9. O Mundo do Velho Testamento
    Notas de rodapé
    Theme

    9. O Mundo do Velho Testamento

    mapa 9 da Bíblia

    N

    Cáucaso

    Mar Cáspio

    Mte. Ararate?

    Mar Negro

    Urartu

    Horeus

    Troia

    Heteus

    Ur?

    Harã (Padã-Arã)

    Assíria

    Carquêmis

    Mesopotâmia

    Nínive

    Rio Eufrates

    Assur

    Acade

    Planície de Dura

    Susã

    Rio Tigre

    Babilônia

    Rodes

    Quitim (Chipre)

    Babel (Sinar)

    Síria

    Caftor (Creta)

    Elã

    Sidom

    Fenícia

    Damasco

    Babilônia

    Tiro

    Deserto Arábico

    Ur?

    Mar de Quinerete (Galileia)

    Megido

    Mar Grande ou Superior (Mar Mediterrâneo)

    Jerusalém (Salém)

    Mar Inferior (Golfo Pérsico)

    Canaã

    Mar Salgado (Mar Morto)

    Berseba

    Delta do Nilo

    Gósen

    Midiã

    Deserto Líbio

    Om

    Eziom-Geber

    Egito

    Nilo

    Mte. Sinai? (Horebe)

    Mar Vermelho

    Quilômetros

    0 100 200 300 400

    A B C D E F G H

    1 2 3 4

    1

    2

    2

    3

    4

    5

    6

    7

    8

    9

    10

    11

    12

    13

    14

    15

    16

    17

    1. Monte Ararate Local tradicional onde a arca de Noé aportou (Gên. 8:4). O local exato é desconhecido.

    2. Ur Primeira residência de Abraão, perto da foz do Eufrates, onde ele quase foi oferecido como sacrifício humano, viu o anjo de Jeová e recebeu o Urim e Tumim (Gên. 11:28–12:1; Abr. 1; 3:1). (Observar também um possível local alternativo para Ur no norte da Mesopotâmia.)

    3. Babilônia, Babel (Sinar) Colonizada no início por Cuxe, filho de Cão, e por Ninrode. Região de origem dos jareditas na época da Torre de Babel, nas campinas de Sinar. Tornou-se posteriormente a capital provincial da Babilônia e a residência dos reis babilônicos, incluindo Nabucodonosor, que levou muitos judeus cativos para essa cidade depois da destruição de Jerusalém (587 a.C.). Os judeus permaneceram cativos na Babilônia durante 70 anos, até a época do rei Ciro, que permitiu que os judeus voltassem a Jerusalém para reconstruir o templo. Daniel, o profeta, também residiu ali durante o reinado de Nabucodonosor, de Belsazar e de Dario Ⅰ (Gên. 10:10; 11:1–9; 2 Re. 24–25; Jer. 27:1–29:10; Eze. 1:1; Dan. 1–12; Ômni 1:22; Ét. 1:33–43).

    4. Susã Capital do Império Persa no reinado de Dario Ⅰ (Dario, o Grande), de Xerxes (Assuero) e de Artaxerxes. Residência da rainha Ester, cuja coragem e fé salvaram os judeus. Daniel e, posteriormente, Neemias serviram ali (Ne. 1:1; 2:1; Est. 1:1; Dan. 8:2).

    5. Planície de Dura Sadraque, Mesaque e Abede-Nego foram lançados na fornalha ardente, quando se recusaram a adorar uma imagem de ouro criada por Nabucodonosor; o Filho de Deus preservou-os, e eles saíram ilesos da fornalha (Dan. 3).

    6. Assíria Assur foi a primeira capital da Assíria, seguida de Nínive. Os governantes assírios Salmaneser Ⅴ e Sargom Ⅱ conquistaram o Reino de Israel, ao Norte, e levaram as dez tribos cativas em 721 a.C. (2 Re. 14–15; 17–19). A Assíria foi uma ameaça para Judá até 612 a.C., quando a Assíria foi conquistada pela Babilônia.

    7. Nínive Capital da Assíria. A Assíria atacou a terra de Judá durante o reinado de Ezequias e o ministério do profeta Isaías. Jerusalém, a capital de Judá, foi salva milagrosamente quando um anjo matou 185.000 soldados assírios (2 Re. 19:32–37). O Senhor disse ao profeta Jonas que chamasse a cidade de Nínive ao arrependimento (Jon. 1:2; 3:1–4).

    8. Harã Abraão estabeleceu-se aqui temporariamente, antes de partir para Canaã. O pai e o irmão de Abraão aqui permaneceram. Rebeca (esposa de Isaque) e Raquel, Lia, Bilha e Zilpa (esposas de Jacó) vieram dessa região (Gên. 11:31–32; 24:10; 29:4–6; Abr. 2:4–5).

    9. Carquêmis O Faraó Neco foi derrotado aqui por Nabucodonosor, o que deu fim ao domínio egípcio sobre Canaã (2 Crôn. 35:20–36:6).

    10. Sidom Esta cidade foi fundada por Sidom, neto de Cão, e é a cidade que fica no extremo norte de Canaã (Gên. 10:15–20). Foi o lar de Jezabel, que introduziu a adoração a Baal em Israel (1 Re. 16:30–33).

    11. Tiro Foi uma importante cidade comercial e porto marítimo da Síria. Hirão, de Tiro, enviou cedro, ouro e trabalhadores para ajudar Salomão a construir o seu templo (1 Re. 5:1–10, 18; 9:11).

    12. Damasco Abraão resgatou Ló próximo daqui. Foi a principal cidade da Síria. Durante o reinado do rei Davi, os israelitas conquistaram a cidade. Elias, o profeta, ungiu Hazael para ser o rei de Damasco (Gên. 14:14–15; 2 Sam. 8:5–6; 1 Re. 19:15).

    13. Canaã Abraão, Isaque e Jacó e seus descendentes receberam esta terra como possessão perpétua (Gên. 17:8; 28).

    14. Monte Sinai (Horebe) O Senhor falou a Moisés do meio de uma sarça ardente (Êx. 3:1–2). Moisés recebeu a Lei e os Dez Mandamentos (Êx. 19–20). O Senhor falou a Elias, o profeta, numa voz mansa e delicada (1 Re. 19:8–12).

    15. Eziom-Geber O rei Salomão construiu “naus” em Eziom-Geber (1 Re. 9:26). Foi possivelmente neste porto que a rainha de Sabá, tendo ouvido a respeito da fama de Salomão, desembarcou para vê-lo (1 Re. 10:1–13).

    16. Egito Abraão viajou para cá devido à grande fome que havia em Ur (Abr. 2:1, 21). O Senhor disse a Abraão que ensinasse aos egípcios o que Ele lhe havia revelado (Abr. 3:15). Depois que os irmãos de José o venderam como escravo (Gên. 37:28), José tornou-se aqui o administrador da casa de Potifar. Foi lançado na prisão, interpretou o sonho do Faraó e recebeu uma posição de autoridade no Egito. José e seus irmãos foram reunidos. Jacó e sua família mudaram-se para cá (Gên. 39–46). Os filhos de Israel habitaram em Gósen durante a sua permanência no Egito (Gên. 47:6).

      Os israelitas multiplicaram-se “e foram fortalecidos grandemente”; depois, eles se tornaram escravos dos egípcios (Êx. 1:7–14). Após uma série de pragas, o Faraó permitiu que Israel deixasse o Egito (Êx. 12:31–41). Jeremias foi levado ao Egito (Jer. 43:4–7).

    17. Caftor (Creta) A antiga terra dos minoanos.