TJS, Gênesis 9
anterior próximo

TJS, Gênesis 9:4–6. Comparar com Gênesis 8:20–22

Após o Dilúvio, Noé pede ao Senhor que não amaldiçoe a terra novamente.

4 E edificou Noé um altar ao Senhor; e tomou de todo animal limpo, e de toda ave limpa, e ofereceu holocaustos sobre o altar; e deu graças ao Senhor, e regozijou-se em seu coração.

5 E o Senhor falou a Noé, e o abençoou. E Noé cheirou o suave cheiro, e disse ele em seu coração:

6 Eu invocarei o nome do Senhor, para que ele não torne mais a amaldiçoar a terra por causa do homem, porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice; e para que ele não torne mais a destruir todo ser vivente, como ele o fez, enquanto a terra durar;

TJS, Gênesis 9:10–15. Comparar com Gênesis 9:4–9

O homem será responsabilizado pelo derramamento do sangue de animais e de homens. Deus estabelece com Noé e seus filhos o mesmo convênio que Ele fez com Enoque.

10 Porém o sangue de toda a carne que vos dei por alimento será derramado sobre a terra, o que dela remove a vida; e o sangue não comereis.

11 E certamente o sangue não será derramado, a não ser para mantimento, para salvar a vossa vida; e o sangue de todo animal requererei de vossas mãos.

12 E quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; pois o homem não derramará o sangue do homem.

13 Pois um mandamento dou, que o irmão de cada homem preserve a vida do homem, porque conforme a minha própria imagem eu fiz o homem.

14 E um mandamento vos dou: Frutificai e multiplicai-vos; povoai abundantemente a terra, e multiplicai-vos nela.

15 E falou Deus a Noé, e a seus filhos com ele, dizendo: E eu, eis que eu estabelecerei o meu convênio convosco, que fiz com o vosso pai Enoque, concernente à vossa semente depois de vós.

TJS, Gênesis 9:21–25. Comparar com Gênesis 9:16–17

Deus põe o arco-íris no céu como lembrete de Seu convênio com Enoque e Noé. Nos últimos dias, a assembleia geral da Igreja do Primogênito reunir-se-á aos justos da Terra.

21 E o arco estará na nuvem; e eu o verei, para que eu possa lembrar do convênio eterno, que eu fiz com o teu pai Enoque; de que quando os homens guardassem todos os meus mandamentos, Sião retornaria à terra, a cidade de Enoque, que arrebatei para mim.

22 E este é o meu convênio eterno, que quando a tua posteridade abraçar a verdade, e olhar para o alto, então olhará Sião para baixo, e todos os céus tremerão com regozijo; e a terra estremecerá de alegria;

23 E a assembleia geral da igreja do primogênito descerá do céu, e possuirá a terra, e terá lugar até que venha o fim. E este é o meu eterno convênio, que eu fiz com o teu pai Enoque.

24 E o arco estará na nuvem, e estabelecerei contigo o meu convênio, que fiz entre mim e ti, para toda criatura vivente de toda carne que estará sobre a terra.

25 E disse Deus a Noé: Este é o sinal do convênio que estabeleci entre mim e ti; para toda carne que estará sobre a terra.