Ensinamentos dos Presidentes
    Apêndice: Fontes Utilizadas Neste Livro
    Notas de rodapé
    Theme

    Apêndice: Fontes Utilizadas Neste Livro

    Há várias fontes das quais foram tirados ensinamentos do Profeta Joseph Smith, inclusive History of the Church. O seguinte material visa ajudá-lo a compreender essas fontes.

    Fontes dos Ensinamentos do Profeta

    Os ensinamentos do Profeta Joseph Smith incluídos neste livro foram tirados dos seguintes tipos de fontes.

    Sermões. Este livro cita muitos discursos proferidos pelo Profeta Joseph Smith. A maneira pela qual esses sermões eram anotados difere muito da forma como foram registrados os sermões dos Presidentes da Igreja subseqüentes. Os Presidentes da Igreja que vieram depois de Joseph Smith usaram escreventes que anotavam seus discursos para os membros da Igreja por taquigrafia. Quando se tornaram disponíveis os dispositivos de gravação eletrônica, como gravadores de fita e filmes, eles passaram a ser usados para registrar precisamente as palavras proferidas pelos líderes da Igreja.

    Durante a vida de Joseph Smith, porém, a taquigrafia não era amplamente usada. Por esse motivo, os sermões que ele proferiu foram registrados de modo impreciso, em letra cursiva, geralmente por escreventes, líderes da Igreja e outros membros da Igreja. Quase todos os discursos de Joseph Smith foram feitos de improviso, sem um texto preparado, de modo que as anotações feitas pelos que o ouviam são o único registro existente desses discursos. Embora existam alguns relatórios extensos de seus discursos, a maioria são resumos das mensagens proferidas pelo Profeta. Infelizmente, não há registro de muitos discursos proferidos por Joseph Smith. Dentre os mais de 250 sermões que se sabe que ele proferiu, os relatórios ou anotações feitas por escreventes e outras pessoas cobrem somente cerca de 50 dos sermões proferidos.

    Artigos. Alguns dos ensinamentos do Profeta contidos neste livro foram tirados de artigos que Joseph Smith indicou para publicação nos periódicos da Igreja, inclusive o Evening and Morning Star, o Latter Day Saints’ Messenger and Advocate, o Elders’ Journal e o Times and Seasons.1 Além disso, ele freqüentemente orientava um escrevente, outro membro da Primeira Presidência ou outra pessoa de confiança a escrever um artigo sobre assuntos específicos que ele queria abordar. O Profeta então endossava o texto, depois de tê-lo aprovado como condizente com seu modo de pensar e o publicava com o seu nome. Por exemplo, este livro cita vários editoriais publicados no Times and Seasons em 1842. Durante um período de oito meses daquele ano, de fevereiro a outubro, Joseph Smith trabalhou como redator daquele jornal e freqüentemente publicou artigos com a assinatura “Ed” (de editor). Embora outras pessoas tenham ajudado a escrever muitos desses artigos, o Profeta aprovou cada um deles e os publicou em seu nome.

    Cartas. Este livro cita muitas cartas escritas ou ditadas por Joseph Smith. Este livro também cita cartas aprovadas e assinadas por Joseph Smith que foram parcial ou inteiramente escritas por outras pessoas, sob sua direção.

    Diários. Os diários do Profeta são uma rica fonte de seus ensinamentos. Embora seus diários sejam muito longos, na verdade ele escrevia neles pessoalmente com pouca freqüência. Em vez disso, ele ordenava que seus diários fossem mantidos por escreventes, sob sua supervisão, de modo a permitir que ele se concentrasse nas responsabilidades urgentes de seu chamado. Pouco antes de seu martírio, ele declarou: “Nos últimos três anos, fiz um registro de todos os meus atos e procedimentos, porque empreguei constantemente vários secretários muito bons, fiéis e eficientes: eles me acompanharam a toda parte e anotaram cuidadosamente a minha história e escreveram o que eu fiz, onde estive e o que eu disse”.2 Os escreventes do Profeta faziam anotações no diário na terceira e na primeira pessoa, como se o próprio Joseph Smith estivesse escrevendo.

