Katie e Quincy
    Notas de rodapé

    Katie e Quincy

    As autoras moram em Utah, EUA.

    Quincy geralmente ajudava Katie, mas esta noite Katie queria ajudar Quincy!

    “O amigo ama em todo o tempo” (Provérbios 17:17).

    Katie and Quincy

    Katie adorava cantar. Adorava dançar. Mas, acima de tudo, adorava os domingos! Era quando conseguia ver sua amiga Quincy.

    Katie tinha síndrome de Down. Às vezes na igreja ela ficava confusa e não sabia o que fazer. Mas sabia que Quincy estaria por perto para ajudá-la.

    Quincy segurava a mão de Katie e ia com ela à Primária. Às vezes, Katie ficava inquieta no tempo de compartilhar e Quincy lhe dava um abraço. Isso sempre ajudava Katie a se acalmar. Depois do tempo de compartilhar, Quincy ajudava Katie a encontrar sua classe. Katie amava Quincy.

    Um dia Katie soube que algo triste havia acontecido na família de Quincy. O irmão mais velho de Quincy, Cory, havia morrido! Katie sabia que sua amiga ficaria muito triste. Sabia que Quincy amava muito o irmão mais velho.

    A mãe de Katie lhe disse que à noite as pessoas iriam à igreja para demonstrar amor à família de Quincy. Então no dia seguinte seria o funeral de Cory.

    “Você gostaria de ir à igreja com o papai e comigo hoje à noite?”, a mãe de Katie lhe perguntou.

    Katie fez que sim com a cabeça. Ela queria dizer a Quincy que a amava!

    Sua mãe a ajudou a vestir roupas bonitas. Em seguida se dirigiram para a igreja.

    Quando chegaram lá, Katie viu muitas pessoas. Conhecia algumas delas da igreja. Viu seu bispo, sua professora da Primária, mas não conseguia ver sua amiga.

    “Mamãe, onde está Quincy?”, perguntou Katie.

    Sua mãe não sabia.

    “Por que não perguntamos a alguém?”, sugeriu a mãe.

    Geralmente Katie não gostava de falar perto de muitas pessoas. Mas, naquela noite, Katie queria encontrar Quincy. Ela se sentiu corajosa e foi até o bispo.

    “Quincy está triste. Preciso encontrá-la!”, ela disse a ele.

    O bispo sorriu e pegou a mão de Katie. “Então vamos encontrar Quincy.”

    Juntos, o bispo, sua mãe e Katie andaram pela capela. Finalmente a encontraram! Quincy estava sentada num canto e parecia muito, muito triste.

    Katie foi até a amiga e a abraçou. Pensou em quanto Quincy sentia falta do irmão.

    “Está tudo bem, Quincy. Jesus vai cuidar de Cory”, disse Katie. Ela fez carinho no cabelo de Quincy, com toda a delicadeza.

    Quincy começou a chorar. Katie a abraçou mais forte.

    “Está tudo bem”, disse Katie. “Jesus vai cuidar de Cory.”

    Quincy chorou muito. Katie continuou abraçando a amiga. Depois de um tempo, Quincy ficou mais em silêncio. Ainda estava lacrimejando, mas não chorando tanto. Ela olhou para Katie.

    “Obrigada, Katie”, disse ela. “Você tem razão. Jesus vai cuidar do meu irmão.”

    Katie estava feliz por ter ajudado a amiga a se sentir melhor. Ela amava Quincy!

    Amigos com necessidades especiais

    Algumas deficiências tornam mais difícil o funcionamento do corpo. Outras deficiências dificultam o funcionamento do cérebro. Algumas pessoas têm uma deficiência que afeta tanto o cérebro quanto o corpo. De qualquer maneira, toda criança é um filho importante e amado de Deus!

    Se você conhecer uma pessoa com deficiência:

    Não…

    • Encare, aponte o dedo ou cochiche a respeito dela.

    • Ignore a pessoa.

    • Zombe dela.

    • Use nomes maldosos para se referir a ela.

    Você deve…

    • Cumprimentá-la e tratá-la bem.

    • Fazer perguntas de modo educado.

    • Defendê-la se as outras pessoas forem más.

    • Lembrar-se de que ela é filha de Deus, assim como você!