Estudo Pessoal e Familiar
20 a 26 de setembro. Doutrina e Convênios 106–108: “Que se lhes abram os céus”
anterior próximo

“20 a 26 de setembro. Doutrina e Convênios 106–108: ‘Que se lhes abram os céus’”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar: Doutrina e Convênios 2021

“20 a 26 de setembro. Doutrina e Convênios 106–108”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar, 2021

20 a 26 de setembro

Doutrina e Convênios 106–108

“Que se lhes abram os céus”

O élder Ulisses Soares ensinou: “Necessitamos permanecer com [o Salvador], mergulhando nas escrituras, aprendendo delas, regozijando-nos nelas, aprendendo Sua doutrina e nos esforçando para viver como Ele viveu” (“Como poderei eu entender?”, Liahona, maio de 2019, p. 7). Ao mergulhar em Doutrina e Convênios 106–108, anote maneiras pelas quais você pode se esforçar para viver as verdades que descobrir.

Registre suas impressões

A princípio, pode parecer que Doutrina e Convênios 107 trata apenas da organização dos ofícios do sacerdócio na estrutura de liderança para a Igreja do Senhor. Na verdade, na época em que essa revelação foi publicada, o número de membros da Igreja já estava ultrapassando a capacidade dos poucos líderes que tinham sido chamados. Por isso, definir o papel da Primeira Presidência, do Quórum dos Doze, dos setenta, dos bispos e das presidências de quórum certamente foi necessário e muito útil. Mas há muito mais em termos de instrução divina na seção 107 do que apenas como organizar os ofícios e os quóruns do sacerdócio. Nessa seção, o Senhor nos ensina sobre a antiga ordem do sacerdócio que foi “instituída nos dias de Adão” (versículo 41). Seu propósito, desde o início, tem sido tornar possível que os filhos de Deus — inclusive você — recebam as ordenanças de salvação do evangelho e obtenham “todas as bênçãos espirituais da igreja — ter o privilégio de receber os mistérios do reino do céu, [e] de que se lhes abram os céus” (versículos 18–19).

Ver “Restaurar a antiga ordem”, Revelações em Contexto, pp. 215–219.

Ideias para o estudo pessoal das escrituras

Doutrina e Convênios 106108

O Senhor instrui, incentiva e apoia aqueles que Ele chama para servir.

Em Doutrina e Convênios 106108, o Senhor deu conselhos e promessas a dois membros que foram chamados para servir na Igreja. Que frases nessas revelações lhe trazem incentivo e dão ideias a respeito de sua própria oportunidade de servir no reino de Deus? Reflita sobre estas duas perguntas:

Que outras frases nas seções 106108 são significativas para você?

Ver também Russell M. Nelson, “Ministrar com o poder e a autoridade de Deus”, Liahona, maio de 2018, p. 68; “Warren Cowdery”, Revelações em Contexto, pp. 226–230; “‘Inspirado’ a buscar uma revelação”, Revelações em Contexto, pp. 231–235.

Doutrina e Convênios 107

O Senhor guia Sua Igreja pela autoridade do sacerdócio.

Ao estudar a Restauração do evangelho, você deve ter notado que o Senhor não costuma explicar inteiramente uma doutrina em uma única revelação. Em vez disso, Ele revela informações “linha sobre linha” (Doutrina e Convênios 98:12), conforme as circunstâncias exigem. Embora o Senhor tenha dado instruções previamente sobre o sacerdócio em 1829 (ver, por exemplo, as seções 20 e 84), Ele deu outras instruções aos santos em 1835 sobre ofícios específicos do sacerdócio necessários para governar e guiar Seu crescente rebanho.

Ao ler sobre os ofícios do sacerdócio a seguir, pense em como você pode apoiar com “confiança, fé e orações” (Doutrina e Convênios 107:22) as pessoas que estão servindo nesses chamados.

Doutrina e Convênios 107:1–20

As ordenanças do sacerdócio trazem bênçãos espirituais e físicas a todos os filhos do Pai Celestial.

O élder Neil L. Andersen ensinou: “O sacerdócio é o poder e a autoridade de Deus concedidos para a salvação e bênção de todos: homens, mulheres e crianças. (…) Se formos dignos, as ordenanças do sacerdócio enriquecem nossa vida na Terra e nos preparam para as magníficas promessas do mundo vindouro” (“Poder no sacerdócio”, A Liahona, novembro de 2013, p. 92). Ao ler Doutrina e Convênios 107:1–20 (ver especialmente os versículos 18–20) e o restante da mensagem do élder Andersen, anote o que você sentir sobre como o poder de Deus enriquece sua vida na Terra e o prepara para a eternidade. O que você está fazendo para receber — e ajudar outros a receber — a plenitude dessas bênçãos?

Ver também Doutrina e Convênios 84:19–27; Dallin H. Oaks, “O Sacerdócio de Melquisedeque e as chaves”, Liahona, maio de 2020, p. 69.

Doutrina e Convênios 107:41–57

O sacerdócio abençoa as famílias.

Adão queria que sua posteridade fosse abençoada pelo sacerdócio. Que promessas ele recebeu? (Ver os versículos 4255.) Ao ler sobre o que Adão fez, reflita a respeito do que você mesmo deseja para sua família a fim de que ela desfrute das bênçãos do sacerdócio. O que você sente que deve fazer para ajudar sua família a receber essas bênçãos?

Adam Blessing His Posterity [Adão Abençoando Sua Posteridade], de Clark Kelley Price

Ideias para o estudo das escrituras em família e para a noite familiar

Doutrina e Convênios 106:6.

O que sua família pode fazer para que haja “alegria no céu”?

Doutrina e Convênios 107:22.

O que estamos fazendo para apoiar nossos líderes com “confiança, fé e orações”?

Doutrina e Convênios 107:27–31, 85.

Os princípios que orientam os conselhos da Igreja podem nos ajudar em nossos conselhos de família. Que princípios nesses versículos podemos aplicar em nossos conselhos de família? (Ver M. Russell Ballard, “Conselhos de família”, A Liahona, maio de 2016, p. 63.)

Doutrina e Convênios 107:99–100.

Dê a um membro da família instruções escritas sobre uma tarefa doméstica e peça-lhe que escolha como vai realizá-la: com diligência, com preguiça ou sem ler as instruções. As outras pessoas da família deverão observar como a tarefa é cumprida e adivinhar que escolha a pessoa fez. Dê oportunidade para que outros participem. Por que o Senhor quer que não só aprendamos nossos deveres, mas que também os realizemos com toda diligência? (Ver Becky Craven, “Cuidadoso versus descuidado”, Liahona, maio de 2019, p. 9.)

Doutrina e Convênios 108:7.

Como podemos fortalecer uns aos outros em nossas conversas, orações, exortações ou nossos incentivos e em tudo o que fazemos? Sua família poderia escolher uma das áreas mencionadas e se esforçar para melhorar nela.

Para mais ideias sobre como ensinar crianças, ver o esboço desta semana em Vem, e Segue-Me — Primária.

Hino sugerido: “Vinde ao profeta escutar”, Hinos, nº 10.

Aperfeiçoar o estudo pessoal

Registrar impressões. Anote o que você sentir e as ideias que tiver à medida que ocorrerem. Fazendo isso, você mostra ao Senhor que valoriza Sua orientação (ver Ensinar à Maneira do Salvador, pp. 1230).

Melchizedek Blesses Abram [Melquisedeque Abençoa Abrão], de Walter Rane