    Recordações das pessoas. Este livro cita lembranças de pessoas que ouviram o Profeta falar e depois anotaram suas palavras em seu diário e outros escritos. Depois da morte do Profeta, os líderes e historiadores da Igreja fizeram grande esforço para coletar e preservar esses escritos e registrar lembranças que não haviam sido registradas anteriormente a respeito do Profeta. Essas fontes somente foram usadas quando a pessoa realmente ouviu as palavras que registrou.

    Escrituras. Este livro cita ensinamentos e escritos de Joseph Smith que mais tarde foram canonizados como escritura em Doutrina e Convênios e Pérola de Grande Valor. Esses escritos canonizados incluem instruções que ele deu sobre assuntos doutrinários, visões que ele registrou e cartas e outros documentos que ele escreveu. Este livro cita esses ensinamentos e escritos canonizados quando eles ilustram e esclarecem as doutrinas apresentadas neste livro.

    History of the Church

    Muitos dos sermões e escritos do Profeta Joseph Smith incluídos neste livro são citados da obra History of the Church of Jesus Christ of Latter-day Saints, que é referida neste livro como History of the Church.3 Os primeiros seis volumes de History of the Church apresentam a história de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias desde seu início até a morte de Joseph Smith. Essa história descreve principalmente os eventos e experiências relacionados à vida e ao ministério de Joseph Smith. Trata-se de uma das fontes mais importantes de informações históricas sobre a vida e os ensinamentos do Profeta e do desenvolvimento do início da Igreja.

    Joseph Smith começou a preparar a história que acabaria se tornando a obra History of the Church, na primavera de 1838, para opor-se aos falsos relatos publicados em jornais e outros lugares. A conclusão de sua história era motivo de grande preocupação para ele. Em 1843, ele disse: “Há poucos assuntos que me causaram maior ansiedade do que minha história, que foi uma tarefa muito difícil”.

    A History of the Church baseia-se em lembranças, diários e outros registros pessoais do Profeta. Ela apresenta uma descrição diária das atividades do Profeta e de eventos significativos da história da Igreja. Também inclui relatórios de discursos do Profeta, cópias de revelações que ele recebeu, artigos de periódicos da Igreja, atas de conferências e outros documentos.

    Joseph Smith continuou envolvido na preparação e análise de sua história até a morte. Contudo, ele dirigiu a maior parte do trabalho realizado por outros, sob sua supervisão. Os motivos disso incluem sua preferência de falar ou ditar seus pensamentos, em vez de escrevê-los e as constantes exigências de seu ministério. A história do Profeta de 5 de julho de 1839 relata: “Eu estava ditando a história, digo ditando porque raramente uso a pena eu mesmo”.5

    Em junho de 1844, a história escrita chegava até 5 de agosto de 1838. Na Cadeia de Carthage, pouco antes de morrer, o Profeta encarregou o Élder Willard Richards, seu principal escrevente na época, a dar continuidade ao plano de compilar a história.6 O Élder Richards e outros homens que tinham sido muito chegados ao Profeta continuaram a história conforme instruídos, até a morte do Élder Richards, em 1854. Depois, a obra de compilação da história foi realizada ou dirigida principalmente pelo Élder George A. Smith, primo e amigo muito chegado do Profeta, que foi ordenado Apóstolo em 1839 e se tornou Historiador da Igreja em 1854. Muitos outros que trabalharam no Escritório do Historiador da Igreja também auxiliaram na compilação.

    Uma importante tarefa dos compiladores da History of the Church era revisar e preparar documentos originais para serem incluídos na história. Seu trabalho envolvia discretas revisões editoriais em quase todos os documentos originais incluídos em History of the Church. Os compiladores corrigiram erros ortográficos e pontuações, uso de maiúsculas e gramática. Além disso, em alguns casos, os compiladores da história fizeram algumas mudanças nos documentos originais. Essas mudanças podem ser divididas em três categorias:

    1. Combinação de relatos. Muitos discursos de Joseph Smith foram registrados por mais de um ouvinte. Em alguns casos, os compiladores da History of the Church combinaram dois ou mais relatos do mesmo discurso numa única versão.

