Palavras de Encerramento
    Notas de rodapé

    Palavras de Encerramento

    O farol do Senhor envia sinais prontamente reconhecidos e infalíveis.

    Esta sessão de encerramento foi maravilhosa. Poucas vezes ouvi sermões assim excelentes ensinados em tão poucas palavras como os que vimos hoje. Estamos todos aqui porque amamos o Senhor. Queremos servi-Lo. Nosso Pai Celestial Se importa conosco. Disso eu testifico. Reconheço Sua mão em todas as coisas.

    Uma breve escritura:

    “Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.

    Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.”1

    Essa tem sido a história da minha vida.

    Meus queridos irmãos e irmãs, chegamos agora ao término de uma conferência muito inspiradora e motivadora. Depois de ouvir o conselho e o testemunho daqueles que nos falaram, creio que fomos ricamente abençoados e estamos todos mais determinados a viver os princípios do evangelho de Jesus Cristo. Foi muito bom estarmos aqui. Expressamos nossa gratidão a cada um de vocês que nos falaram, bem como aos que proferiram orações.

    A música foi magnífica. Lembrou-me uma escritura que se encontra em Doutrina e Convênios: “Porque minha alma se deleita com o canto do coração; sim, o canto dos justos é uma prece a mim e será respondido com uma bênção sobre sua cabeça”.2

    Lembrem-se de que as mensagens que ouvimos nesta conferência serão publicadas na edição de maio das revistas Ensign e A Liahona. Peço que estudem essas mensagens, ponderem seus ensinamentos e depois os apliquem em sua vida.

    Sei que vocês se unem a mim ao expressarmos gratidão aos irmãos e às irmãs que foram desobrigados nesta conferência. Eles serviram muito bem e deram uma contribuição significativa para a obra do Senhor. Sua dedicação foi completa. Agradecemos a eles do fundo do coração.

    Também apoiamos, erguendo a mão, os irmãos e as irmãs que, nesta conferência, foram chamados para novos cargos. Queremos que eles saibam que ansiamos por trabalhar com eles na causa do Mestre.

    Meus irmãos e minhas irmãs, ao olharmos para o mundo que nos cerca, deparamo-nos com problemas graves e preocupantes. O mundo parece ter-se soltado do ancoradouro seguro e se afastado do porto da paz.

    A permissividade, a imoralidade, a pornografia, a desonestidade e uma hoste de outros males fizeram com que muitos fossem jogados de um lado para o outro no mar do pecado e despedaçados nos recifes pontiagudos das oportunidades perdidas, das bênçãos negadas e dos sonhos desfeitos.

    Meu conselho para todos é que olhemos para o farol do Senhor. Não há neblina tão densa, noite tão escura, temporal tão forte, marinheiro tão perdido que seu facho de luz não possa resgatar. Ele brilha em meio às tormentas da vida. O farol do Senhor envia sinais prontamente reconhecidos e infalíveis.

    Gosto imensamente destas palavras de Salmos: “O Senhor é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; (…) Invocarei o nome do Senhor (…) e ficarei livre dos meus inimigos”.3

    O Senhor nos ama, irmãos e irmãs, e vai-nos abençoar se O invocarmos.

    Quão gratos somos pelo evangelho restaurado de Jesus Cristo e por todas as coisas boas que esse evangelho proporciona em nossa vida. O Senhor derramou Suas bênçãos sobre nós como povo. Presto meu testemunho a vocês de que esta obra é verdadeira, que o Salvador vive e que Ele guia e dirige Sua Igreja aqui na Terra.

    Ao chegarmos aos momentos finais desta conferência, meu coração está cheio de ternos sentimentos. Expresso-lhes meu amor e minha gratidão. Agradeço suas orações por mim e por todas as Autoridades Gerais da Igreja. O Senhor ouve suas orações, nos abençoa e nos dirige nos assuntos de Seu reino aqui na Terra. Temos profunda gratidão por isso.

    Ao deixarmos esta conferência, invoco as bênçãos dos céus sobre cada um de vocês. Ao voltarem para casa, no mundo inteiro, oro para que nosso Pai Celestial abençoe vocês e sua família. Que as mensagens e o espírito desta conferência se expressem em tudo o que fizerem: no lar, no trabalho, em suas reuniões e em todos os seus afazeres.

    Amo vocês. Oro por vocês. Que Deus os abençoe. Que a paz que Ele prometeu esteja com vocês hoje e para sempre, em nome de Jesus Cristo. Amém.

    1. Provérbios 3:5–6.

    2. Doutrina e Convênios 25:12.

    3. Salmos 18:2–3.