Anunciadas mudanças quanto à idade para o avançamento e a ordenação dos jovens

Contribuição de Camille West, da seção Church News, no site ChurchofJesusChrist.org

  • 14 Dezembro 2018

Em 2019, as crianças concluirão sua participação na Primária e o avançamento delas ocorrerá por faixa etária, de uma classe para a próxima ou de um quórum para o próximo. Os rapazes dignos estarão aptos para ser ordenados a um ofício do sacerdócio no mês de janeiro do ano em que completarem 12, 14 e 16 anos de idade. Os jovens dignos estarão aptos para receber uma recomendação de uso limitado para o templo a partir do mês de janeiro do ano em que completarem 12 anos de idade.

Destaques de Artigos

  • O avançamento das crianças e dos jovens entre classes ocorrerá por faixa etária, não no dia de seu aniversário.
  • Os jovens dignos estarão aptos para receber uma recomendação de uso limitado para o templo a partir do mês de janeiro do ano em que completarem 12 anos de idade.
  • Os rapazes estarão aptos para ser ordenados a um ofício do sacerdócio no mês de janeiro do ano em que completarem 12, 14 e 16 anos de idade.

Um anúncio da Primeira Presidência na sexta-feira, dia 14 de dezembro, menciona uma mudança no período em que as crianças e os jovens concluirão sua participação na Primária, avançarão entre as classes ou entre os quóruns e participarão do trabalho do templo pela primeira vez — e o período em que os rapazes poderão ser ordenados a um ofício do sacerdócio. Essas mudanças entrarão em vigor em janeiro de 2019.

Esses anúncios emanam de um “desejo de fortalecer as crianças e os jovens por meio de maior fé em Jesus Cristo, de uma compreensão mais profunda de Seu evangelho e de maior união com Sua Igreja e com Seus membros”, cita a carta da Primeira Presidência.

A partir de janeiro de 2019, as crianças concluirão sua participação na Primária e passarão a participar da Escola Dominical e da classe das abelhinhas ou do quórum de diáconos por faixa etária, não no dia de seu aniversário, como ocorria no passado.

Além disso, os rapazes estarão aptos para ser ordenados a um ofício do sacerdócio no mês de janeiro do ano em que completarem 12, 14 e 16 anos de idade, e os jovens estarão aptos para receber uma recomendação de uso limitado para o templo a partir do mês de janeiro do ano em que completarem 12 anos de idade — com base “na dignidade pessoal, na preparação e em circunstâncias pessoais”.

De acordo com os materiais apresentados pela Igreja, a idade em que os rapazes são ordenados a um ofício do sacerdócio não é “determinada doutrinariamente” e, na verdade, tem sido diferente ao longo da história da Igreja. (Ver Perguntas frequentes.)

Em uma publicação no Facebook sexta-feira, o presidente Russell M. Nelson mencionou: “Embora esses ajustes resultem em significativas mudanças logísticas, eu os incentivo a primeiramente enfatizarem os benefícios espirituais”.

“Nossos jovens e nossas crianças estão entre as melhores pessoas que o Senhor já enviou a este mundo. Eles têm a capacidade de ser mais inteligentes e sábios e exercer uma influência maior no mundo do que qualquer geração anterior! Precisamos fazer nossa parte para ajudá-los a atingir seu potencial”.

“O Salvador está guiando Sua Igreja”, disse a irmã Bonnie H. Cordon, presidente geral das Moças. “Ele sabia que essa mudança viria, e deu essa inspiração referente a esse grupo de crianças de 11 anos de idade, que está pronto para receber novas designações e oportunidades adicionais de serviço. Ele conhece a capacidade de Seus filhos e de Suas filhas. Temos completa confiança neles. Somos imensamente gratos pela revelação!”

Avançamento em conjunto

Atualmente, quando a criança completa 12 anos de idade, ela passa a participar da organização das Moças ou dos Rapazes e volta para a Primária a fim de participar de uma das classes ou têm a opção de participar de uma classe da Escola Dominical. Em 2019, a classe dos valorosos de 11 anos de idade será descontinuada e, em janeiro, todas as crianças de 11 anos de idade participarão juntas da Escola Dominical.

