convênios 89:5–17). Faça desenhos no quadro para ajudar as crianças a entender esses mandamentos e a se lembrar deles. Dê exemplos de como os mandamentos de Deus podem nos abençoar e nos proteger.

  • Leia para as crianças: “Eu, o Senhor, estou obrigado quando fazeis o que eu digo” (Doutrina e Convênios 82:10). Peça às crianças que repitam essa frase várias vezes com você e pense em maneiras de ajudá-las a se lembrarem dela, como pedindo que batam palmas no ritmo da frase. Testifique-lhes que, quando obedecemos aos mandamentos de Deus, Ele cumpre as promessas que nos faz.

Ensinar a doutrina: Crianças maiores

Doutrina e Convênios 81:3

Posso orar “em voz alta e em [meu] coração”.

Como você pode inspirar as crianças a se voltarem para o Senhor em “oração constante” quando estiverem necessitadas?

Atividades sugeridas

  • Peça a alguém que leia Doutrina e Convênios 81:3 e pergunte às crianças o que significa orar “em teu coração”. Conte uma experiência pessoal na qual você orou em voz alta ou em seu coração, e o Senhor ajudou você. Convide também as crianças a compartilhar suas próprias experiências. De que modo a oração nos aproxima do Pai Celestial?

  • Leia ou cante com as crianças um hino sobre oração, como “Secreta oração” ou “Com fervor fizeste a prece?” (Hinos, nºs 81, 83). Peça às crianças que compartilhem uma frase do hino que as ajude a entender algo sobre oração. Dê-lhes tempo para ponderar o que podem fazer para melhorar suas orações e depois anote suas ideias.

Doutrina e Convênios 81:5

Deus quer que eu sirva e fortaleça os necessitados.

Ajude as crianças a entender que há muitas maneiras pelas quais elas podem prestar serviço a familiares, amigos e vizinhos todos os dias.

Atividades sugeridas

  • Desenhe mãos e joelhos no quadro. Peça às crianças que leiam Doutrina e Convênios 81:5 para saber o que o Senhor diz a respeito dessas partes do corpo. Vejam o vídeo “Passe Adiante” (ChurchofJesusChrist.org) ou conte como você e as crianças viram pessoas prestar serviço umas às outras. Como podemos estar mais cientes das pessoas necessitadas ao nosso redor? Convide as crianças a prestarem serviço a pelo menos uma pessoa nesta semana. Para ideias sobre como servir ao próximo, cante um hino sobre serviço, como “Neste mundo” (Hinos, nº 136).

  • Peça às crianças que se revezem enfileirando dominós (ou objetos semelhantes) enquanto citam maneiras pelas quais podem servir ao próximo. Peça a uma criança que derrube um dominó e veja como isso afeta os outros. Como o serviço que prestamos pode ter um efeito semelhante nas pessoas ao nosso redor? (Vejam também o vídeo “Dominós”, ChurchofJesusChrist.org.) Relate como o amoroso serviço prestado por alguém o incentivou a servir a outra pessoa.

Doutrina e Convênios 82:8–10

Deus me promete bênçãos quando obedeço a Ele.

À medida que as crianças desenvolvem confiança nas promessas de Deus, sua disposição de obedecer aos mandamentos aumentará.

Atividades sugeridas

  • Peça às crianças que imaginem que tenham um amigo que acha que Deus deu mandamentos demais. Peça-lhes que examinem Doutrina e Convênios 82:8–10 e identifiquem algo que ajudaria seu amigo a entender por que Deus dá mandamentos. Conte como os mandamentos de Deus abençoaram você e convide as crianças a dizerem o que pensam também.

  • Para ajudar as crianças a entender as promessas que o Pai Celestial nos fez, divida a classe em três grupos e entregue a cada grupo uma das seguintes escrituras para ler: Doutrina e Convênios 1:37–38; 82:10; 130:20–21. Convide-as a compartilhar o que aprenderam sobre as promessas do Pai Celestial. Como nossa obediência afeta as bênçãos que podemos receber? Ajude as crianças a pensar em exemplos da vida delas ou das escrituras nos quais a obediência resultou em bênçãos de Deus.

  • Conte uma experiência pessoal que testifique sobre os princípios ensinados em Doutrina e Convênios 82:8–10. Como você passou a confiar no Senhor e em Suas promessas?

Incentivar o aprendizado no lar

Peça às crianças que pensem em como gostariam de prestar serviço a alguém da família nesta semana. Na próxima aula, deixe que contem o que elas fizeram.

Aperfeiçoar o ensino

Ajudar as crianças a se tornarem melhores aprendizes. Ensinar significa mais do que apenas transmitir informações. Significa ajudar as pessoas a desenvolver autossuficiência espiritual. Em vez de, por exemplo, simplesmente dizer às crianças como elas podem servir ao próximo, incentive-as a ter elas mesmas as suas próprias ideias.