Jovens Menu

    Descontentamento divino

    Michelle D. Craig Primeira conselheira na presidência geral das Moças

    Há uma grande diferença entre o descontentamento divino e o desânimo paralisante.

    Os chamados proféticos para agir, associados à percepção inata de que podemos fazer e ser algo mais, às vezes, criam em nós o que o élder Neal A. Maxwell chamou de “descontentamento divino” (Becoming a Disciple [Tornar-se um discípulo], Ensign, junho de 1996, p. 18). O descontentamento divino ocorre quando comparamos “o que somos com o poder que temos de nos tornar”. Se formos sinceros, cada um de nós sente “a diferença entre nossa capacidade atual e o que queremos nos tornar”. Ansiamos por ter mais capacidade de realização. Sentimos isso porque somos filhas e filhos de Deus, nascidos com a Luz de Cristo apesar de vivermos em um mundo decaído. Esses sentimentos nos foram dados por Deus e nos motivam a agir.

    Irmã Michelle D. Craig

    Devemos aceitar de bom grado esse descontentamento divino que nos impulsiona a níveis mais altos, mas também devemos reconhecer e fugir da estratégia de Satanás: o desânimo paralisante. Essa é uma oportunidade imperdível para o adversário. Podemos escolher trilhar o caminho mais elevado, que nos leva a buscar Deus, Sua paz e Sua graça, ou ouvir Satanás, que nos bombardeia com mensagens de que nunca vamos ser ricos, inteligentes ou bonitos o bastante, e que nada será suficiente. Nosso descontentamento pode se tornar divino ou destrutivo. (…)

    O mundo muitas vezes usa o descontentamento como desculpa para o egocentrismo, que nos faz pensar excessivamente em nós mesmos e no passado, e em quem eu sou, em quem eu não sou e no que eu quero. O descontentamento divino nos motiva a seguir o exemplo do Salvador, que “andou fazendo o bem” (Atos 10:38). Ao trilharmos o caminho do discipulado, ouviremos sussurros espirituais que nos levarão a ajudar os outros. (…)

    Graças ao sacrifício expiatório do Salvador, podemos ser capazes de realizar o trabalho que temos de fazer. Os profetas têm ensinado que, à medida que trilhamos o caminho do discipulado, podemos ser santificados pela graça de Cristo. O descontentamento divino pode nos impulsionar a agir com fé, a aceitar o convite do Salvador para sermos pessoas melhores e a Lhe entregar humildemente nossa vida.

    Veja o discurso completo no endereço conference.LDS.org.

    Erro no envio do formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

     
    1000 caracteres restantes

    Compartilhe sua experiência