    2. Alteração de relatos da terceira para a primeira pessoa. Muitos relatos dos ensinamentos e atividades do Profeta foram registrados na terceira pessoa. Esses relatos foram escritos originalmente por seus escreventes, mas alguns foram tirados dos escritos de outras pessoas que conheciam o Profeta e de artigos de jornal. Em seu trabalho, os compiladores de History of the Church escreveram a história na primeira pessoa, como se o Profeta estivesse escrevendo. Isso exigiu que alguns relatos na terceira pessoa fossem alterados para relatos na primeira pessoa.

    3. Acréscimo ou alteração de palavras ou frases. Muitas das anotações originais dos sermões do Profeta são breves, incompletas e desconexas. Em alguns casos, os historiadores da Igreja reconstruíram os sermões do Profeta baseando-se nos registros disponíveis, recorrendo também a suas próprias recordações e experiências com o Profeta. Esse trabalho às vezes envolvia o acréscimo ou a alteração de palavras ou frases para preencher lacunas ou esclarecer significados.

    Toda a compilação e elaboração da History of the Church foi feita sob supervisão e revisão apostólica. A história foi lida para os membros da Primeira Presidência, inclusive o Presidente Brigham Young e o Quórum dos Doze Apóstolos, alguns dos quais tinham conhecido de perto o Profeta e haviam ouvido os discursos originais. Esses líderes aprovaram o manuscrito para publicação como a história da Igreja referente ao período abordado.

    Em agosto de 1856, a história foi concluída até a época da morte de Joseph Smith. A história foi publicada em série nos periódicos da Igreja no século XIX, como a “História de Joseph Smith”.7 Mais tarde, a história foi editada pelo Élder B. H. Roberts, um membro da Presidência dos Setenta, e foi publicada entre 1902 e 1912, em seis volumes. Seu título foi History of the Church of Jesus Christ of Latter-day Saints.

    Os homens que compilaram a história atestaram a exatidão da obra. O Élder George A. Smith disse: “Tomou-se o maior cuidado para que as idéias fossem transmitidas no estilo do Profeta, na medida do possível; e em nenhum caso de que eu tenha conhecimento houve alteração no sentimento, porque ouvi pessoalmente a maior parte de seus discursos, fui muito chegado a ele, tenho uma vívida recordação de seus ensinamentos e conheci muito bem seus princípios e motivos”.8

    O Élder George A. Smith e o Élder Wilford Woodruff declararam: “A História de Joseph Smith está agora diante do mundo, e estamos convencidos de que nunca foi publicada uma história mais correta do que esta em seus detalhes. Para que ela fosse estritamente correta, foram tomadas as mais minuciosas medidas pelos historiadores e secretários que participaram do trabalho. Eles foram testemunhas oculares de quase todos os acontecimentos registrados nessa história, a maioria dos quais foi relatada tal como ocorreu, e quando não estiveram pessoalmente presentes, eles tiveram acesso a pessoas que estiveram. Além disso, desde a morte do Profeta Joseph, a História foi cuidadosamente revisada sob a rigorosa supervisão do Presidente Brigham Young e por ele aprovada.

    Nós, portanto, solenemente prestamos nosso testemunho ao mundo, a todos a quem chegarem estas palavras, de que a História de Joseph Smith é verdadeira, sendo uma das mais autênticas histórias já escritas.”9

    Neste livro, os discursos e escritos do Profeta Joseph Smith foram tirados de History of the Church, exceto quando o discurso ou escrito original não foi incluído naquela obra. Quando este livro cita um trecho de History of the Church, as notas incluem informações sobre o discurso ou escrito original, incluindo o nome daqueles que registraram os sermões do Profeta. As notas também indicam quando os compiladores de History of the Church recorreram a suas próprias recordações e experiências com Joseph Smith para alterar palavras ou acrescentar palavras ou frases ao relatório original. Esses acréscimos ou alterações somente são indicados quando afetam o significado da citação. As pequenas alterações editoriais não foram indicadas.

    O livro intitulado Joseph Smith — História, conforme se encontra na Pérola de Grande Valor, constitui-se de trechos tirados dos cinco primeiros capítulos do primeiro volume de History of the Church.