Estudo Pessoal e Familiar
Ideias para melhorar o estudo pessoal das escrituras
anterior seguinte


“Ideias para melhorar o estudo pessoal das escrituras”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar: Doutrina e Convênios 2021

“Ideias para melhorar o estudo pessoal das escrituras”, Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar, 2021

Imagem

Ideias para melhorar o estudo pessoal das escrituras

A seguir estão algumas maneiras simples para melhorar seu estudo da palavra de Deus nas escrituras:

Orar para obter inspiração

As escrituras são a palavra de Deus, por isso, peça-Lhe ajuda para compreendê-las.

Procure verdades sobre Jesus Cristo

As escrituras ensinam que todas as coisas testificam de Cristo (ver 2 Néfi 11:4; Moisés 6:63), portanto, talvez seja interessante fazer anotações ou marcar versículos que testificam do Salvador, aumentam seu amor por Ele e ensinam como segui-Lo.

Procurar palavras e frases inspiradoras

Talvez algumas palavras ou frases nas escrituras o impressionem, como se tivessem sido escritas especialmente para você. Elas parecem pessoalmente importantes e o inspiram e motivam. Você pode marcá-las em suas escrituras ou anotá-las em seu diário de estudo.

Identificar verdades do evangelho

Às vezes, as verdades do evangelho (frequentemente chamadas de doutrina ou princípios) aparecem numa declaração direta; em outras ocasiões, podemos percebê-las por meio de exemplos e histórias. Ao ler, pergunte a si mesmo: “Que verdades eternas esses versículos ensinam?”

Ouvir o Espírito

Preste atenção aos pensamentos e sentimentos que tiver mesmo que eles não tenham nada a ver com o que você está lendo. Essas impressões podem ser exatamente o que o Pai Celestial quer que você saiba.

Aplicar as escrituras à sua vida

Pense em como as histórias e os ensinamentos do que você está lendo se aplicam à sua vida. Por exemplo, pergunte a si mesmo: “Que experiências tive que são semelhantes ao que estou lendo?” ou “Como posso seguir o exemplo dessa pessoa nas escrituras?”

Fazer perguntas enquanto estuda

Ao estudar as escrituras, algumas perguntas podem surgir em sua mente. Essas perguntas podem estar relacionadas ao que você está lendo ou à sua vida em geral. Reflita sobre essas perguntas e identifique as respostas à medida que continua estudando as escrituras.

Utilizar os auxílios para o estudo das escrituras

Para entender melhor os versículos que estiver lendo, use as notas de rodapé, os Tópicos do Evangelho ou o Guia para Estudo das Escrituras (scriptures.ChurchofJesusChrist.org), bem como outros auxílios de estudo.

Entender o contexto das escrituras

Você pode obter conhecimentos significativos sobre uma passagem de escritura se considerar seu contexto, as circunstâncias ou o local em que ocorreu o que é descrito na escritura. Por exemplo, conhecer o histórico e as crenças do povo a quem o profeta falou pode ajudá-lo a entender a intenção de suas palavras.

Registrar seus pensamentos e sentimentos

Há muitas maneiras de anotar suas impressões enquanto estuda. Por exemplo, marque uma palavra ou frase e anote seus pensamentos nas escrituras. Você também poderia escrever um diário com ideias, sentimentos e impressões que receber ao estudar.

Estudar as palavras dos profetas e apóstolos atuais

Leia o que os profetas e apóstolos de hoje têm ensinado sobre os princípios que encontrar nas escrituras (por exemplo, ver conference.ChurchofJesusChrist.org e as revistas da Igreja).

Compartilhar suas ideias

Converse sobre o que surgiu em sua mente durante seu estudo pessoal; essa não somente é uma boa forma de ensinar outras pessoas, mas também aumenta seu entendimento sobre o que leu.

Colocar em prática o que você aprender

O estudo das escrituras não deve apenas nos inspirar, mas também nos levar a mudar nosso modo de viver. Ouça os sussurros do Espírito à medida que lê e se comprometa a seguir a orientação que receber.

Imagem

O élder David A. Bednar disse: “Não devemos esperar que a Igreja, como organização, nos ensine ou diga tudo o que precisamos saber e fazer para nos tornarmos discípulos dedicados e para perseverarmos valentemente até o fim. Ao contrário, nossa responsabilidade pessoal é aprender o que devemos aprender, viver como sabemos que devemos viver e nos tornar quem o Mestre gostaria que nos tornássemos. E nosso lar é o lugar principal para aprendermos, vivermos e nos moldarmos” (“Preparados para obter todas as coisas necessárias”, Liahona, maio de 2019, p. 102).