“Para as classes, o avançamento das crianças em conjunto, em vez de uma criança de cada vez sair da Primária durante o ano, será muito mais fácil”, disse a irmã Joy D. Jones, presidente geral da Primária.

A partir de janeiro de 2019, os rapazes dignos estarão aptos para ser ordenados a um ofício do sacerdócio no mês de janeiro do ano em que completarem 12, 14 e 16 anos de idade.

A partir de janeiro de 2019, os jovens estarão aptos para receber uma recomendação de uso limitado para o templo a partir do mês de janeiro do ano em que completarem 12 anos de idade — com base “na dignidade pessoal, na preparação e em circunstâncias pessoais”.

O irmão Stephen W. Owen, presidente geral dos Rapazes, disse que um benefício do avançamento das crianças e dos jovens por faixa etária é que “existe um fator de união e de amizade. Eles progridem juntos. Essa mudança pode ajudar no processo de conversão. Ela cria uma inclusão”. No entanto, essa mudança não acontece apenas para que haja amizade, ele disse, embora ela aumente o sentimento de irmandade nos quóruns. “Buscamos a conversão ao evangelho de Jesus Cristo”, ele disse. “Vocês fazem parte de um exército, conforme disse o presidente Nelson; ninguém precisa se sentir sozinho. Estamos juntos.”

A mudança também significa que diáconos e abelhinhas não precisarão esperar até completarem 12 anos para participar de acampamentos. E embora encontros não devam ser marcados antes dos 16 anos de idade, as meninas-moças e os mestres não precisarão esperar até completarem 14 anos para participar de conferências de jovens e receber designações de ministração.

O irmão Owen espera que os rapazes saibam que essa mudança será algo maravilhoso. “Vocês têm amigos”, ele disse. “Vocês não precisam esperar. Vocês avançarão juntos. Essa mudança está alinhada ao que acontece na escola e em outras áreas de sua vida.”

A síster Cordon disse que um dos benefícios do avançamento por faixa etária é que a presidência de classe pode servir sem que haja uma interrupção por se perder membros da presidência para uma outra classe no dia em que eles fazem aniversário. Em vez disso, a presidência da classe terá “tempo para conhecer as moças e planejar atividades que abençoarão as moças e a família delas”. Isso também será uma bênção para os líderes, ela disse. “Isso é maravilhoso. Não perderemos membros de presidências de classe constantemente. Sabemos que teremos moças em todas as faixas etárias para os mesmos dois anos. Teremos continuidade e união.”

Serviço no templo

“Estou particularmente animada pelo fato de que essas mudanças farão com que crianças mais novas participem do trabalho do templo”, disse a irmã Jones. “Elas normalmente contam os dias até completarem 12 anos de idade para receber uma recomendação de uso limitado para o templo e realizar ordenanças no templo.”

O anúncio é outra “amostra de confiança nessa juventude extraordinária”, disse a irmã Cordon. “Esses jovens têm um grandioso trabalho para realizar no templo — um trabalho que eles podem iniciar assim que entrarem na organização das Moças e dos Rapazes!”

“Espero que pais interessados percebam quão preparados seus filhos realmente estão”, disse a irmã Jones. “Elas estão prontas! Isso permitirá que uma classe completa de crianças da Primária, que tem aprendido e se preparado, continue a crescer e a avançar entre as classes das Moças e dos Rapazes”.

O anúncio também permite certa flexibilidade em razão de circunstâncias pessoais, com pais e bispos se reunindo a fim de decidir qual é a melhor alternativa para cada criança e para cada jovem, e as áreas da Igreja podem escolher fazer isso em um período do ano em que normalmente ocorre uma transição, em vez do mês de janeiro.

A partir de janeiro de 2019, as crianças concluirão sua participação na Primária e passarão a participar da Escola Dominical e da classe das abelhinhas ou do quórum de diáconos por faixa etária, não no dia de seu aniversário, como ocorria no passado.